segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Gestão do Centro Cultural sai da Câmara



A Câmara Municipal de Santa Cruz não pretende gerir, directamente, as actividades que ocorram no Centro Cultural da Ilha Graciosa. A mudança para "alguém que se responsabilize por esta casa" foi anunciada pelo presidente da autarquia, após a actuação do Grupo Coral de Nª. Srª. da Luz.


O concerto foi um dos últimos da Temporada Musical, que ao longo do ano tem vindo a promover os grupos locais. A iniciativa é da Academia Musical da Ilha Graciosa e da Câmara Municipal, que estabeleceram um protocolo de colaboração no início de 2009.


O projecto vai continuar a ser apoiado em 2010 pelo executivo, que entretanto mudou, estando em preparação outras novidades. Manuel Avelar revela ainda que, no próximo ano, pode vir uma companhia de bailado à Graciosa.


por: Luís Costa


Fonte: RTP

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

A liderança em DIRECTO



Acompanhe aqui o desporto da Graciosa. Actualizamos o resultado dos jogos em tempo real.

Neste fim-de-semana o grande destaque vai para o derby a realizar domingo, no Estádio Municipal de Santa Cruz, entre o campeão da Graciosa e o Sporting de Guadalupe.

Os leões lideram o campeonato, enquanto o Graciosa FC ocupa o 2º lugar com menos 2 pontos. A liderança discute-se neste jogo.
Futebol Juniores D - Campeonato Graciosa 5ª Jornada:

SC Guadalupe / GD Luzense 28-11-09 / 11h00
Futebol Juniores B - Campeonato Graciosa 5ª Jornada:
GD Luzense / Graciosa FC 28-11-09 / 15h00
Futebol Seniores - Campeonato Graciosa 4ª Jornada:
Graciosa FC / SC Guadalupe 29-11-09 / 15h00

por : Luís Costa
Fonte: RTP

Coro da Luz vai ao Centro Cultural


O Grupo Coral de Nª. Srª. Da Luz realiza, este domingo, às 20h30, no Centro Cultural da Ilha Graciosa, um concerto integrado da Temporada Musical 2009.


A iniciativa é da Academia Musical da Ilha Graciosa que, para o efeito, no início do corrente ano, celebrou um protocolo com a Câmara Municipal de Santa Cruz.


No âmbito desta temporada já se realizaram muitos concertos pelos grupos locais, filarmónicas e músicos convidados. O concerto do Coro da Luz é um dos últimos da temporada, faltando ainda actuar o conjunto musical “Kontrabanda”, no próximo dia 8 de Dezembro.


Espectáculo Internacional


O Museu da Graciosa promove um concerto pelo pianista polaco Fares Marek Basmadji, vencedor da 8ª ediçao do Concurso Internacional de Piano Princesa Lala Meryem - Prémio Alexandre Rey Colaço, realizado em Marrocos.


O concerto terá lugar no proximo dia 6 de Dezembro, às 20 horas, no Centro Cultural da Ilha Graciosa.


por: Luís Costa


Fonte: RTP

Adiada entrega de prémios da Feira de Gastronomia


A cerimónia de entrega de prémios da Feira Sabores da Inovação - Graciosa Best Food Awards'09, anunciada para esta sexta-feira, foi adiada.


O balanço do evento, o resultado das votações do júri e o sorteio dos três prémios do concurso, no qual os clientes participaram, irá acontecer até ao dia 15 de Dezembro. A data será divulgada oportunamente pela Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo.


A Feira Sabores da Inovação - Graciosa Best Food Awards'09 realizou-se de 06 a 22 de Novembro, com a participação de 4 restaurantes locais. A procura dos clientes foi uma surpresa, ao ponto de terem esgotado os cupões de participação no concurso.


Os clientes votaram o melhor restaurante da feira e ficaram habilitados ao sorteio de uma viagem a Barcelona, um cruzeiro no Douro e a uma viagem à Madeira. As melhores entradas e os melhores pratos foram também escolhidos por um júri secreto.


por : Luís Costa


Fonte: RTP

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Câmara mexe nas obras do mandato anterior



A Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa vai alterar obras que já começaram no mandato anterior.


É o caso da beneficiação da Canada das Bicas - Guadalupe, que está em curso. A empreitada não previa a construção de um largo no fim da estrada, onde os veículos de emergência pudessem, mais facilmente, fazer a inversão de marcha. As ambulâncias até agora tinham de voltar ao Caminho da Igreja de marcha-atrás.

Outra alteração, mas esta a obrigar ao lançamento de uma nova empreitada, é o reforço da rede de águas do lugar da Terra do Conde - Guadalupe e a construção de novos reservatórios.

Os moradores queixam-se, há vários anos, não só do mau estado em que se encontra a estrada mas também da falta de água, que muitas vezes acontece, sobretudo no verão.


por: Luís Costa




Fonte: RTP

Novo filme em exibição no Centro Cultural da Graciosa



"O Novo namorado da minha mãe" (My Mom's New Boyfriend) Acção/ComédiaAlemanha/EUA, 2008. Em exibição esta sexta-feira no Centro Cultural da Ilha Graciosa.


George GalloActores: Antonio Banderas, Meg Ryan, Colin Hanks, Selma Blair, Trevor Morgan, John Valdeterro, Eli Danker, Tom Adams, Keith David


Cor97 minutos


A obesa Martha (Meg Ryan) sempre foi um grande peso na vida do filho Henry (Colin Hanks). Após três anos ausente numa missão do FBI no exterior, Henry volta para casa para apresentar a noiva Emily (Selma Blair) à mãe e descobre que os seus problemas só aumentaram. Marty, ex-Martha, agora tem um corpão, um novo namorado Tommy (Antonio Banderas) e uma vida amorosa selvagem. Tommy, por sua vez, tem um interesse especial numa certa obra de arte além, é claro em Marty. Agora Henry e todo o FBI terão de espiar as bizarrices da vida amorosa dos pombinhos. Mas como ser um agente do FBI exemplar quando a mãe está na jogada?


Texto: Lusomundo

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Consolidação e modernização dos transportes marítimos com 61,4 milhões de euros em 2010



O Governo dos Açores propõe-se investir durante o próximo ano cerca de 61,4 milhões de euros no programa de consolidação e modernização dos transportes marítimos no arquipélago

De acordo com o plano para 2010, essa verba irá custear algumas dezenas de acções previstas nos projectos de infra-estruturas e equipamentos portuários (49 ME), tráfego de passageiros inter-ilhas (12 ME) e dinamização dos transportes marítimos (400.000 euros).

No âmbito das infra-estruturas e equipamentos, o destaque no plano para o próximo ano vai para o reordenamento e requalificação da baía da Horta (7,8 ME) e para o recreio náutico e edifício no porto das Flores e trabalhos marítimos no Corvo (8,6 ME).

De entre as obras mais vultuosas sobressaem também o reordenamento dos portos da Madalena (3,7 ME) e de Velas (3,4 ME) e a requalificação do porto da Praia da Vitória (3,5 ME).

O projecto de infra-estruturas e equipamentos portuários destina ainda 10 milhões de euros a diversas obras nos portos do arquipélago e 6,4 milhões de euros à aquisição de diversos equipamentos de apoio à exploração portuária, com vista à melhoria da operacionalidade dos mesmos.

Quanto ao tráfego de passageiro, o Governo prevê investir um milhão de euros na construção do terminal de cruzeiros do porto de Angra do Heroísmo, destinando 11 milhões de euros para apoio ao transporte marítimo de passageiros.

Esta última verba tem como finalidade apoiar o transporte marítimo de passageiros e viaturas no arquipélago, ao abrigo do contrato de interesse económico geral celebrado entre a Região e a Atlânticoline, o transporte marítimo regular no Grupo Central, nos termos das novas obrigações de serviço público, e a reparação nos navios “Cruzeiro das Ilhas” e “Cruzeiro do Canal”.

Por último, o projecto dinamização dos transportes marítimos, que está dotado com 400.000 euros, visa a instalação de um sistema GNSS de monitorização permanente nos portos dos Açores.


GaCS/FG

Apoio a doentes deslocados com melhores condições



O Governo dos Açores vai melhorar as condições de apoio aos doentes açorianos deslocados, área a que estão destinados, para o próximo ano, 2,4 milhões de euros, anunciou esta tarde, no parlamento regional, o secretário regional da Saúde.

Falando no plenário da Assembleia na apresentação do Plano e Orçamento para 2010, Miguel Correia adiantou que o novo regime de deslocação de doentes inter-ilhas e ao estrangeiro será introduzido, já no primeiro trimestre do próximo ano.

As novas regras estipulam, entre outros exemplos, que ambos os pais possam acompanhar os filhos com menos de três anos na deslocação por doença grave ou intervenção cirúrgica, ou que os cidadãos com necessidades especiais (crianças ou adultos) tenham direito a um segundo acompanhante, quando necessitem.

Por outro lado, as grávidas que vivam numa ilha sem hospital passam a poder escolher livremente o hospital da Região onde pretendem realizar o parto.

A deslocação de doentes ao estrangeiro vai ser, também reenquadrada, “tornando este processo mais transparente e dando a conhecer aos açorianos em que condições é que podem deslocar-se”, disse Miguel Correia que exemplificou com o tratamento de alguns casos oncológicos, mas também com o tratamento de “doenças súbitas ou raras que ponham em causa a qualidade e a vida das pessoas”.

O governante anunciou, por outro lado, que em 2010 estará em vigor o Plano Regional de Saúde para esta legislatura, “um instrumento essencial ao diagnóstico e à adopção de medidas concretas para prevenir e tratar as principais doenças que afectam os açorianos”, conforme referiu.

Do plano constam o rastreio, de forma organizada, da diabetes, nomeadamente através da retinopatia diabética e do pé diabético em toda a Região, bem como o rastreio de todas as crianças do 5º ano de escolaridade com obesidade infantil, “de forma a compreender a dinâmica desta problemática e a promover o seu encaminhamento para os serviços de saúde, nomeadamente para consultas de nutrição”, explicou o secretário regional.

“Pretendemos igualmente incentivar a criação do «menu saudável» na restauração colectiva, de modo a que em cada restaurante nos Açores possa haver uma opção clara por uma alimentação saudável”, anunciou também Miguel Correia.

No campo das doenças oncológicas, para além do rastreio em curso do cancro da mama, vai ser incrementado o do colo do útero, “que permitirá identificar e tratar, a tempo, muitos casos”, sabendo-se por projecções de estatísticas internacionais que podem haver nos Açores cerca de 950 mulheres nos Açores com problemas no útero.

Vai ser programado, também, o rastreio do cancro colo-rectal em todos os Centros de Saúde e dotados os Serviços de Pediatria dos hospitais com “meios necessários e adequados” a um melhor acompanhamento das crianças que sofrem de cancro.


No campo das doenças cérebro-cardiovasculares, para uma resposta mais eficiente nas situações de emergência, vão ser criadas as “vias verdes” coronária e do AVC, articulando os serviços de atendimento dos Centros de Saúde com as urgências dos hospitais, para “um diagnóstico mais rápido dos doentes com enfarte ou com AVC, onde quer que se situem, e serão encaminhados de forma prioritária, já com a terapêutica adequada, para os hospitais da Região”, sublinhou o governante.

Miguel Correia anunciou, também, o alargamento em 2010 da acção da Linha de Saúde Açores, promovendo o atendimento generalizado das situações de doença súbita e o encaminhamento articulado para os serviços de urgência.

Na área das dependências, o Governo vai iniciar, no próximo ano, a construção do Centro de Reabilitação de Menores de 18 anos, em São Miguel, bem como implementar o Centro de Adictologia da Horta, promovendo um acompanhamento mais especializado dos casos que se verifiquem nas ilhas do Faial, Pico, Flores e Corvo.

No global, o Plano de Investimentos na área da Saúde para 2010 cresce 21%, em relação a 2009.


GaCS/FA

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Governo prevê investir 32 milhões, na Graciosa, em 2010


As propostas de Plano e Orçamento da Região Autónoma dos Açores, apresentadas pelo Governo Regional, estão a ser discutidas no Parlamento, na cidade da Horta. No próximo ano, o governo pretende investir 32,4 milhões de euros, na Graciosa.


A maior fatia do orçamento, de 11 milhões de euros, vai para o ordenamento do território, qualidade ambiental e energia. Deste montante, mais de 5 milhões, destina-se à construção do Centro de Resíduos da Graciosa. Ainda no que diz respeito ao ordenamento do território, o plano e orçamento estabelecem 1 milhão de euros para investir na rede viária regional.


O sector da economia surge em segundo lugar nas intenções do executivo regional, para a Graciosa, com uma previsão de investimento superior a 10 milhões de euros. Quatro milhões destinam-se aos sectores agrícola e florestal, enquanto 1,2 milhões serão para infra-estruturas e modernização da frota da pesca. Para sistemas de incentivos e apoio à actividade empresarial serão canalizados 3 milhões. Ainda para infra-estruturas aeroportuárias (quartel de bombeiros) estão definidos 2,4 milhões.


Segue-se a educação, emprego e formação profissional, sectores onde o governo prevê investir 6 milhões de euros, na Graciosa, no próximo ano.


As propostas de plano e orçamento desagregam também 4,7 milhões de euros a investir nos sectores da solidariedade e coesão social. A maior fatia, de 3 milhões, destina-se ao início da construção do Centro de Saúde. A desagregação espacial contempla ainda o sector da habitação com 492 mil euros.


por: Luís Costa


Fonte: RTP

Empresários defendem turismo de congressos




Até ao último verão era difícil organizar eventos na Graciosa com a participação de uma centena de pessoas, devido à falta de espaço nas unidades hoteleiras.

A situação alterou-se com a abertura do hotel. Os empresários do sector reclamam agora a organização de encontros e congressos, precisamente, para viabilizar o investimento realizado na ilha.

Foi também a pensar nisto que a organização da II Bienal de Turismo Subaquático dos Açores mudou a realização do evento para a época baixa. A primeira edição, realizada em Setembro de 2007, não obteve os resultados desta última.

Entretanto, dados do Serviço Regional de Estatísticas dos Açores (SREA), revelam que o número de dormidas na hotelaria tradicional baixou 3,6% na Graciosa. Em análise está o período de Janeiro a Setembro de 2009, comparado com igual período do ano anterior.

A contribuir para esta redução estão os meses de Fevereiro e Abril. Porém, verificou-se um aumento do número de dormidas nos meses de Julho (1,2%) e, mais significativo, de Agosto (38%), em relação aos meses homólogos de 2008.

O número de passageiros que desembarcaram no Aeródromo da Graciosa também aumentou 0,6%, de Janeiro a Setembro de 2009, em relação a igual período do ano anterior. Segundo o SRAE, desembarcaram este ano 14.674 passageiros enquanto, em 2008, tinham aportado a esta ilha 14.592 passageiros.


por: Luís Costa


Fonte: RTP

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Alunos vão receber fruta nas escolas


Mais de seis mil alunos das escolas açorianas do primeiro ciclo vão beneficiar, a partir de Janeiro, de um programa que visa a distribuição de fruta e produtos hortícolas.


Em declarações à agência Lusa, Maria Lina Mendes, secretária regional da Educação, afirmou que "o objectivo é criar hábitos de alimentação saudável nas crianças", uma vez que estas vão poder consumir gratuitamente frutas como maçã e pêra e produtos hortícolas como tomate e cenoura.


De acordo com a secretária regional, mais de uma centena de escola candidataram-se ao apoio, semelhante ao de distribuição de leite escolar.


"A periodicidade da distribuição dependerá das verbas existentes", disse ainda Maria Lina Mendes.


Fonte: Correio da Manhã

Previsão de mau tempo nos Açores



O Serviço Regional do Protecção Civil e Bombeiros dos Açores informa que a passagem de uma nova superfície frontal fria irá provocar um agravamento do estado do tempo na Região, nas próximas horas.

Assim, e de acordo com o Instituto de Meteorologia, prevêem-se períodos de chuva, por vezes, forte nas ilhas do Grupo Ocidental, entre as 22 horas de hoje e a uma hora de amanhã, e nas ilhas do Grupo Central, entre as três e as 10 horas de amanhã.

O Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores recomenda que sejam tomadas as precauções habituais em situações desta natureza.


GaCS/JMB

sábado, 21 de novembro de 2009

A Capital do Mergulho é um diamante em bruto


A Graciosa acolheu, no início deste mês, a II Bienal de Turismo Subaquático dos Açores. Três dias de debate com o envolvimento de operadores turísticos, fotógrafos, agentes de viagem, representantes da Federação Portuguesa de Actividades Subaquáticas, convidados estrangeiros, biólogos, geólogos, governantes, médicos e jornalistas.


O potencial dos Açores e a margem de crescimento do turismo de mergulho são conclusões do evento, bem como a necessidade de proteger zonas marinhas, definir estratégias e limar dificuldades relacionadas com os transportes.


No caso da promoção, o documento final sublinha a importância de divulgar o produto mergulho, associado à classificação de Reservas da Biosfera das ilhas Graciosa, Corvo e Flores.
A organização, constituída pela Associação Regional de Turismo (ART) e Associação Graciosense para a Promoção de Eventos (AGRAPROME), transmitiram as conclusões na sessão de encerramento dos trabalhos, que agora pode recordar.


por : Luís Costa


Fonte: RTP

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Filme "Distrito Nove" em exibição na Graciosa esta Sexta-feira


O filme "Distrito 9" estará em exibição esta sexta-feira no Centro Cultural da Ilha Graciosa. Trata-se de um filme de ficção científica do realizador Neill Blomkamp.



Há vinte anos atrás, uma nave extraterrestre apareceu sobre a Terra. Os Humanos esperavam um ataque hostil ou observar grandes avanços tecnológicos. Em vez disso, encontraram um grupo de não-humanos refugiados, possivelmente os últimos sobreviventes da sua espécie. Enquanto as Nações de todo o Mundo discutiam sobre o que fazer com eles, as criaturas foram relegados para um gueto - Distrito 9.

A Multi-National United (MNU), uma empresa de segurança privada, e também a maior fabricante de armas do Mundo foi contratada para supervisionar os visitantes. O verdadeiro objectivo da MNU é descobrir o segredo para a activação das armas mais poderosas, que requerem o DNA dos não-humanos. O clima de tensão entre os não-humanos e os humanos surge quando um agente de campo da MNU, Wikus van der Merwe, contrai um vírus misterioso que começa a converter o seu próprio DNA. Wikus rapidamente se torna o homem mais procurado em todo o Mundo, bem como o mais valioso - ele é a chave para desvendar os segredos da tecnologia não-humana. Sem ajuda de ninguém, há apenas um lugar onde ele se pode esconder - Distrito 9.



Fonte: Sapo

Nova superfície frontal fria atravessa os Açores




Um agravamento do estado do tempo a partir de hoje, a começar no Grupo Ocidental e a abranger, posteriormente, os restantes grupos do arquipélago, vai ocorrer nos Açores, devido à passagem de um nova superfície frontal fria com a ocorrência de vento forte a muito forte, com rajadas que poderão atingir os 100 quilómetros por hora.

Vento forte a muito forte, de direcção sudoeste, rodando para noroeste, com rajadas até 100 quilómetros por hora é o que o Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores revela, segundo informação do Instituto de Meteorologia, para as ilhas dos grupos Ocidental e Central até à madrugada de amanhã.

Nestes dois grupos, as ondas do mar poderão subir para os 7 metros de oeste, passando a noroeste, havendo, também, a possibilidade de trovoadas frequentes e dispersas.

Idêntica previsão meteorológica, inclui as ilhas do Grupo Oriental entre as 11 horas de hoje e as cinco horas de amanhã, com vento forte a muito forte de direcção sudoeste, rodando para noroeste, numa intensidade até 100 rajadas Km/h.

Em São Miguel e Santa Maria, prevê-se trovoadas frequentes e dispersas, e ondas de sete metros de oeste, passando a noroeste.


GaCS/CM

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Sugestões para o fim de semana na ilha Graciosa


Sugestões para o fim de semana na Ilha Graciosa.



A feira Sabores da Inovação Graciosa Best Food Awards'09 termina domingo.

Sábado às 20h00 e domingo às 11h00 o Santa Cruz Sport Clube recebe o FC Calheta no Pavilhão Municipal. A jornada dupla marca a estreia em casa da equipa de seniores femininos de voleibol, na temporada 2009/10 da Divisão A2 - Série Açores.

Para a 3ª jornada do principal Campeonato da Graciosa em futebol, domingo, pelas 15 horas, o Graciosa FC recebe o Desportivo Luzense.

Em Juniores B o Guadalupe recebe no sábado a formação do Luzense para a 4ª jornada do campeonato. No escalão de Juniores D, também no sábado, o Graciosa FC recebe o Guadalupe.

por : Luís Costa

Fonte: RTP

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Açores em alerta amarelo devido a chuva e vento forte



Os grupos Central e Ocidental do arquipélago dos Açores estão hoje em alerta amarelo devido à previsão de chuva e vento forte, de acordo com dados do Instituto de Meteorologia (IM)


Segundo o IM, as ilhas Terceira, Graciosa, São Jorge, Pico e Faial, do Grupo Central, e as ilhas do Corvo e Flores, no Grupo Ocidental, estão em alerta amarelo - o segundo menos grave de uma escala de quatro - devido à previsão de aguaceiros e períodos de chuva e vento forte.


Para Portugal Continental, as previsões do IM para as regiões do Norte e Centro apontam para céu pouco nublado, temporariamente muito nublado por nuvens altas, vento fraco e neblina ou nevoeiro matinal.


No Sul, prevê-se céu geralmente muito nublado, vento fraco, períodos de chuva fraca ou chuvisco e neblina ou nevoeiro matinal, dissipando-se durante a manhã.


Para o arquipélago da Madeira, está previsto céu com períodos de muito nublado e vento fraco.


Quanto às temperaturas, está prevista uma máxima de 19 graus Celsius em Lisboa, 17º no Porto, 21º em Faro, 14º na Guarda e 18º em Castelo Branco.




Fonte: Lusa / SOL

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Centros de Saúde iniciam vacinação contra a Gripe "A" em crianças


Tratam-se de crianças com idades compreendidas entre os 6 meses e os 2 anos, seguindo, assim, a Região Autónoma, uma alteração introduzida no Plano de Vacinação Nacional


O ministério da Saúde decidiu considerar todas as crianças, entre os 6 meses e os 2 anos de idade como "grupo prioritário na prevenção e combate à Gripe "A", antecipando, deste modo, a respectiva vacinação.

Nos Açores, a secretaria da Saúde vai seguir a decisão nacional e, já hoje de manhã, foram dadas as orientações aos Centros de Saúde para iniciarem a vacinação das crianças.

Tal como a nível nacional, os Açores têm vacinas contra a "Gripe A" em stock, pelo que, os pais das crianças saudáveis devem entrar em contacto com os Centros de Saúde para saberem o dia e a hora em que os seus filhos podem ser vacinados, e devem ser portadores do Boletim de Nascimento ou da Cédula de Saúde.

As vacinas chegam em frascos de 10 doses e é necessário organizar a sua aplicação para não haver desperdícios, porque existe um prazo de 24 horas para serem usadas, depois de aberta a embalagem.

São 8.500 crianças que, nos Açores, podem receber a vacina.

Para Fátima Nunes, médica pediatra, a vacina contra a Gripe "A" é apenas mais uma entre várias que são aplicadas em crianças.

Para esta profissional, cada caso é um caso e, por essa razão, perante dúvidas, os pais devem consultar os seus pediatras assistentes.

As crianças vão necessitar de uma consulta médica para confirmar se, por qualquer razão, possa existir alguma incompatibilidade com a vacina contra a Gripe "A".

Carlos Tavares com Redacção da Antena 1 / Açores


Fonte: RTP

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Cartaz assinala Dia do Não Fumador



O Governo Regional assinala, amanhã, o Dia do Não Fumador com apresentação do cartaz vencedor do concurso lançado pela Direcção Regional da Prevenção e Combate às Dependências junto das escolas da Região.


O trabalho vencedor foi elaborado por Pedro Alvim, aluno do 12º ano da Escola Manuel de Arriaga, da ilha do Faial.


A iniciativa teve como objectivo a consciencialização da comunidade escolar sobre os benefícios de ser um “não fumador”.


Paula Costa, directora regional de Prevenção e Combate às Dependências justifica que, desta forma, “as crianças e jovens têm oportunidade de reflectir acerca dos conhecimentos adquiridos sobre os malefícios do tabagismo e das vantagens de ser um não fumador, bem como utilizar a criatividade para alertar os colegas e os adultos sobre os benefícios de uma vida sem tabaco”.


GaCS/RC

domingo, 15 de novembro de 2009

Açorianos salvaram este ano mais de 3700 cagarros juvenis



A campanha “SOS Cagarro”, que decorreu de 1 de Outubro até 15 de Novembro, saldou-se nos Açores pelo salvamento de 3744 aves, anunciou hoje, na Horta, o director regional do Ambiente.

Fazendo um balanço a esta iniciativa, que teve início pela primeira vez nos Açores em 1995, Frederico Cardigos disse que a campanha deste ano “foi um enorme sucesso”, não pelo número de salvamentos, que ficou aquém do verificado em 2008, mas essencialmente pelo “envolvimento da população açoriana e pela sua organização”.

“Houve uma abrangência extraordinária de entidades públicas e privadas, mais de 100 ao todo, o que permitiu haver sempre brigadas nocturnas nas estradas”, observou o director regional do Ambiente.

Segundo referiu, o facto da campanha deste ano não ter proporcionado o número recorde de salvamentos atingido em 2008 de aves salvas tem a ver com “razões exteriores à própria campanha, e não propriamente por ter baixado o número de pessoas envolvidas”.

De resto, acrescentou Frederico Cardigos, o número de aves mortas que foram vistas nas estradas foi muito menor este ano, o que demonstra também que “houve uma maior eficiência no salvamento”.

Lembrou ainda que nesta campanha houve também um menor número de aves a caírem nas estradas, “aparentemente devido às condições atmosféricas, que foram melhores este ano do que no ano passado, e pelo facto de ter havido Lua Cheia no período em que as aves estavam a sair dos ninhos”.

Em jeito de conclusão, Frederico Cardigos disse estar “extraordinariamente contente com as mais de 3700 aves que foram salvas e pela forma eficiente como as mensagens de salvaguarda ambiental foram transmitidas, adiantando acreditar “que estamos a contribuir activamente para a recuperação da população de cagarros nos Açores”.

S. Jorge e S. Miguel, cada qual com mais de 800 salvamentos, foram as ilhas que mais cagarros juvenis devolveram ao mar na campanha deste ano, seguidas do Pico (mais de 600), Faial (mais de 550) e do Corvo (mais de 300).

O cagarro, que nidifica nos Açores, Madeira, Selvagens, Canárias e Berlengas, é a ave marinha mais abundante nas ilhas açorianas. A população nidificante açoriana representa 75% da população mundial da subespécie Calonectris diomedea borealis e cerca de 60% da espécie Calonectris diomedea.


GaCS/FG

sábado, 14 de novembro de 2009

Louro tóxico expande-se nos Açores


A diferença entre o louro fino, utilizado na cozinha, e o louro da terra, com toxinas, é cada vez mais dificil de detectar.

Durante anos foi fácil distinguir os dois tipos de louro: o fino, ultilizado na culinária, e o louro da terra, prejudicial à saúde.


A mistura engana até os mais entendidos, e o louro híbrido já ocupa um vasto espaço nos Açores.

A dificuldade de distinção acentua-se quando a folha está seca.

As toxinas e substâncias cancerígenas concentram-se nas nervuras da planta. Ao louro fino é-lhe retirado o centro para a utilização na culinária, o que não representa grande quantidade dos elementos tóxicos.

Já no louro da terra, ou na mistura entre os dois, as nervuras estão espalhadas pela folha, sendo maior o consumo de toxinas mesmo com a remoção do centro.

O louro fino pode trazer uma sensação de bem-estar e ajudar na digestão. Já o maléfico pode contribuir para graves problemas de saúde.

É preciso lembrar que todos são tóxicos, mas na necessidade de ultilizar, que seja o menos prejudicial.

Algumas pessoas podem ser imunes às toxinas existentes na planta aromática, mas outras podem ser mais sensíveis a nível do aparelho digestivo e ter vários problemas de saúde.

A solução é adquirir louro embalado e certificado.

Reportagem vídeo:Nuno Neves, Telejornal.

Fonte: RTP

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Feira Sabores da inovação a decorrer na Graciosa


A decorrer de 6 a 22 de Novembro de 2009 nos quatro principais restaurantes da ilha Graciosa.
Vote no melhor restaurante Graciosa 2009 e desfrute de uma deliciosa refeição e obtenha o seu cupão de votação. Efectue a sua votação e participe no sorteio. Habilite-se aos seguintes prémios: Viagem a Barcelona, Cruzeiro no Douro e viagem à Madeira.

Ao visitar um destes restaurantes encontrará uma ementa "gastronomia 2009" a um preço muito especial.

Espectáculos tauromáquicos regulamentados


O Governo aprovou uma proposta de Decreto Legislativo que estabelece o Regulamento Geral dos Espectáculos Tauromáquicos de Natureza Artística na Região Autónoma.
Segundo o Governo, a tauromaquia açoriana apresenta aspectos específicos que justificam um especial tratamento legislativo e que tornam necessária a criação e aprovação de um Regulamento próprio, adaptado à realidade da actividade açoriana e as formas tradicionais desse tipo de espectáculo.
Este espírito já tinha, de resto - prossegue o Conselho do Governo - presidido ao regime jurídico a que estão sujeitas as touradas à corda na Região, com a aprovação de um Decreto Regional de Agosto de 2008.
O diploma agora aprovado abrange todos os espectáculos que tenham por finalidade a lide de reses bravas, englobando corridas de praça, novilhadas populares, corridas mistas, festivais e variedades taurinas, definindo as condições de licenciamento, direcção e acompanhamento dos espectáculos, bem como dos locais, reses e artistas envolvidos.
O regulamento prevê também a criação de uma Comissão Regional de Tauromaquia, que inclui representantes de diversas entidades ligadas àquela actividade, tendo por função principal assessorar e propor medidas necessárias ao bom desenvolvimento do sector.
Com a proposta agora aprovada, é, igualmente, criado um corpo de delegados técnicos tauromáquicos, composto por directores de corrida e médicos veterinários, a serem nomeados para cada espectáculo que, por força do Regulamento em causa, o exija.
Compete-lhes ainda orientar o desenrolar de todo o espectáculo, ou seja, as operações preliminares aos trabalhos finais e zelar pelas condições de segurança e de bem-estar.


Bárbara Almeida / Carlos Tavares


Fonte: RTP

Açores organizam Jogos das Ilhas em 2010



Os Açores foram escolhidos pela Assembleia-Geral do COJI para organizar, em 2010, a XIV edição dos Jogos das Ilhas, um evento desportivo que vai trazer ao arquipélago cerca de 1.500 pessoas.

O Director Regional do Desporto, que representa o arquipélago na Assembleia-Geral do Comité Organizados dos Jogos das Ilhas (COJI). a decorrer na Polinésia Francesa, anunciou que o evento vai realizar-se de 25 a 30 de Maio do próximo ano, na ilha de São Miguel.

Para António Gomes a realização desta importante manifestação desportiva na região “representa um reconhecimento internacional da capacidade organizativa e de acolhimento dos Açores e da existência qualitativa e quantitativa de infra-estruturas desportivas e de hotelaria”.

“É também uma prova da qualidade e vitalidade do desporto nos Açores e da relação de proximidade e colaboração entre o seu Governo e as diferentes entidades do movimento associativo desportivo”, disse António Gomes.

A competição, que durará quatro dias, vai abranger dez modalidades (Andebol, Atletismo, Basquetebol, Ginástica Artistica, Judo, Natação, Ténis, Ténis de Mesa, Vela e Voleibol).

O Governo Regional estima que a XIV edição dos Jogos das Ilhas reúnam cerca de 1500 participantes, entre atletas, treinadores, dirigentes, árbitros e membros do COJI, oriundos de 22 ilhas/regiões, representando 11 países.

A organização desportiva será assegurada pelas associações de cada modalidade cabendo ao Governo dos Açores através da sua Direcção Regional do Desporto, assegurar a coordenação do evento a as condições de estadia das comitivas.

Para o Director Regional do Desporto a participação açoriana neste evento “constitui uma aposta forte da integração da Região no espaço europeu por via do desporto, proporcionando um conhecimento recíproco das realidades culturais e desportivas das regiões insulares europeias, consubstanciada nos objectivos dos próprios jogos – criação de um espírito de cidadania europeia”.

Os Jogos das Ilhas são um movimento desportivo insular que têm como objectivo principal a criação de um espírito de cidadania europeia, no contexto do ideal olímpico, transmitindo aos jovens uma mensagem desportiva fundamentada no “fair play” e no respeito pelos outros.

Trata-se, também, de um evento desportivo que possibilita o encontro de jovens de diferentes origens, mas que têm em comum a insularidade.

Além dos Açores são membros do COJI e participantes nos Jogos das Ilhas representações das Baleares, Cabo Verde, Canárias, Córsega, Corfu, Creta, Elba, Guadalupe, Jersey, Korkula, Madeira, Maiote, Malta, Martinica, Reunião, Sardenha, Sicília, Wight, entre outras.

Esta será a segunda vez que os Açores organizam os Jogos das Ilhas, já que em 2003 a sétima edição desta prova decorreu no arquipélago, envolvendo 900 participantes em representação de 14 ilhas/regiões, que competiram em nove modalidades.

A Região tem participado, regularmente, nos Jogos das Ilhas desde 1998, uma competição internacional tem evoluído ao longo dos anos.


GaCS/RM

Açores: casamentos, divórcios e filhos...


Os açorianos casam-se cada vez mais tarde e escolhem o casamento civil, como forma de união e têm o primeiro filho também cada vez mais tarde, sendo certo que a população está a aumentar, mas os jovens são cada vez menos.


Em termos de casamento, os açorianos seguem a tendência nacional, ou seja, o matrimónio é celebrado, cada vez com mais idade e o casamento por civil é a opção mais dominante.

Em 2003, a idade média no casamento dos homens açorianos era de 28 anos e, em 2008, foi de quase 30.

Nas mulheres, há 5 anos, a média casava-se aos 25 anos de idade, mas essa média aumentou para os 27.

Também a idade de ter o primeiro filho aumentou entre 2003 e 2005, passando dos 24 para os 26 anos.

Quanto à forma de celebração dos casamentos, a maior parte dos casais opta pelo civil: em 2008 celebraram-se 1 032 casamentos do género, contra 310 uniões pela Igreja Católica e, muitos desses casais optaram por viver juntos, antes do casamento.

Por sua vez, o número de divórcios aumentou 30%, entre 2003 e 2008. Ponta Delgada, Ribeira Grande e Angra do Heroísmo, por exemplo, foram os concelhos que registaram mais casamentos e nascimentos, em 2008.

Os nascimentos têm vindo a reduzir-se na Região Autónoma, assim como os óbitos. No entanto, o saldo pende para os nascimentos e este facto, a par das migrações, permite taxas positivas de crescimento populacional efectivo.

No ano de 2008, a população residente no arquipélago era de 244 mil e 780 indivíduos, ou seja, mais 4 700 do que os residentes registados em 2003.

Rui Messias / Carlos Tavares


Fonte: RTP

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Protecção Civil alerta para a ocorrência de vento temporariamente muito forte nos Açores




O Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores informa que, segundo o Instituto de Meteorologia, uma depressão bastante cavada a norte dos Açores, irá provocar, hoje e amanhã, vento temporariamente muito forte nas ilhas.

De acordo com a mesma informação, prevê-se a ocorrência de vento forte, de direcção oeste, com rajadas até 90 quilómetros por hora, até às 14 horas de hoje, nas ilhas do Grupo Ocidental e entre as 17 e as 21 horas no Grupo Central com rajadas de vento de idêntica intensidade mas de direcção sudoeste.

Para as ilhas do Grupo Oriental, o vento forte, de direcção sudoeste, deverá atingir rajadas até 75 quilómetros por hora a partir das 23 horas de hoje e até às três horas de amanhã.

Face a esta situação, o Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores recomenda que sejam tomadas as habituais precauções.


GaC/CM

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Igreja dos Açores decidiu prioridades para os próximos anos


A formação para o anúncio e testemunho da mensagem cristã, as novas formas de pobreza, a família, e a reconciliação com o mundo e com Deus são algumas das prioridades da diocese de Angra para os próximos anos.


Em entrevista à Agência ECCLESIA, o Pe. Ricardo Henriques afirmou que a assembleia sublinhou a importância de “continuar a inventar soluções” para os desafios que a sociedade coloca à Igreja.


As opções resultaram do Conselho Diocesano Pastoral, que se realizou entre 6 e 8 deste mês. O encontro realizou-se no âmbito das celebrações dos 475 anos da diocese, ocorridos a 3 de Novembro.


O comunicado do Conselho Pastoral Diocesano sublinha a acção que tem sido desenvolvida pelas paróquias, movimentos eclesiais e Institutos de Vida Consagrada, bem como pelas pessoas que “pela sua competência e espírito eclesial, mesmo sem dar muito nas vistas e sem procurar visibilidade, dão o melhor de si para bem de todos, como fermento na massa”.


Unidade na diversidade


O último triénio foi marcado pela insistência na importância da transmissão da fé. Para o sacerdote responsável pelo Serviço de Apoio à Pastoral das Comunicações Sociais, os planos da diocese procuram estar em sintonia com a Igreja universal, embora haja “muita diversidade” e “ritmos diferentes” entre as ilhas.


Nos Açores, “as pessoas são naturalmente religiosas”, mas a expressão dessa característica tem aspectos comuns e diferenciados. O culto ao Espírito Santo é comum a todas as ilhas, mas as celebrações locais acentuam dimensões específicas. Por seu lado, as romarias na Quaresma são “praticamente um fenómeno próprio de S. Miguel”, que no entanto se está a estender a outras regiões do arquipélago, sobretudo por iniciativa dos leigos.


Em todas estas manifestações, “há uma religiosidade popular que precisa de ser enformada pela fé”, observou o Pe. Ricardo.


Dívida é controlável


O valor recolhido no ofertório das missas deste Sábado e Domingo destinou-se à diocese, que pretende saldar a dívida acumulada.


Apesar de não saber quantificar o valor do débito, o Pe. Ricardo Henriques referiu que, “pelo que tenho percebido das palavras do senhor Bispo, dá a impressão que a dívida, embora seja grande, está controlada” pelo que “a diocese consegue prover aos seus contractos, acho eu”.


Semana da Diocese


Assinalou-se neste Domingo o Dia da Igreja Diocesana. Além do encerramento do Conselho Pastoral, a ocasião foi evocada na missa celebrada na Sé e em todas as paróquias e ouvidorias dos Açores. À noite, a catedral acolheu um concerto comemorativo.


A Semana da Diocese, que começa esta Segunda-feira, será marcada por diversas iniciativas. A 13 de Novembro assinala-se o 50.º aniversário da criação do Secretariado Diocesano da Catequese. A festa ocorrerá a 22 deste mês, no Centro Comunitário de São Bento, pelas 15h00, contando com a presença dos catequistas da Ilha Terceira.


No dia 14, às 10h00, reúne a assembleia diocesana dos Movimentos Laicais, em Angra do Heroísmo, na Casa das Obras Católicas.


Entre 13 e 15 decorre e assembleia-geral da Cáritas dos Açores, no Lar de Santa Maria Goretti, igualmente em Angra.


No próximo Domingo, pelas 18h00, o bispo, D. António Braga, presidirá na Sé à missa de encerramento das Semanas da Diocese e dos Seminários.


Do programa fazem também parte a ordenação presbiteral do Diác. Marcos Miranda, a 28 de Novembro, na Catedral, às 15h00. No mesmo dia, pelas 19h00, será inaugurada uma exposição alusiva aos 475 anos da diocese, no

Museu Carlos Machado, em Ponta Delgada.

Fonte: Agência Ecclesia

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Recta final da Campanha SOS Cagarro 2009



A nove dias do final da Campanha SOS Cagarro de 2009 surgem os primeiros balanços.

A Campanha deste ano superou as antecedentes em termos de visibilidade, organização e envolvimento de entidades parceiras e do público em geral. Acredita-se também que a mensagem da necessidade de conservação destas aves e de todo o património natural vivo dos Açores alcançou recantos ainda mais remotos.

Pelo conjunto de tudo isto e do esforço de todos os envolvidos, até à data foram recolhidos e libertados mais de 3 mil cagarros no arquipélago, um feito importante para a nossa Região que foi escolhida como berço de uma significativa população destas aves marinhas protegidas.

Por outro lado, ainda se encontraram muitas aves mortas nas estradas, vítimas de atropelamento, e pontualmente é ainda necessário proteger activamente os cagarros.

Estes são sinais de que o trabalho iniciado tem de ser continuado, ampliado e melhorado permanentemente para que o sucesso da Campanha SOS Cagarro seja engrandecido. Para além de beneficiar os cagarros nascidos nas nossas costas, beneficia este símbolo vivo dos Açores.

O número de aves recolhido por noite decresceu muito nas últimas saídas nocturnas, o que indica que a maioria das aves já deve ter abandonado o ninho.

Como habitualmente, e por uma questão de precaução, não vá haver algum retardatário, a Campanha SOS Cagarro de 2009 ainda se prolongará até 15 de Novembro. Esse dia será pontuado por um evento que incluirá o balanço da Campanha e será apresentado pela Secretaria Regional do Ambiente e do Mar.

Para mais informações, consultar:
http://soscagarro.azores.gov.pt/



GaCS/SF/DRA

Texto integral da intervenção proferida por Manuel Avelar no Parlamento açoriano

Texto integral do último discurso proferido por Manuel Avelar na Assembleia Regional

Senhor Presidente

Senhoras e Senhores Deputados

Senhoras e Senhores Membros do Governo


Sendo esta, provavelmente, a minha última intervenção no Plenário desta Assembleia, Instituição primeira do Sistema Autonómico Açoriano, não podia deixar de fazer um balanço da forma como tentei desempenhar de uma forma idónea e responsável a minha acção como deputado regional.


Sempre desempenhei estas funções com muito gosto. De forma empenhada dediquei-me a ajudar a resolver problemas, que à partida, poderiam parecer pequenos, mas que eram fundamentais para a vida dos cidadãos. Embora reconhecendo que somos deputados regionais nunca podemos perder de vista os que nos estão mais próximos, ou seja, o nosso círculo eleitoral.


E citando Churchil "Não basta fazer o que é possível. Precisamos de fazer o que é necessário".


Senhor Presidente

Senhoras e Senhores Deputados

Senhoras e Senhores Membros do Governo


Nestes nove anos em que fiz parte dos eleitos pelo Povo Açoriano para os representar em geral e em particular os Graciosenses, sinto-me satisfeito com tudo o que se fez, mas com objectivos de futuro que espero sejam cumpridos ainda nesta Legislatura.

A Graciosa tem dado passos muito significativos no seu caminhar para um futuro melhor, criando-se assim condições de vida para os que lá habitam e para os que ali se pretendam fixar.

Da área agrícola às pescas, passando pela economia e educação, muito se fez, muito se continuará a fazer, porque assim é dever de quem está a gerir os destinos do Povo Açoriano.

Apenas pretendo fazer um rápido balanço para que todos saibam o quanto a paisagem sócio-económica e humana da Graciosa se foi alterando na última década.


Senhor Presidente

Senhoras e Senhores Deputados

Senhoras e Senhores Membros do Governo


Na área agrícola devo salientar a construção de uma moderna unidade de transformação de leite, a qual criou condições para um aumento na produção e na qualidade do leite.

Na área da saúde e bem-estar animal a Graciosa regista um dos mais elevados estatutos sanitários.

Caminhos rurais foram construídos e projectam-se outros. Ampliar o Madadouro e as suas funções será um desejo a concretizar em breve.

Na área das Pescas está à vista de todos os muitos investimentos no Porto, as Casas de Apresto (mais serão construídas) e o edifício para a lota, agora em construção. As condições sócio-económicas dos pescadores melhoraram de forma significativa.

No domínio do Turismo constuiu-se um hotel e investiu-se na remodelação das Termas do Carapacho. Não foram esquecidas as zonas balneares do Barro Vermelho e Carapacho.


Senhor Presidente

Senhoras e Senhores Deputados

Senhoras e Senhores Membros do Governo


Em relação à saúde, brevemente será iniciada a construção do novo Centro de Saúde, que irá criar melhores condições aos utentes e aos técnicos que lá trabalham.

Não foi esquecida a área da Solidariedade Social, estando em projecto a constução de um edifício com valências de Creche, Jardim de Infância e Centro de Actividades Ocupacionais, tutelado pela Santa Casa da Misericórdia de Santa Cruz. Também já está em obra a requalificação do Lar de Idosos.

Em São Mateus serão construídas/remodeladas quatro moradias para casais de idosos junto do lar da Santa Casa da Misericórdia da Praia.

Em termos da rede de estradas, a Graciosa ficará devidamente requalificada nesta legislatura.

Em matéria de obras públicas, não poderia deixar de referir o magnífico empreendimento realizado no Largo da Beira-Mar da Vitória, que se tornou num espaço agradável não só para quem nos visita, mas também para todos os graciosenses que dele podem usufruir.

Muitro se fez, mas é necessário continuar com perseverança a lutar pelo desenvolvimento da Ilha Graciosa.


Senhor Presidente

Senhoras e Senhores Deputados

Senhoras e Senhores Membros do Governo


Não gostaria de terminar sem referir a minha participação como membro da Comissão dos Assuntos Sociais, entre 2000 e 2008, onde me senti integrado e que muito contribuiu para a minha aprendizagem como cidadão, aumentando a minha consciência dos problemas que afectam as nossas populações.

Agradeço a todos os que me acompanharam nessa actividade, particularmente à Deputada Cláudia Cardoso, que de forma notável desempenhou o palel de Presidente da referida Comissão.

Nesta legislatura fiz parte da Comissão Política Geral, onde saliento a sã convivência entre os seus membros e a mestria com que o seu Presidente, Deputado Pedro Gomes orienta os trabalhos.

A todos os colegas e em especial ao Senhor Presidente da Assembleia uma palavra de respeito, apreço e gratidão, disponibilizando-me nas minhas novas funções, como primeiro responsável pela autarquia da Ilha Graciosa, para colaborar com esta Casa Mãe da Democracia Açoriana, em tudo o que for entendido como importante. Também espero, que a Assembleia continue a defender os interesses das ilhas pequenas, particularmente, a Graciosa.


Disse!

Horta, Sala das Sessões, 28 de Outubro de 2009

O Deputado Regional: Manuel Avelar Santos

Fonte: Secretário do Grupo Parlamentar do PS

Consultas à vista grátis na Ilha Graciosa



Dias 9, 10, 11, 12 e 13 de Novembro das 10:00 às 12:30 e das 14:00 às 18:00 (dia 13 só até às 12:30).
A executar na Junta de Freguesia de Santa Cruz da Graciosa.
Os exames à vista são feitos apenas por marcação através do número de telemóvel 964 940 358.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Investimento público no próximo ano vai atingir os 815 milhões de euros




O investimento público nos Açores deverá atingir no próximo ano os 815,7 milhões de euros, indica a proposta de Plano Anual Regional, que hoje começa a ser debatida pelas diferentes comissões especializadas do Parlamento açoriano.

Deste total, cerca de 516,9 milhões de euros dizem respeito a verbas previstas no próprio plano de investimentos, enquanto os restantes 298,8 milhões de euros serão suportados por outros fundos.

Dotado com 124,6 milhões de euros, o programa “aumento da competitividade dos sectores agrícola e florestal” é o maior dos 22 programas que integram o plano regional para 2010. Por ordem de grandeza, seguem-se-lhe os programas “desenvolvimento dos transportes aéreos” (98,2 ME), “qualificação profissional e defesa do consumidor” (91,7 ME), “consolidação e modernização dos transportes marítimos” (61,4 ME), “desenvolvimento das infra-estruturas educacionais e do sistema educativo” (58,8 ME) e “fomento da competitividade” (55,9 ME).

Com dotações entre os 20 e os 40 milhões de euros, a proposta de plano contém uma dezena de programas: “ordenamento do território, qualidade ambiental e energia” (40,5 ME), “rede viária regional, transportes terrestres e equipamentos colectivos” (37 ME), “valorização do mundo rural” (34 ME), “modernização das infra-estruturas e da actividade da pesca” (27,6 ME), “habitação” (25 ME), “administração pública, planeamento e finanças” (24 ME),”desenvolvimento do turismo” (23,8 ME), “património e actividades culturais” (22,5 ME), “desenvolvimento de infra-estruturas e do sistema de saúde” (20,7 ME) e “desenvolvimento do sistema de solidariedade social” (20,2 ME).

“Cooperação externa e migrações”, com 17,4 milhões de euros, “ciência, tecnologia, sistemas de informação e comunicações” (15 ME), “desenvolvimento desportivo” (13,8 ME), “protecção civil” (10,7 ME), “juventude” (5,6 ME) e “informação e comunicação” (1,4 ME) completam a lista dos programas do Plano Anual Regional para 2010.

Por ilhas, os maiores investimentos serão feitos em S. Miguel (234,7 milhões de euros), Terceira (153,5 ME), S. Jorge (66,5 ME), Faial (56,2 ME) e Pico (54,2 ME).

As restantes verbas serão repartidas pelas Flores (44,5 milhões de euros), Santa Maria (33,5 ME), Graciosa (32,4 ME) e Corvo (5,7 ME), havendo ainda, pela natureza de alguns investimentos, uma dotação não desagregável de 134,1 milhões de euros.

Das dotações previstas no plano, um quarto (129,5 milhões de euros) estará afecto à Secretaria Regional da Economia. Com “fatias” entre os 14,6 e os 11,7 por cento do total, surgem depois as Secretarias Regionais da Agricultura e Florestas (75,2 ME), da Educação e Formação (72,7 ME), do Ambiente e do Mar (61,2 ME) e da Ciência, Tecnologia e Equipamentos (60,6 ME).


GaCS/FG

Aumento do preço do petróleo nos mercados internacionais leva a ajuste no preço dos combustíveis nos Açores




A subida do preço do petróleo nos mercados internacionais vai levar a uma actualização de um cêntimo nos preços máximos de venda ao público praticados nos Açores para todos os combustíveis.

A subida agora registada, que surge na sequência de vários aumentos registados nas últimas semanas a nível nacional, permite, no entanto, manter uma diferença significativa quando comparados os preço máximos dos combustíveis que são praticados nos Açores com o restante território nacional.

Desta forma, as gasolinas de 95 e 98 octanas passam a ser comercializadas nos Açores a um preço máximo de 1,15 e 1,21 euros por litro respectivamente (€1,31 e €1,38 no continente, mais 14,7 por cento e 14,4 por cento) e o gasóleo rodoviário a 96 cêntimos por litro (€1,06 no continente, o que equivale a mais 11,4 por cento).

O gasóleo agrícola terá um preço máximo de venda ao público de 57 cêntimos por litro e o gasóleo pescas de 44 cêntimos por litro. O gás de consumo doméstico tem o seu preço máximo fixado em €1,04 por quilo.

No continente os preços praticados para estes combustíveis são de 71 cêntimos para o gasóleo agrícola (mais 24,9 por cento), 54 cêntimos por litro no caso do gasóleo pescas (mais 23,4 por cento) e de €1,41 por quilo para o gás doméstico (mais 36,2 por cento).
No caso do Fuel, o preço máximo nos Açores passa a ser de 37 cêntimos por quilo, menos 21,6 por cento em relação ao mercado nacional onde o preço de venda deste produto é de 45 cêntimos por quilo.

Os novos preços entram em vigor às 00h00 de sexta-feira.


GaCS/NM

Sismo de 6.0 a poucos quilómetros do arquipélago


Um sismo de magnitude 6.0 na escala da Richter registou-se na tarde de ontem na zona dos Açores.


De acordo com o Instituto Geológico dos EUA, que monitoriza a actividade sísmica a nível mundial, o abalo registou-se às 17:41.


O epicentro localiza-se a 445 quilómetros a sudoeste da ilha das Flores a uma profundidade de 10 quilómetros.

Diocese nomeia (vigários episcopais) ouvidores


Foram 23 os ouvidores e ouvidores-adjuntos nomeados pelo bispo de Angra, D. António Sousa Braga, para os próximos três anos.

Os ouvidores são coordenadores pastorais de um conjunto de paróquias - as Ouvidorias - que estão para a organização da Igreja Católica como os Concelhos estão para a organização do Estado.

São Miguel tem oito Ouvidorias, mas foram apenas duas as novidades nas nomeações, ainda que de padres já com experiência nessas funções. Os dois nomes novos são os do padre Octávio Medeiros, para a Povoação e do padre António Cassiano, para Vila Franca do Campo. Recorde-se que Octávio Medeiros já é vigário episcopal de São Miguel, sendo a principal figura da Igreja Católica na ilha.

Nas restantes ouvidorias não há novidades. Assim, mantêm-se o padre Agostinho Pinto na Lagoa; o padre António Constância em Ponta Delgada; monsenhor António da Luz nas Capelas; o padre Manuel Galvão na Ribeira Grande; o padre Jorge Ferreira nos Fenais da Luz e o padre Agostinho Lima no Nordeste. Devido à sua dimensão, a Ouvidoria de Ponta Delgada tem também um ouvidor-adjunto, o padre Marco Tavares.

Devido às suas funções sobretudo pastorais, os ouvidores são escolhidos pelos seus pares em cada Ouvidoria, que funciona um pouco como uma pequena ‘unidade’ de ilha. Aliás, só as duas ilhas mais populosas, São Miguel e Terceira, têm várias ouvidorias sendo que nas restantes sete ilhas há apenas uma Ouvidoria para toda a ilha. A Graciosa tem, curiosamente, um ouvidor-adjunto e, na Terceira, há apenas um Ouvidor, o padre Abel Vieira, que no entanto é ajudado por cinco ouvidores-adjuntos para as várias zonas da ilha.

O padre Ricardo Henriques, director diocesano do Serviço de Apoio à Comunicação Social, afirma ao Açoriano Oriental que os ouvidores "são pessoas escolhidas atendendo ao seu perfil sobretudo de carácter pastoral e de coordenação das actividades que dizem respeito a uma determinada zona da ilha ou mesmo a toda a ilha, no caso das ilhas menos populosas". Os ouvidores são, por isso, essenciais para dar dimensão de ‘ilha’ a uma Igreja muitas vezes centrada apenas nos problemas locais de cada paróquia.

Os principais desafios que os 23 ouvidores e ouvidores-adjuntos vão enfrentar nos próximos três anos não estão ainda definidos, uma vez que vão depender das prioridades que saírem do Conselho Pastoral Diocesano que vai reunir-se no próximo fim-de-semana, com representantes de todas as ilhas, dos movimentos eclesiais e dos principais serviços diocesanos. Aliás, nos vários serviços diocesanos, também só há dois nomes novos: os do padre Adriano Borges, que vai ficar responsável pelos Bens Culturais da Igreja e do padre Jacinto Bento, responsável pela Mobilidade Humana.


Fonte: AO

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Governo divulga boas práticas administrativas




A Vice-presidência do Governo dos Açores acaba de publicar o número 2 de um boletim informativo electrónico com diversos exemplos de simplificação e boas práticas administrativas nos departamentos governamentais.

Trata-se da “newsletter” nº 2 sobre o PROSIMA, um programa de simplificação e modernização administrativa criado pelo Governo da Região.

O documento periódico, que pode ser consultado no endereço electrónico
http://www.vpgr.azores.gov.pt/prosima/newsletter2.aspx#1 é um meio de divulgação, difusão e partilha de diversas boas práticas administrativas desenvolvidas por todos os departamentos da administração pública regional, que visam a melhoria do desempenho dos serviços, com reflexos no serviço prestado ao cidadão.

Uma base de dados de informação ambiental sobre as ilhas, uma loja virtual de cartografia e outra de livros e outros produtos culturais, a desburocratização de procedimentos pedagógicos e administrativos na Educação, um guia de apoio à criação de empresas em meios rurais e a expansão da Rede Integrada de Apoio ao Cidadão estão entre os assuntos desenvolvidos na “newsletter”.


GaCS/FA

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Águas Termais dos Açores: debate internacional


Como aproveitar e valorizar as águas termais dos Açores?A questão está lançada e constitui o ponto forte do debate aberto esta semana numa das maiores hidrópoles do Mundo: as Furnas, na ilha de São Miguel.


Rica em águas termais, a Região não está a aproveitar, devidamente, as suas potencialidades e, por essa razão, é necessário, aprender com quem sabe, por exemplo, os espanhóis.

A iniciativa é do INOVA, que, desde 2004, está a desenvolver o projecto " Águas Quentes dos Açores", uma investigação que envolve o estudo de aproveitamento e captação de águas termais para abastecimento de balneários que existem, por exemplo, na Ferraria, ilha de São Miguel, e do Carapacho, na Graciosa.

Neste Congresso, disse à Antena / 1 João Carlos Nunes, director científico do INOVA, para além da oportunidade de mostrar o que se tem feito no arquipélago nos últimos anos, a ideia é mesmo aprender junto de quem sabe, e evitar cometer erros, num projecto que decorrerá até 2012.

Recurso natural por excelência nos Açores, as águas termais constituem um atrativo para a vertente turística, em que os SPSA´s são a aposta para rentabilizar os investimentos, passando também o projecto pelo aproveitamento das lamas para a cosmética.

A par deste Encontro Internacional de Termalismo, decorre também nas Furnas o III Forum de Águas Engarrafadas, reuniões que contam com mais de uma centena de empresários, investigadores e operadores turísticos.

Carmen Ventura / Carlos Tavares .


Fonte: RTP

Cientistas avaliam perigos vulcânicos nos Açores



Os principais vulcões potencialmente activos nos Açores vão ser estudados durante os próximos três anos, num projecto de investigação que permitirá melhorar o sistema de resposta rápida em caso de erupção


«Vamos estudar alguns dos vulcões mais importantes dos Açores e assim aumentar o conhecimento sobre o seu comportamento para melhorar o sistema de resposta rápida em caso de erupção», disse Vittorio Zanon, coordenador científico responsável pelo projecto do Centro de Vulcanologia e Avaliação de Riscos Geológicos (CVARG) da Universidade dos Açores, em declarações à agência Lusa.


Segundo o investigador, o estudo vai centrar-se nos vulcões das Sete Cidades (São Miguel), Pico e Flores e Caldeiras do Faial e da Graciosa.


«São importantes vulcões em relação aos quais não temos muita informação do funcionamento do sistema em profundidade que possa ser utilizada em caso de possível reactivação da actividade magmática», referiu o investigador do CVARG.


Vittorio Zanon explicou que o projecto PLUSYS vai traçar o percurso do magma e a sua desgaseificação desde o manto até a superfície «com a finalidade de obter um modelo da estrutura interna de cada um desses vulcões».


Vão ser colhidas, nomeadamente, informações sobre as condições de génese e evolução dos basaltos.


«As diferentes temperaturas, pressão e conteúdo em gases são parâmetros fundamentais para a modelação das erupções e para uma correcta parametrização do risco vulcânico», explicou o investigador, sublinhando a «grande importância» do projecto no contexto científico.


O estudo permitirá indicar a quantidade de Flúor, Cloro, Iodo e Bromo, elementos gasosos presentes nos basaltos que podem ser libertados durante uma erupção e causar contaminção dos pastos e das águas, acrescentou.


Assim, durante três anos investigadores das Universidades dos Açores, de Perugia e Siena (Itália) e da Agência para as Ciências da Terra e Tecnologia (Japão) vão realizar vários trabalhos de campo e análises laboratoriais, com base nas amostras colhidas.


O projecto PLUSYS está orçado em 190 mil euros, financiados pela Fundação para a Ciência e Tecnologia.



Fonte: Sol

Governo vai indemnizar produtores que abandonem definitivamente a produção de leite



O Governo dos Açores vai atribuir uma indemnização aos produtores que se comprometam a abandonar “definitiva e integralmente” a produção leiteira até ao dia 31 de Março de 2010.

A decisão consta de uma portaria do secretário regional da Agricultura e Florestas, hoje publicada em Jornal Oficial, e abrange os produtores açorianos detentores de uma “quantidade de referência a título de entregas e ou de vendas directas de leite de vaca”.

O montante da indemnização a pagar por aquelas quantidades é de 40 cêntimos por quilograma e será pago nos anos civis de 2010 e 2011, sendo o primeiro pagamento efectuado a partir de 15 de Junho de 2010 e o restante a partir de 15 de Junho de 2011.

As candidaturas serão apresentadas durante o mês de Novembro pelos produtores, ou seus representantes, nos Serviços de Desenvolvimento Agrário de ilha da Secretaria Regional da Agricultura e Florestas, em impresso próprio a fornecer aos interessados acompanhado dos justificativos das situações de excepção previstas naquela portaria.

Os candidatos ao resgate obrigam-se a manter a sua quantidade de referência inalterada após a data de candidatura ao resgate e a prestar aos agentes dos serviços fiscalizadores toda a colaboração necessária.

A quantidade de referência a ser resgatada nesta operação será afectada à reserva nacional para, depois, ser integralmente distribuída na Região Autónoma dos Açores, preferencialmente nas ilhas onde foram geradas, e cumprindo os critérios previstos na legislação em vigor.

O Governo justifica esta operação com a necessidade de “continuar a promover a modernização estrutural” do sector leiteiro, bem como com a “possibilidade de apoiar os produtores detentores de explorações agrícolas inadequadas do ponto de vista económico”.

Refere ainda ter tido em conta “as consequências da produção pecuária intensiva para os recursos naturais” das ilhas, os quais considera serem “geograficamente limitados”.


GaCS/FG

domingo, 1 de novembro de 2009

Defendida dinamização do turismo subaquático


Os participantes na Segunda Bienal de Turismo Subaquático dos Açores, reunidos em Santa Cruz da Graciosa, defenderam a necessidade “de criar e dinamizar grupos de operadores marítimo-turísticos" para a actividade.

“Estes grupos podem representar este sector económico emergente junto dos vários parceiros e entidades com envolvimento no processo de Desenvolvimento Sustentável do Turismo Subaquático dos Açores”, consideraram os participantes no encerramento dos trabalhos no sábado à noite.

No final de dois dias de trabalhos, os especialistas e técnicos entenderam que o turismo subaquático nos Açores, apresenta um elevado potencial de crescimento, em particular, nas ilhas de menor dimensão como a Graciosa, São Jorge, Santa Maria, Flores e Corvo.