sábado, 15 de maio de 2010

Dia Internacional dos Museus comemorado na Graciosa com uma acção educativa sobre olaria graciosense



O Dia Internacional dos Museus, que se comemora terça-feira, é assinalado com diversas iniciativas a cargo das unidades da rede regional de Museus, sob o lema “Museus e Harmonia Social”, por proposta do ICOM – Conselho Internacional de Museus.

No caso do Museu de Angra, é também comemorada, pela quinta vez consecutiva, a Noite dos Museus. O programa para celebrar as duas ocasiões elege a música como factor mediador de harmonia e articulação entre a instituição e os seus públicos.

Assim, o Serviço Educativo dinamizou Oficinas de Construção de Instrumentos Musicais, destinadas a desenvolver o sentido rítmico e capacidade expressiva de crianças em idade escolar, que foram estimuladas a criar os seus próprios instrumentos e a servir-se deles para acompanhar canções infantis.

Esta sexta-feira, foi inaugurada a exposição temporária “Ernesto Veiga de Oliveira (1910,1990), um Etnólogo nos Açores”, que estará patente até 19 de Setembro, na Sala do Capítulo.

A viola da Terceira ou viola de 15 cordas, um dos instrumentos estudados por Ernesto Veiga de Oliveira em 1963, é a protagonista da Noite dos Museus, a assinalar hoje. Das 21 às 24 horas decorrerão diferentes momentos musicais em vários espaços do Museu, protagonizados por alunos e professores da Escola Básica Integrada Tomás de Borba.

No Dia dos Museus, 18 de Maio, proceder-se-á à renovação dos cartazes de exterior, com fotografias de António Araújo, que divulgam peças do Museu de Angra em vários pontos da cidade.

“Nós e o Museu” é o título da exposição multimédia que o Museu do Pico inaugura no na terça-feira, no âmbito das comemorações do Dia Internacional dos Museus.

A mostra, que estará patente ao público até dia 30 de Maio, no Museu dos Baleeiros, nas Lajes do Pico, constitui um registo fotográfico da participação dos utilizadores nas acções desenvolvidas no museu desde que o mesmo passou a ser tutelado pela Presidência do Governo.

Promover o debate e a reflexão em torno da problemática museológica e patrimonial na Região, sensibilizar a comunidade para a importância dos museus, enquanto locais privilegiados de preservação, estudo, divulgação e fruição cultural, e promover a articulação entre a comunidade e o museu são os principais objectivos a alcançar com a realização desta actividade, cuja inauguração está agendada para as 21:30 horas.

O Museu de Santa Maria comemora a efeméride apresentando a exposição de fotografia subaquática intitulada "No Mar de Santa Maria". A mostra é composta por 28 fotografias a cores, abordando a temática da fauna e flora subaquática da ilha daquela ilha.

Já o Museu Carlos Machado, de Ponta Delgada, assinala o Dia Internacional dos Museus sublinhando a importância do Ambiente na construção de uma harmonia social duradoura e sustentável.
A instituição estará aberta ininterruptamente das 10 às 19 horas e serão dinamizadas visitas orientadas, jogos e ateliers pedagógicos.

No Museu da Graciosa, a data é comemorada com uma acção educativa sobre olaria graciosense, no Pólo Marítimo da instituição, na Praia, das 10 às 11:30 horas, destinada aos alunos da Escola Básica e Secundária da Graciosa (EBSG).

No edifício da EBSG, em Santa Cruz, numa iniciativa intitulada “O Museu vai à Escola”, vai estar patente uma exposição de pintura de Renato Marques.

O Museu Francisco de Lacerda, em São Jorge, comemora o Dia Internacional dos Museus alargando o seu horário até às 20 horas, para toda a população poder visitar as exposições do seu acervo. O Director Regional da Cultura, Jorge Bruno, visita a instituição nessa data comemorativa.



GaCS/FA

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário