quinta-feira, 16 de junho de 2011

Governo inaugura residências para idosos na ilha Graciosa



O executivo açoriano inaugurou hoje quatro moradias para idosos da Santa Casa da Misericórdia da Praia da Graciosa, um evento presidido pelo Presidente do Governo dos Açores.

Num investimento público de cerca de 300 mil euros, este empreendimento permitirá, segundo a Secretária Regional do Trabalho e Solidariedade Social, “alargar a capacidade de resposta já existente nesta ilha, possibilitando aos idosos alguma autonomia”.

Dirigida a casais, esta aposta visa, ainda, dar resposta às situações em que um dos elementos se encontra em situação de dependência e cuja continuidade no domicílio carece de um apoio próximo e continuado.

Inserida no âmbito da Visita Estatutária do Governo à ilha da Graciosa, a iniciativa, no entender de Ana Paula Marques, “demonstra, uma vez mais, o empenho e o investimento do Governo ao nível do apoio à população idosa”.

Referindo-se ao empenho do executivo açoriano no desenvolvimento de políticas e de medidas que permitam apoiar os mais idosos que se encontram em situação de maior fragilidade, a governante regional realçou que “a acção governativa não tem apenas em vista o reforço da capacidade existente, através do aumento de número de lugares, mas também o respeito pelos direitos dos mais idosos”.

Falando em matéria de investimentos, Ana Paula Marques referiu que actualmente existem na Região, ao nível de respostas para a 3ª idade, 28 lares e recolhimentos que acolhem cerca de 1.125 idosos; 129 centros de convívio com capacidade para 4.218 seniores; 12 centros de dia que atendem, em média, 281 idosos, e 38 serviços de apoio ao domicílio que apoiam diariamente cerca de 2.100 utentes, abrangendo no total 7.736 utentes, num esforço de financiamento anual de 11,3 milhões de euros.

Segundo acrescentou, “dos 686 acordos de cooperação de funcionamento, num montante de 52,2 milhões de euros, o Governo tem, na ilha da Graciosa, 17 acordos de cooperação de funcionamento, correspondendo a um financiamento superior a um milhão de euros”, acrescentou.

O Complemento Regional de Pensão, o qual abrange aproximadamente 36 mil pensionistas, num montante de 20 milhões de euros, e o COMPAMID, que apoia 11.206 beneficiários, num investimento que ascende a dois milhões de euros foram outras das medidas de apoio ao idoso realçadas por Ana Paula Marques.



GaCS/SM


Publicado por: Jorge Gonçalves

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário