quinta-feira, 30 de junho de 2011

Navio-escola `Sagres´ vem aos Açores



O Presidente do Governo dos Açores recebeu em audiência, no Palácio de Sant´Ana, o Comandante da Zona Militar dos Açores, Almirante António Maria Mendes Calado, que lhe foi dar conta da vinda aos Açores, neste mês de Julho, do navio-escola “Sagres” em missão que se integra na formação de cadetes.

O N.R.P “Sagres”, com uma guarnição de 139 elementos, é comandado, desde 16 de Maio de 2011, pelo Capitão-de-Fragata Sardinha Monteiro.

O actual navio-escola “Sagres” foi construído em Hamburgo, em 1937, tendo recebido o nome de Albert Leo Schlageter. Era o terceiro de uma série de quatro navios encomendados pela marinha alemã. No final da II Grande Guerra, aquando da partilha dos despojos pelos vencedores, ficou na posse dos Estados Unidos da América.

Em 1948 foi cedido à marinha do Brasil, pelo valor simbólico de 5.000 dólares, como compensação pelos danos causados pelos submarinos alemães aos seus navios durante a guerra. Foi, então, baptizado de “Guanabara”, nome da célebre baía brasileira para onde inicialmente foi rebocado.

A 30 de Novembro de 1960 foi abatido ao efectivo da marinha brasileira, sendo adquirido por Portugal em Outubro de 1961, pelo valor de 150.000 dólares, para substituir o antigo “Sagres”, que, curiosamente, também havia sido um navio alemão.

Desde 1962, o navio-escola “Sagres” tem efectuado anualmente viagens de instrução com cadetes da Escola Naval, funcionando também como embaixada itinerante de Portugal.

No âmbito das suas missões, cumpriu já três viagens de circum-navegação, bem como outras viagens de duração superior a cinco meses que o levaram a participar na regata Colombo (1992), a integrar as comemorações dos 450 anos da chegada dos portugueses ao Japão (1993) e ainda nas celebrações por ocasião dos 500 anos do achamento do Brasil (2000).


GaCS/CT

Publicado por: Jorge Gonçalves

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário