terça-feira, 28 de outubro de 2014

Rosa Nunes destaca importância das energias renováveis no futuro da Graciosa e dos Açores

O Diretor Regional da Energia destacou a importância do projeto que começou agora a ser implementado na Graciosa, numa parceria entre a Empresa de Eletricidade dos Açores (EDA) e a Younicos, que fará desta ilha mais um exemplo na Região no que se refere ao pioneirismo no aproveitamento e utilização das energias renováveis.

Rosa Nunes, num comentário ao início da implementação do projeto de energias renováveis que se materializa através da construção de um parque eólico de 4,5 megawatts e de um outro fotovoltaico de 1 megawatt, aos quais está associado um parque de baterias de iões de lítio de 2,6 megawatts, salientou que será possível demonstrar, na Graciosa, a viabilidade económica da introdução das energias renováveis na rede elétrica, fazendo assim da 'ilha branca' um exemplo passível de ser replicado.

O projeto desenvolvido pela EDA e pela Younicos permitirá aumentar a penetração da produção de eletricidade através de energias renováveis, possibilitando, através de um sistema de baterias devidamente testadas que será instalado na ilha, o equilíbrio da rede quase instantaneamente.

Desta forma, será reduzida ao mínimo a aquisição de produtos de origem fóssil, assim como o impacte ambiental.

O sistema de produção, constituído pelos parques eólico e fotovoltaico, permitirá dotar a ilha Graciosa de uma independência elétrica de cerca de 70%, constituindo mais um exemplo no conjunto dos projetos que o Governo Regional tem vindo a desenvolver e a apoiar com o objetivo de fazer dos Açores uma região pioneira na produção e utilização de energias renováveis.

O Governo dos Açores definiu como objetivo nesta área fazer com que a Região atinja uma taxa de penetração de energias renováveis de 53% até 2017, através de um investimento superior a 85 milhões de euros.

Este investimento, além de reduzir a importação de combustíveis fósseis, permitirá ainda evitar a emissão de cerca de 188 mil toneladas de gases com efeito de estufa.



GaCS

Publicado por:  Jorge M. Gonçalves

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário