terça-feira, 6 de abril de 2010

Centro de Gestão de Resíduos da Graciosa vai acabar com aterros sanitários na ilha



O Centro de Gestão de Resíduos da Graciosa, em construção, num investimento do Governo dos Açores na ordem dos seis milhões de euros, vai permitir acabar com os lixos perecíveis, através de compostagem, e com todos os outros resíduos recicláveis através da exportação.

A garantia foi dada pelo Secretário Regional do Ambiente e do Mar, que hoje visitou as obras, e explicou que parte dos resíduos será transformada em composto, útil como adubo natural ou, simplesmente, apto a ser lançado à terra, sem qualquer risco ambiental.

O restante será exportado como mais-valia para reciclagem, ficando na ilha apenas os entulhos resultantes de construções, havendo já, para esse efeito, um aterro licenciado.

Depois de referir que esta infra-estrutura é um dos maiores investimentos na Graciosa e, a par de um centro idêntico nas Flores, o maior investimento em curso na área do Ambiente nos Açores, Álamo Meneses disse também que o centro vai permitir aos diversos operadores da ilha encaminhar os detritos para reciclagem e acabar com a proliferação de sucatas e depósitos de vários materiais em diversos pontos da ilha.

Para o efeito estão a ser construídas baias onde vão ser colocados contentores apropriados que poderão ser usados pelos diferentes operadores da ilha para a exportação dos resíduos.



GaCS/FA

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário