quarta-feira, 20 de junho de 2012

Apresentado projeto do novo matadouro da Graciosa


O projeto do novo matadouro da ilha Graciosa foi apresentado, ao fim da tarde desta terça-feira, naquela ilha, em sessão que contou com a presença do Presidente do Governo, Carlos César.

Trata-se de um investimento governamental de mais de 3,5 milhões de euros, com um prazo de execução de um ano, que vai melhorar substancialmente o abate, embalagem e expedição do produto final.

Conforme disse aos jornalistas, no final da apresentação do projeto, o Secretário Regional da Agricultura e Florestas, esta é uma solução que beneficia em muito os produtores de carne locais, por garantir qualidade e geração de mais-valias para os produtores, que passarão a evitar o envio de parte dos bovinos para abate e embalagem noutras ilhas, para além dos custos advindos desse processo e da diminuição do valor causada, em muitos casos, pelo transporte para o exterior, em vivo.

Noé Rodrigues lembrou que o Governo estava pronto, em 2010, para avançar com uma remodelação do atual matadouro, com que se tinha comprometido, mas, perante sugestões emanadas por várias entidades, com destaque para as associações agrícolas locais, reconsiderou essa hipótese, especialmente para desviar a infraestrutura do local onde se encontra, que é uma zona residencial.

“Em colaboração com a Câmara Municipal, que teve a possibilidade de nos indicar um terreno adequado, que foi estudado, elaborámos o projeto que agora foi apresentado e que vai dar entrada, em breve, na Câmara”, explicou o governante.

Segundo o calendário previsto pelo Secretário Regional, todo o processo ficará concluído a tempo de se iniciar a obra “no início do próximo ano”.

O novo matadouro da ilha terá capacidade para responder largamente  a todas as necessidades de abate na ilha, nomeadamente por garantir o abate, por hora, de 8 a 10 bovinos, 15 a 18 suínos e 6 ovinos ou caprinos.

A infraestrutura conta com uma sala de desmancha e embalagem capaz de processar cinco carcaças de bovinos por dia e quatro de suínos, e de espaços de frio que garantem o acondicionamento de toda a produção de carne ali abatida.

O novo matadouro conta ainda com espaços de processamento de resíduos e com uma ETAR subterrânea.

Para além disso, são criados espaços de apoio administrativo, técnico e auxiliar.


Anexos:
2012.06.19-SRAF-MatadouroGraciosa.mp3



GaCS
Publicado por: Jorge Gonçalves

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário