sábado, 10 de abril de 2010

Governo Regional vai fortalecer os direitos dos utentes do sector da Saúde



O Secretário Regional da Saúde salientou, esta manhã, em Ponta Delgada, o grande objectivo do Governo Regional dos Açores em concretizar uma reforma no sector da Saúde, na Região, sustentada no fortalecimento dos direitos dos respectivos utentes.

Miguel Correia, que falava na sessão de abertura da 10.ª Reunião Anual da Primavera da Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia, precisou, a respeito, que, medidas como a criação Provedor do Utente, a criação da Inspecção Regional de Saúde, o novo enquadramento jurídico das farmácias e das unidades privadas e a implementação dos Tempos Máximos de Resposta, constituem os eixos fundamentais da reforma que o Governo pretende executar.

Aos participantes no importante encontro da Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia, o Secretário Regional destacou algumas das medidas e acções que estão em curso, no sector da Saúde, na Região Autónoma dos Açores, nomeadamente, a entrada em execução do Plano Regional de Saúde 2009-2012, que integra onze programas específicos de saúde pública. Miguel Correia referiu a intenção de se melhorar a prevenção, o diagnóstico e o tratamento das doenças cardiovasculares, das doenças oncológicas, das doenças respiratórias, da diabetes e das doenças mentais.

A apresentação do Plano Regional de Saúde Escolar e Saúde Infanto-juvenil, que prevê o acompanhamento das crianças e jovens até aos 18 anos, foi, igualmente, realçada pelo Secretário Regional da Saúde, como uma iniciativa prioritária, que vai promover uma avaliação periódica dos parâmetros de saúde das crianças e jovens nos Açores.

No domínio das infra-estruturas, Miguel Correia salientou a construção, em curso, do novo hospital da ilha Terceira e referiu que, em breve, será assinado o contrato de parceria para a construção do Centro de Radioterapia dos Açores. O concurso para a construção no bloco C do Hospital da Horta será lançado, proximamente, e, também, avançam as obras do novo Centro de Santa Cruz da Graciosa, estando em elaboração os projectos para a construção de novos centros de saúde em Ponta Delgada e Madalena do Pico.

Na reunião de Ponta Delgada participam várias dezenas de especialistas que vão discutir temáticas relacionadas com as doenças alérgicas. A este propósito, o Secretário Regional da Saúde sublinhou a importância do encontro tanto para o enriquecimento da prática clínica, como para o aumento do conhecimento das inovações tecnológicas que vão surgindo. Miguel Correia considerou que as doenças imuno-alérgicas têm um impacto social significativo, tornando-se, normalmente, doenças crónicas que condicionam a vida das pessoas, resultando daí consequências indirectas no rendimento escolar e do trabalho, afectando-se, com isso, o funcionamento da sociedade. Por isso, concluiu o governante, tudo deve ser feito para se aumentar a qualidade de vida das pessoas tornando a sociedade mais produtiva.



GaCS/JMB

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário