sábado, 19 de dezembro de 2009

Cientistas portugueses encontram um ‘ovo estrelado’ no mar dos Açores


Resultado do impacto de um meteorito nos últimos 17 milhões de anos ou um vulcão de lama? Não é por ora possível excluir qualquer das hipóteses como origem da formação geomorfológica encontrada por investigadores portugueses a dois quilómetros de profundidade e a cerca de 150 quilómetros a sul dos Açores. Trata-se de uma cratera mais ou menos circular com uma cavidade de seis quilómetros e uma cúpula central, tal e qual um mega ovo estrelado.

Realizada no âmbito dos trabalhos da Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continente (EMEPC), a descoberta foi apresentada na conferência da União de Geofísica norte-americana, em S. Francisco.

“A apresentação suscitou muita curiosidade nos mais de 15 mil cientistas presentes”, contou Paulo Neves Coelho, coordenador jurídico da EMEPC. A tese que recolheu maior aceitação foi a do impacto, dado que não se descobriram correntes de lava na estrutura, mas só a recolha e estudo de amostras permitirão tirar conclusões.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário