domingo, 28 de dezembro de 2014

"Vem aí um novo ano" ... cartoon da autoria do Prof. Paulo Gomes































Cartoon da autoria do Prof. Paulo Gomes (Escola Básica e Secundária de Santa Cruz da Graciosa)

Publicado por: Jorge M. Gonçalves

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Receitas médicas aviadas no cartão do cidadão

No próximo ano, o utente do SNS vai precisar apenas do cartão de cidadão para aviar uma prescrição médica ao balcão da farmácia. As receitas sem papel devem chegar no segundo trimestre de 2015, noticia o JN.

Em meados do próximo ano, se tudo correr dentro do expectável, o utente com uma doença crónica, por exemplo, poderá pedir a renovação do receituário no Portal do Utente, ir à farmácia e levantar os medicamentos com o cartão do cidadão, evitando passar no centro de saúde, noticia o JN.

Mais conforto para o utente e menos risco de fraude serão as principais vantagens da desmaterialização da prescrição electrónica, que já esteve em testes no Norte e no Sul.

Quem não tem cartão do cidadão receberá um PIN de dispensa e pode aviar a receita na farmácia. Contudo será dado privilégio ao cartão do cidadão.


Fonte: .jornaldenegocios.pt

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Governo promove boas práticas para impedir disseminação da doença que afeta coelhos na Graciosa

A Diretora Regional dos Recursos Florestais anunciou, em Ponta Delgada, alterações ao calendário venatório em S. Miguel, relativamente à caça de coelho-bravo, bem como iniciativas destinadas a informar a população da Graciosa sobre os comportamentos a adotar na sequência do aparecimento da Doença Hemorrágica Viral entre a população de coelhos nesta ilha.


“A DRRF, que tem acompanhado a evolução da doença através da realização diária de vistorias, recolha e eliminação dos cadáveres, como forma de eliminar potenciais focos infeciosos, vai publicar, até ao final desta semana, um folheto informativo sobre a forma de atuar perante a deteção de animais mortos por esta doença”, revelou Anabela Isidoro, destacando a necessidade de evitar o contacto direto com coelhos mortos, avisar de imediato os Serviços Florestais locais, prevenir a disseminação para os coelhos domésticos e promover a desinfeção de calçado, vestuário, ferramentas e o interior das viaturas.

Com o mesmo objetivo, a Direção Regional de Agricultura está a preparar medidas preventivas para acautelar a disseminação da doença, nomeadamente a colocação de cartazes informativos em locais públicos.

“Esta doença, apesar de muito contagiosa para os coelhos, não é transmitida ao ser humano ou a outras espécies animais”, afirmou Anabela Isidoro, frisando, no entanto, que “não deve ser consumida a carne de coelhos infetados e deve-se proceder à recolha e eliminação dos animais mortos”.

Anabela Isidoro falava terça-feira, no final de uma reunião com representantes de movimentos associativos ligados à agricultura, caça, floresta e ambiente, em que também participou a Federação Agrícola dos Açores, durante a qual foi feito um ponto de situação relativamente ao aparecimento da Doença Hemorrágica Viral (variante RHDHV2) na Graciosa, que originou a interdição de qualquer ato venatório nesta ilha.

Relativamente à necessidade de promover um maior esforço de caça sobre o coelho-bravo em S. Miguel, nas zonas onde esta espécie cinegética tem causado prejuízos nas culturas agrícolas, foi dado parecer positivo nesta reunião, em que também participaram os elementos do Conselho Cinegético de Ilha, à alteração ao calendário venatório.

Nesse sentido, durante o mês de janeiro, a caça ao coelho-bravo estará aberta em toda a ilha de S. Miguel às quintas-feiras, domingos e feriados, até às 15h00, com um limite de seis coelhos por caçador.

Em fevereiro, para direcionar o esforço de caça para zonas de culturas hortícolas, a caça estará aberta na Zona 1 às quintas-feiras, domingos e feriados, do nascer ao pôr-do-sol, com um limite de 10 peças por caçador.



GaCS

Publicado por: Jorge M. Gonçalves

Secretário Regional da Saúde nomeia Conselho de Administração da Unidade de Saúde da Ilha Graciosa

O Secretário Regional da Saúde nomeou o novo Conselho de Administração da Unidade de Saúde da Ilha Graciosa, que continua a ser presidido pela médica Carla Alexandra Bettencourt Medeiros, que assume também o cargo de Diretora Clínica.
Carla Medeiros concluiu a licenciatura em Medicina em 2003 na Universidade do Porto, fez o Internato Geral no Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, e exerceu a atividade de Assistente de Medicina Geral e Familiar no Centro de Saúde de Ponta Delgada.
A partir de 2010, desempenhou as funções de Assistente de Medicina Geral e Familiar na Unidade de Saúde da Ilha Graciosa, assegurando também a Saúde Materno e a Saúde Infantil de toda a ilha, bem como o rastreio do Cancro do Colo do Útero e o Planeamento Familiar.

Gina Maria da Silva Dutra Ávila é também reconduzida no cargo de Vogal Executivo do Conselho de Administração da Unidade de Saúde da Ilha Graciosa.

Gina Ávila foi professora na Escola Preparatória da Praia da Vitória e na Escola Preparatória da Graciosa, ocupou depois o lugar de Vogal Administrativo do Conselho de Administração do Centro de Saúde de Santa Cruz da Graciosa e, em 2011, passou a exercer as funções de Vogal Executivo do Conselho de Administração da Unidade de Saúde da Ilha Graciosa.

O enfermeiro Paulo José da Cunha Vasconcelos é nomeado Vogal Executivo do Conselho de Administração e Diretor de Enfermagem.

Licenciado em Enfermagem pela Universidade dos Açores, Paulo Vasconcelos trabalha desde essa altura na Unidade de Saúde da Ilha Graciosa, na área de prestação de cuidados, sobretudo nos serviços de Internamento e Urgência, tendo também desempenhado funções de tutor de estudantes em Ensino Clínico de Cuidados Continuados de Enfermagem e Promoção da Qualidade de Vida.



GaCS


Publicado por: Jorge M. Gonçalves

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Cartoon do Prof. Paulo Gomes sobre a proibição da caça ao coelho na Ilha Graciosa









































Cartoon da autoria do Prof. Paulo Gomes (Escola Básica e Secundária da Graciosa)

Publicado por: Jorge M. Gonçalves

domingo, 14 de dezembro de 2014

Passeio de Natal Solidário da Moto Club da Ilha Graciosa

O Moto Club Ilha Graciosa promoveu na tarde deste Sábado, dia 13 de Dezembro o último passeio do ano e com verdadeiro espirito de partilha. Os participantes foram convidados a trazer bens alimentares de primeira necessidade para constituir um Cabaz de Natal, o qual foi entregue aos responsáveis pela Delegação da Cáritas da Ilha Graciosa, para posteriormente ser distribuído por famílias carências. 

Após a entrega do Cabaz de Natal, os participantes enfrentaram o frio e fizeram-se à estrada percorrendo várias localidades, acabando o passeio na sede no clube para alguns momentos de convívio.




Fonte: RG

Publicado por: Jorge M. Gonçalves

Entrevista da Sra. Professora Adelaide Teles no Diário Insular de 12-12-2014


















































Fonte: Diário Insular

Publicado por: Jorge M. Gonçalves

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Funcionários públicos com tolerância de ponto a 24 e 31 de dezembro

O Presidente do Governo dos Açores concedeu tolerância de ponto aos trabalhadores da Administração Pública Regional nos dias 24 e 31 de dezembro, tendo em conta a “relevância que a celebração das festividades de Natal e de Ano Novo representa para as famílias Açorianas”.

O despacho assinado por Vasco Cordeiro tem ainda em conta a “tradição de conceder tolerância de ponto de modo a permitir a adequada celebração dessas festividades” na Região Autónoma dos Açores. 



GaCS


Publicado por: Jorge M. Gonçalves

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Esclarecimento da Secretaria Regional da Educação e Cultura sobre a Academia Musical da Ilha Graciosa

A Secretaria Regional da Educação e Cultura, face à notícia sobre o início do ano letivo na Academia Musical da Ilha Graciosa, entende esclarecer o seguinte:

1 - O não arranque das aulas prende-se, ao contrário do que se pretende fazer crer, com o facto de a Direção daquele estabelecimento de ensino não ter entregado ainda a documentação necessária à obtenção do paralelismo pedagógico;

2 - Tal como a Direção da Academia Musical bem sabe, o apoio da Região às instituições de ensino particular, cooperativo e solidário, como é o caso da Academia Musical da Ilha Graciosa, está definido em Decreto Legislativo próprio, que determina um conjunto de condições, entre as quais possuir um quadro docente qualificado e reconhecido pela tutela;

3 - A Academia Musical não reúne as condições previstas na lei para que lhe seja concedido o paralelismo pedagógico e, por consequência, o apoio da Região;

4 - O Governo dos Açores reafirma a sua disponibilidade, logo que sejam preenchidos os requisitos legais, para apoiar a Academia Musical da Ilha Graciosa, na exata medida em que o faz com todos os outros estabelecimentos de ensino particular, cooperativo e solidário;

5 - Todas as outras questões, nomeadamente a segurança do atual edifício, onde funcionam outras instituições, como a escola do 1.º ciclo, estão a ser devidamente avaliadas e tratadas pelos serviços competentes.



GaCS

Publicado por: Jorge M. Gonçalves

"Pedidos de Natal" cartoon da autoria do Prof. Paulo S Gomes






























Cartoon da autoria do Prof. Paulo Gomes (Escola Básica e Secundária da Graciosa)

Publicado por: Jorge M. Gonçalves

CONCERTO DE NATAL NA GRACIOSA No Centro Cultural a 14 de Dezembro de 2014










































Publicado por: Jorge M. Gonçalves

Nova Farmácia graciosense abre Segunda-feira, dia 15 de Dezembro de 2014

O Posto Farmacêutico, da Santa Casa da Misericórdia de Angra do Heroísmo, abre Segunda-feira, às 8h30.

O posto a abrir no antigo Centro de Saúde, na Avenida Mouzinho de Albuquerque, terá um horário de funcionamento de Segunda a Sexta, das 8h30 às 18 horas e ao Sábado das 9 às 12 horas.


Recorde-se que há cerca de 2 anos que os graciosenses sentem a falta de medicamentos na ilha e a abertura do posto farmacêutico, tem como o objectivo suprir essa carência.


Fonte: RG

Publicado por: Jorge M. Gonçalves

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Mais um Cartoon sobre o Ranking das escolas 2014, da autoria do Prof. Paulo Gomes














Cartoon da autoria do Prof. Paulo Gomes (Escola Básica e Secundária de Santa Cruz da Graciosa)


Publicado por: Jorge M. Gonçalves

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Peça do Mês de Dezembro de 2014 / Museu da Graciosa











































Publicado por: Jorge M. Gonçalves

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Filme de animação "AVIÕES", esta Sexta-feira, 5 de Dezembro de 2014, no Centro Cultural da Graciosa











































Publicado por: Jorge M. Gonçalves

Mais um cartoon da autoria do Prof. Paulo Gomes sobre o surto de sarna na Graciosa






























A Escola Básica e Secundária de Santa Cruz da Graciosa encontra-se temporariamente encerrada devido a este surto de sarna



Cartoon da autoria do Prof. Paulo Gomes


Publicado por: Jorge M. Gonçalves

domingo, 30 de novembro de 2014

Agenda cultural do Museu da Graciosa para o mês de Dezembro de 2014

MUSEU DA GRACIOSA, AGENDA CULTURAL, DEZEMBRO DE 2014







































































Publicado por: Jorge M. Gonçalves

sábado, 29 de novembro de 2014

Tira humorística sobre situação da sarna na Graciosa da autoria do Prof. Paulo Gomes





Cartoon da autoria do Prof. Paulo Gomes (Escóla Básica e Secundária da Graciosa)

Publicado por: Jorge M. Gonçalves

sábado, 22 de novembro de 2014

Sorteio de 7.500€ para clientes do Comércio local

A Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo (CCAH) apresentou, hoje, em conferência de imprensa em conjunto com a Câmara Municipal de Angra do Heroísmo, a campanha Ofereça Açores Natal 2014, que decorre até à véspera de Natal nas lojas do comércio local das Ilhas Terceira, São Jorge e Graciosa.
Com o objetivo de dinamizar o comércio local e premiar a fidelidade dos consumidores do nosso comércio, todos os estabelecimentos aderentes à campanha, nas Ilhas Terceira, São Jorge e Graciosa, vão sortear prémios para os seus clientes, no montante global de 7500€.
Assim, os clientes que efetuem compras nos estabelecimentos aderentes recebem uma senha por cada compra no valor igual ou superior a 20€. Nos dias 12 e 30 de Dezembro vão ser realizados sorteios, premiando um total de 300 clientes do comércio local das Ilhas Terceira, São Jorge e Graciosa, com vales de 25€ para cada um dos vencedores poder utilizar no estabelecimento onde fez a compra.
Além do sorteio, e de forma a incentivar a decoração e promover as montras das lojas aderentes, a CCAH promove, ainda, Concursos de Montras, em Angra do Heroísmo, Praia da Vitória e Velas, em parceria com os Municípios. Em Angra do Heroísmo, o júri vai avaliar as montras mais atrativas, entre as candidatas, partindo dos critérios dos Materiais, Criatividade, Estética, Padrão Visual e também com ponderação através de votação no Facebook.
Outra vertente da campanha é a animação de rua, com especial enfoque nos centros urbanos, especialmente nos fins-de-semana, em parceria com as Câmaras Municipais.
O extenso programa de animação inclui animação infantil todos os sábados de manhã e tarde e domingos de tarde, a partir de dia 29 de Novembro na Ilha Terceira, sendo complementada com mais de três dezenas de ações de animação de rua itinerante em diversas artérias das cidades de Angra do Heroísmo e Praia da Vitória. O programa completo de animação estará disponível na página do ofereça açores, www.oferecaacores.com. O Facebook do Ofereça Açores vai ter, também, dinâmicas diárias e semanais, com passatempos alusivos à época de Natal e divulgação das montras e produtos das empresas aderentes.

Fonte: azoresdigital.com
Publicado por: Jorge M. Gonçalves

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Governo dos Açores garante reforço da fiscalização das pescas na Graciosa

O Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia assegurou hoje que “vai haver fiscalização reforçada no próximo ano para combater a pesca ilegal na ilha Graciosa e na Região”, frisando que “serão aplicadas sanções mais severas para quem infringir a lei de forma recorrente”.

Fausto Brito e Abreu salientou que a instalação de 'caixas azuis' (MONICAP) nas embarcações, um sistema semelhante às 'caixas negras' dos aviões que permite a monitorização, a partir de terra, da posição e velocidade dos barcos, será uma das medidas a implementar para garantir uma melhor fiscalização.

O Secretário Regional garantiu ainda que “vai aumentar o número de visitas da Inspeção Regional das Pescas à ilha Graciosa” e que “estão a ser feitos esforços para, em colaboração com a Polícia Marítima, se conduzirem mais missões de fiscalização no mar”.

Fausto Brito e Abreu falava no final de uma reunião com a Associação dos Pescadores Graciosenses, um encontro que serviu para os profissionais da pesca apresentarem as suas preocupações relacionadas com o setor.

O reforço da fiscalização, a realização de pequenas obras, como a pavimentação de uma zona do porto de pescas e um pequeno telheiro para manutenção das embarcações, bem como a criação de uma peixaria e apoios para a apanha e exportação de algas na ilha Graciosa foram alguns dos assuntos em análise.

Fausto Brito e Abreu reconheceu o trabalho a ser desenvolvido pela Associação de Pescadores Graciosenses na apanha e exportação de algas que são usadas na composição de medicamentos e de produtos de cosmética, frisando que “a cultura e apanha de algas pode ser uma atividade muito importante para trazer rendimento adicional aos pescadores”.

Entre maio e setembro deste ano foram apanhadas na Graciosa cerca de 32 toneladas de algas, que foram vendidas a uma empresa espanhola.


Depois da reunião, o Secretário Regional do Mar visitou o Porto de Pescas da Praia, que é utilizado por cerca de quatro dezenas de embarcações.

Anexos:
2014.11.19-SRMCT-PescadoresGraciosa.mp3

GaCS


Publicado por: Jorge M. Gonçalves

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Cinema na Graciosa para o mês de Novembro de 2014
































































Publicado por: Jorge M. Gonçalves

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Rosa Nunes destaca importância das energias renováveis no futuro da Graciosa e dos Açores

O Diretor Regional da Energia destacou a importância do projeto que começou agora a ser implementado na Graciosa, numa parceria entre a Empresa de Eletricidade dos Açores (EDA) e a Younicos, que fará desta ilha mais um exemplo na Região no que se refere ao pioneirismo no aproveitamento e utilização das energias renováveis.

Rosa Nunes, num comentário ao início da implementação do projeto de energias renováveis que se materializa através da construção de um parque eólico de 4,5 megawatts e de um outro fotovoltaico de 1 megawatt, aos quais está associado um parque de baterias de iões de lítio de 2,6 megawatts, salientou que será possível demonstrar, na Graciosa, a viabilidade económica da introdução das energias renováveis na rede elétrica, fazendo assim da 'ilha branca' um exemplo passível de ser replicado.

O projeto desenvolvido pela EDA e pela Younicos permitirá aumentar a penetração da produção de eletricidade através de energias renováveis, possibilitando, através de um sistema de baterias devidamente testadas que será instalado na ilha, o equilíbrio da rede quase instantaneamente.

Desta forma, será reduzida ao mínimo a aquisição de produtos de origem fóssil, assim como o impacte ambiental.

O sistema de produção, constituído pelos parques eólico e fotovoltaico, permitirá dotar a ilha Graciosa de uma independência elétrica de cerca de 70%, constituindo mais um exemplo no conjunto dos projetos que o Governo Regional tem vindo a desenvolver e a apoiar com o objetivo de fazer dos Açores uma região pioneira na produção e utilização de energias renováveis.

O Governo dos Açores definiu como objetivo nesta área fazer com que a Região atinja uma taxa de penetração de energias renováveis de 53% até 2017, através de um investimento superior a 85 milhões de euros.

Este investimento, além de reduzir a importação de combustíveis fósseis, permitirá ainda evitar a emissão de cerca de 188 mil toneladas de gases com efeito de estufa.



GaCS

Publicado por:  Jorge M. Gonçalves

sábado, 25 de outubro de 2014

Investigadores e criadores candidatam burro da Graciosa a raça autóctone

A Universidade dos Açores lidera uma candidatura, já entregue, para que o burro da ilha Graciosa seja reconhecido como raça autóctone, à semelhança do que aconteceu recentemente com o pónei da Terceira.
"Há todas as condições para que o burro da Graciosa seja considerado como uma raça. Ele já existe lá há anos sem fim. A Graciosa é conhecida por ter burros em quantidade e exportar", salientou, em declarações à Lusa, Artur Machado, do Centro de Biotecnologia da Universidade dos Açores.
Segundo Artur Machado, a universidade já realizou estudos biométricos e genéticos que comprovam que há na ilha Graciosa um conjunto de animais que se distingue "por caraterísticas morfológicas comuns".
O investigador salientou ainda que estes animais estão "culturalmente ligados" a uma "zona geográfica específica", alegando que há fotografias dos anos 60 com "burricadas às caldeiras" e ainda hoje é comum encontrar no centro de Santa Cruz da Graciosa carroças puxadas por burros.
O burro da Graciosa aproxima-se mais dos burros do norte de África do que do burro de Miranda, de tronco europeu, mas tem características únicas.
A população dos Açores conhece-o como o "burro anão da Graciosa", mas, segundo Artur Machado, "o nanismo implica um defeito genético e eles não são anões, são pequenos". Apesar da sua pequena dimensão - a altura máxima ao garrote é de 1,07 metros e há adultos com 96 centímetros - estes burros são "muito resistentes", capazes de levar uma pessoa no dorso, "muito seguros no andamento e muito pacientes".
Não se sabe bem como, nem quando, este burro chegou à Graciosa, mas os relatos da sua participação na vida quotidiana da ilha são antigos, tanto como animal de tração, como no trabalho da terra, e na década de 60 o efetivo chegou a ultrapassar os mil animais, o que dava uma média de um burro para cada oito pessoas.
Atualmente, a população de burros da Graciosa "está francamente reduzida, mas ainda é possível recuperá-la", na opinião do investigador da Universidade dos Açores, que estima que a ilha tenha uma centena de animais.
Para Artur Machado, os burros podem recuperar a sua principal função na década de 60 e ganhar novas utilidades, que os tornem economicamente sustentáveis, como a exploração do leite de burra. "Se juntarmos a uma componente turística, a componente tradicional agrícola e a nova utilização numa agricultura com produtos de valor acrescentado, há toda a razão para que não seja apenas aquele animal de estimação muito querido que a gente quer preservar", frisou.
O investigador da Universidade dos Açores lamentou, no entanto, que ao contrário do que acontece no continente com o puro sangue lusitano, não existam apoios nos Açores para os criadores de raças autóctones. "Infelizmente, há alguns anos que nós já estamos na Comunidade Europeia e os Açores estiveram ao largo de todas essas medidas de apoio", salientou.
Foi Graça Mendonça, uma aluna da Universidade dos Açores, natural da Graciosa, que iniciou o processo de reconhecimento deste burro como raça autóctone, quando há cerca de uma década realizou o primeiro censo, no âmbito de uma tese de fim de curso.
Em 2006, o então Serviço Nacional Coudélico admitiu que o burro da Graciosa tinha "caraterísticas zoomórficas distintas das demais populações nacionais da espécie", defendendo a preservação do património. A entidade sugeriu a apresentação de um projeto de padrão racial e de um regulamento do registo zootécnico, bem como a criação de uma direção técnica e a organização dos criadores em associação, o que foi feito ao longo dos últimos anos.
Artur Machado considerou que há motivos para acreditar que o burro da Graciosa seja reconhecido como raça autóctone pela Direção-Geral de Alimentação e  Veterinária, tal como antes foi o cão barbado da ilha Terceira, o cão de fila de São Miguel, os bovinos do Ramo Grande, na Terceira, ou, mais recentemente, o pónei da Terceira.

Fonte: dnoticias.pt
Publicado por: Jorge M. Gonçalves

sábado, 18 de outubro de 2014

O livro "Graciosa-Calçada a Mosaico" vai ser apresentado em Lisboa, na Casa dos Açores, na próxima 4ª Feira, 22 de Outubro de 2014

O livro "Graciosa-Calçada a Mosaico" vai ser apresentado em Lisboa, na Casa dos Açores, na próxima 4ª Feira, 22 de Outubro de 2014, pelas 21h00


































Publicado por: Jorge M. Gonçalves

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Exposição de escultura no Museu da Graciosa até 31 de Outubro de 2014

Exposição de escultura no Museu da Graciosa


Encontra-se patente ao público no Átrio do Museu da Graciosa, até 31 de Outubro, a exposição "Aquário de pedra", de José Serra, que este ano realizou um sonho de longa data, esculpir fauna marinha em pedras vulcânicas.



Publicado por: Jorge M. Gonçalves

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

CONCURSO DE IDEIAS PARA A ILUMINAÇÃO DAS FESTAS DE SANTO CRISTO 2015

O concurso de Ideias é uma iniciativa da Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa e tem como objetivo envolver a comunidade em geral na "Conceção de ideias para a iluminação do centro de Santa Cruz e da Igreja da Misericórdia nas Festas do Senhor Santo Cristo dos Milagres". 
Consulte o regulamento em www.cm-graciosa.pt e participe!





Publicado por: Jorge M. Gonçalves

Expedição encontra na ilha Graciosa fósseis de espécie de ave endémica dos Açores

Uma expedição de investigadores do Instituto Mediterrâneo de Estudos Avançados, de Palma de Maiorca, e do Grupo da Biodiversidade dos Açores, com a cooperação do Parque Natural da Graciosa, descobriu recentemente cerca de 20 ossadas de Rallus sp., uma ave já extinta que terá vivido em zonas húmidas endémicas dos Açores.

No significativo conjunto de ossadas encontradas, nas quais se incluem espécies de aves marinhas e passeriformes, destaca-se também o que pode ser uma nova espécie, que poderá estar relacionada com o Priolo, além de um tentilhão de grandes dimensões.

Esta expedição insere-se num projeto para o estudo das alterações ocorridas na biodiversidade faunística da Região Macaronésica e das Ilhas Baleares, no Mediterrâneo, durante o período Holocénico, que abrange os últimos 11.700 anos da história da Terra.

No arquipélago dos Açores, já foram visitadas, além da Graciosa, as ilhas de Santa Maria, São Miguel, Terceira e Pico, tendo sido descobertos fósseis de algumas aves já extintas no arquipélago.

Na expedição à Graciosa, foram visitadas algumas grutas da ilha, entre as quais a Galeria do Forninho, a Gruta do Bom Jesus e as furnas do Moinho, do Abel, do Enxofre, do Calcinhas, d’ Água, de Maria Encantada e do Dragoeiro.



GaCS


Publicado por: Jorge M. Gonçalves

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Concerto de clarinete, violoncelo e piano na ilha Graciosa

O Governo dos Açores, em colaboração com a Escola Básica e Secundária da Graciosa, promove sábado a realização de um concerto com a participação de Oleg Gunko, em clarinete, André Gunko, em violoncelo, e Grygory Grytsyuk , em piano.

O programa deste concerto é constituído por obras de Johannes Brahms, Gaspar Cassadó e Nino Rota, compositores dos séculos XIX e XX representativos de vários estilos e épocas, que vão desde o romantismo até à contemporaneidade.

O espetáculo, que terá lugar pelas 21h30, no auditório da escola, na vila de Santa Cruz da Graciosa, integra-se na Temporada Artística 2014 desenvolvida pela Secretaria Regional da Educação e Cultura, através da Direção Regional da Cultura.

A Direção Regional da Cultura informa que este e outros eventos estão disponíveis para consulta na Agenda Cultural do Portal CulturAçores, no endereço eletrónicowww.culturacores.azores.gov.pt




GaCS

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Peça do Mês de Outubro de 2014 no Museu da Graciosa, um fonógrafo, este poderá ser visto no horário normal do Museu

Museu da Graciosa
Outubro de 2014
Peça do Mês

Fonógrafo

Denominação  Fonógrafo
Material  Madeira, ferro e cobre
Datação Registada sob a patente de Thomas A. Edison, at Orange, N.J. , U.S.A, G 74360, Dec. 4.1888… May 31. 1898
Proveniência  doação de Raimundo Ortins, S.Mateus, Graciosa
Função  aparelho para gravar e reproduzir sons
Dimensões  A 17,5 x L24 x Exp16 – A24 x L23,5 x Exp18,3 cm
Nº inv. MG 8.864

Fonógrafo de formato paralelepipédico, constituído por um cilindro giratório de cobre preso a dois mancais sobre o qual era colocado uma lâmina delgada de estanho, que o recobria ao longo do seu comprimento.

O som era recolhido por um funil cónico, provocava a vibração de um diafragma metálico que constituía a base do funil; dali, o movimento transmitia-se para uma agulha, a qual gravava na folha de estanho. Para se escutar o que foi gravado, rodava-se manualmente a manivela que fazia o cilindro girar, obrigando a agulha percorrer o sulco. O movimento da agulha fazia oscilar o diafragma metálico, produzindo uma vibração sonora. A amplificação era feita por meio mecânico do mesmo funil em trompa, usado no processo de gravação.

Na face da frente do fonógrafo pode-se ler” TRADE Thomas A. Edison Mark”. Na face contrária existe uma placa com a seguinte inscrição: “Manufactured under the patents of Thomas A. Edison, Orange, N.J. U.S.A. May.8.1888  Jully 31.1888  Nov. 27.1888  Dec. 4.1888  Feb.5.1889  Apr.2.1889  June 9.1891  Dec.29.1891  Oct.18.1892  June 20.1893  Jan.23.1894  May 31.1898 . This machine is sold upon the condition that i tis licensed to be used or vended only so long as this serial number  G74360  is not remove or changed, in whole or in part, and that every possessor of this machine admitis the validity of the above enumerated patents”.

A caixa é também de formato paralelepipédico, tendo na parte superior uma pega e na face da frente a seguinte inscrição: “EDISON  GEM  PHONOGRAPH”.

Este aparelho foi inventado em 1877 por Thomas Edison e foi o primeiro aparelho capaz de reproduzir sons, previamente gravados, em cilindros de papel, metal ou cera. 


Jorge António de Medeiros Borges e Cunha
Diretor do Museu da Graciosa
SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E CULTURA
DIREÇÃO REGIONAL DA CULTURAMuseu da Graciosa
Largo Conde de Simas, 17 
9880-345 Santa Cruz da Graciosa
( +351 295 712429 / 7 +351 295 732427



Publicado por: Jorge M. Gonçalves

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Agenda Cultural do Museu da Graciosa com uma sinopse das principais atividades agendadas por esta instituição para o próximo mês de Outubro de 2014.

Agenda Cultural do Museu da Graciosa com uma sinopse das principais atividades agendadas por esta instituição para o próximo mês de Outubro de 2014.







































Museu da Graciosa
Jorge António de Medeiros Borges e Cunha

Diretor do Museu da Graciosa
SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E CULTURA
DIREÇÃO REGIONAL DA CULTURAMuseu da Graciosa
Largo Conde de Simas, 17 
9880-345 Santa Cruz da Graciosa
( +351 295 712429 / 7 +351 295 732427