segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Governo avança com experiência-piloto para reduzir factura eléctrica das famílias açorianas



O Governo dos Açores vai avançar com uma experiência-piloto na Região, que tem como objectivo a substituição de lâmpadas incandescentes por lâmpadas fluorescentes compactas em bairros sociais e em Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS).

O anúncio foi feito hoje pela secretária regional do Trabalho e Solidariedade Social durante a cerimónia de assinatura de protocolo entre as direcções regionais da Solidariedade e Segurança Social e de Habitação e a Agência Regional da Energia e Ambiente da Região Autónoma dos Açores (ARENA).

Segundo Ana Paula Marques, na área de Habitação, o projecto designado Eco-Bairros vai abranger 2500 moradias.

Já na área da Solidariedade e Segurança Social, o projecto Eco-IPSS vai contemplar cerca de 100 instituições e tem como finalidade a redução de encargos financeiros associados ao consumo de energia eléctrica, contribuindo, assim, para a diminuição das despesas de funcionamento das IPSS.

No âmbito destes projectos serão, igualmente, desenvolvidas diversas acções de sensibilização e de promoção de medidas de racionalização do consumo de energia eléctrica, junto das famílias e das IPSS.

Através destes protocolos, as direcções regionais da Solidariedade e Segurança Social e de Habitação, comprometem-se a comparticipar financeiramente os projectos Eco-Bairros e Eco-IPSS num montante global superior a 25 mil euros.

Com esta medida pretende-se contribuir para a eliminação das lâmpadas incandescentes conforme descrito no Plano Nacional de Acção para Eficiência Energética, cuja meta para 2010 é atingir 39% do parque de iluminação em lâmpadas fluorescentes compactas.

Este projecto da responsabilidade da ARENA foi seleccionado a nível nacional e co-financiado pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos, num montante na ordem dos 55. 754, 40 euros.



GaCS/SM

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário