segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Águas Termais dos Açores: debate internacional


Como aproveitar e valorizar as águas termais dos Açores?A questão está lançada e constitui o ponto forte do debate aberto esta semana numa das maiores hidrópoles do Mundo: as Furnas, na ilha de São Miguel.


Rica em águas termais, a Região não está a aproveitar, devidamente, as suas potencialidades e, por essa razão, é necessário, aprender com quem sabe, por exemplo, os espanhóis.

A iniciativa é do INOVA, que, desde 2004, está a desenvolver o projecto " Águas Quentes dos Açores", uma investigação que envolve o estudo de aproveitamento e captação de águas termais para abastecimento de balneários que existem, por exemplo, na Ferraria, ilha de São Miguel, e do Carapacho, na Graciosa.

Neste Congresso, disse à Antena / 1 João Carlos Nunes, director científico do INOVA, para além da oportunidade de mostrar o que se tem feito no arquipélago nos últimos anos, a ideia é mesmo aprender junto de quem sabe, e evitar cometer erros, num projecto que decorrerá até 2012.

Recurso natural por excelência nos Açores, as águas termais constituem um atrativo para a vertente turística, em que os SPSA´s são a aposta para rentabilizar os investimentos, passando também o projecto pelo aproveitamento das lamas para a cosmética.

A par deste Encontro Internacional de Termalismo, decorre também nas Furnas o III Forum de Águas Engarrafadas, reuniões que contam com mais de uma centena de empresários, investigadores e operadores turísticos.

Carmen Ventura / Carlos Tavares .


Fonte: RTP

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário