segunda-feira, 18 de junho de 2012

Governo inicia amanhã visita estatutária à ilha Graciosa


As inaugurações do novo edifício da Unidade de Saúde, do Centro de Processamento de Resíduos, da remodelação e beneficiação do edifício do Lar de Idosos da Santa Casa da Misericórdia de Santa Cruz e da loja RIAC na freguesia da Luz marcam a visita estatutária do Governo Regional dos Açores de 19 a 21 de junho à ilha Graciosa.

A visita inicia-se com uma reunião do Presidente do Governo, acompanhado da Secretária Regional da Economia, com os empresários do setor turístico da Graciosa. Será às 17H30 de terça-feira e contará com a presença de representantes de agências de viagens, de Rent-a-Car, de empreendimentos turísticos e turismo em espaço rural e ainda de atividades náuticas num total de 22 empresários.

Na quarta-feira, Carlos César inaugura, pelas 10H00, a loja RIAC na freguesia da Luz. Trata-se da terceira loja RIAC na ilha Graciosa e a quinquagésima Loja da rede RIAC. Durante o ano de 2011, as Lojas RIAC na Graciosa registaram cerca de 13.000 atendimentos, o que representa uma média superior a 35 atendimentos por dia, um indicador claro da constante procura dos nossos serviços por parte dos graciosenses que encaram, cada vez mais, a RIAC como uma forma cómoda e eficaz de se relacionarem com a Administração Pública Regional. Tendo em conta este nível de aceitação, o Governo dos Açores, entendeu como prioritário e de grande utilidade a abertura desta loja, que permitirá aumentar a cobertura da rede RIAC na ilha Graciosa. Este projeto representa um investimento total de aproximadamente 60.000 euros.

Uma hora mais tarde, o Presidente do Governo inaugura o novo edifício da Unidade de Saúde da ilha Graciosa. Orçada em sete milhões de euros, terá o dobro da área construída em relação ao atual edifício e será uma estrutura com melhores condições a todos os níveis.
Desde logo, terá espaços mais amplos nos serviços de urgência, permitindo uma resposta mais adequada, quer no atendimento 24 horas por dia, quer nas situações de emergência. Oferecerá, de igual modo, melhores condições ao nível do internamento, com um total de 16 camas. Disporá também de consultórios médicos mais amplos e com melhores equipamentos tanto para as consultas de especialidade como para o atendimento dos médicos de família à população. A nova Unidade de Saúde terá ainda ginásio de fisioterapia, serviços técnicos de radiologia e laboratório e uma área dedicada à delegação de saúde.

Ainda na quarta-feira, Carlos César inaugura a remodelação e beneficiação do edifício do Lar de Idosos da Santa Casa da Misericórdia de Santa Cruz. Este investimento, que atingiu um montante superior a 860 mil euros, insere-se no âmbito da política social do Governo Regional e contou com o apoio do Programa Operacional PROCONVERGÊNCIA. As obras consistiram na beneficiação da estrutura física das instalações incluindo a remodelação da rede das instalações elétricas, da rede de telecomunicações e de segurança contra incêndios. A intervenção assegurou ainda a construção de uma nova garagem para reforço das condições de logística dos diversos recursos e serviços de transporte da instituição. A remodelação e beneficiação deste equipamento social, permite aumentar a capacidade em 6 utentes (passado de 50 para 56), tem como objetivo continuar a apoiar a criação de condições condignas e o desenvolvimento de atividades de apoio social através de equipamentos de apoio a idosos.

Na quinta-feira, último dia da visita estatutária, o Presidente do Governo inaugura, pelas 11H30, o Centro de Processamento de Resíduos da Graciosa. Tem como objetivo dotar a ilha das infraestruturas necessárias para corresponder ao Plano Estratégico de Gestão de Resíduos da Região Autónoma dos Açores — PEGRA, aprovado pelo Decreto Legislativo Regional n.º 10/2008/A, de 12 de Maio.

Compreende um centro de processamento/ecocentro e um centro de valorização orgânica por compostagem, uma ETAL e uma estação de transferência, integrados numa área com todas as infraestruturas de apoio complementares necessárias. O centro de processamento destina-se à receção, acondicionamento e armazenamento de materiais recicláveis, resíduos industriais perigosos (RIP) e resíduos especiais (RE), nomeadamente pneus usados, tintas e vernizes, solventes, óleos usados, resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos (REEE), pilhas, acumuladores, veículos em fim de vida (VFV), sendo ainda prevista a eventual receção de resíduos industriais não perigosos, metais ferrosos, madeira e volumosos. Conceberam-se, também, as instalações de apoio, nomeadamente o edifício da portaria, zona administrativa e apoio à exploração, oficina, armazém, reservatórios de água de serviço e incêndio, estação elevatória de águas residuais e o edifício da CVOC. O custo global da obra ronda os 6 milhões de euros e localiza-se em Santa Cruz.



GaCS
Publicado por: Jorge Gonçalves

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário