quarta-feira, 17 de março de 2010

Farol Ponta da Barca vai comemorar neste fim-de-semana o seu 80º aniversário



No dia 21 de Março a Marinha irá assinalar os 80 anos de funcionamento do Farol da Ponta da Barca, na ilha Graciosa, através da Capitania do Porto de Angra do Heroísmo, da Delegação Marítima da Graciosa e da Direcção de Faróis.

Nesse dia, em comemoração do seu aniversário, irão realizar-se várias actividades tais como um passeio de ciclo turismo pelos Faróis e farolins, um passeio equestre e um passeio de motos que visitarão diferentes lugares.

Nesses pontos haverá uma breve explicação sobre o funcionamento dos faróis e farolins.

Estas actividades serão organizadas em parceria com o Serviço de Desporto da Graciosa e da Câmara Municipal de Santa Cruz assim como com a Associação Equestre Graciosense e com o Motoclube da Graciosa.

Para além dos passeios, decorrerá também a actividade de mergulho e limpeza subaquática do Porto de Pesca da Vila da Praia, organizada em parceria com a empresa Nautigraciosa.

No final do dia realizar-se-á uma Cerimónia comemorativa e serão entregues lembranças aos participantes.

Entre os dias 24 de Março e 24 de Abril serão realizadas visitas escolares ao Farol, onde as crianças poderão visitar uma exposição e assistir ao filme “Faróis de Portugal”.

Nos dias 27 e 28 de Março, 3 e 4 de Abril o Farol da Ponta da Barca estará aberto ao público em geral.

As comemorações serão igualmente assinaladas através da edição de um bilhete-postal e de um azulejo comemorativo da efeméride.

A Marinha – Capitania do Porto de Angra do Heroísmo convida todos os Graciosenses a juntarem-se às comemorações participando nos Itinerários pelos Faróis e Farolins do dia 21 de Março.


História do Farol da Ponta da Barca

Apesar de incluído no Plano Geral de Balizagem de 1883 e de ter a sua localização aprovada em 1902, o Farol da Ponta da Barca só foi inaugurado em 1 de Fevereiro de 1930.

Todo o equipamento de relojoaria, a óptica e a lanterna que a acolhe foram adquiridos em França, em 1927, pelo valor de 804 200 francos franceses (na altura 72.378$00 escudos).

O edifício inicial tinha apenas duas habitações para faroleiros, mas em 1952 foi construída mais uma habitação, à qual alguns anos depois seria adicionada uma quarta, permitindo que a lotação do farol passasse a ser de quatro faroleiros.

Em 1958 o farol foi electrificado através da instalação de dois grupos electrogéneos e em 1999 passou a ser abastecido com energia da rede pública.

Encontrando-se numa zona muito exposta às intempéries, o que exige cuidada manutenção, o Farol da Ponta da Barca tem hoje a torre mais alta dos faróis dos Açores, possui uma óptica de Fresnel de 3ª ordem, de 500mm de distância focal, garantindo um alcance de 20 milhas náuticas.


Fonte: A União

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário