quarta-feira, 21 de outubro de 2009

O navio hidrográfico "Almirante Gago Coutinho" está a actualizar as cartas barométricas junto à ilha Graciosa


Com os seus estudos, cientistas franceses e dos EUA estão a valorizar os mares açorianos, enquanto que Portugal está a renovar as cartas barométricas das ilhas.


O navio "Gago Coutinho" acaba, por exemplo, de concluir o levantamento da costa da ilha Graciosa, no Grupo Central do arquipélago.

Os dados, agora recolhidos, vão seguir para o Instituto Hidrográfico e estarão em papel nos primeiros meses de 2010.

O navio hidrográfico "Almirante Gago Coutinho" está a actualizar as cartas junto à ilha, cartas que já têm mais de 50 anos, mas, embora o Comandante Bessa Pacheco afirme que elas possuem algum grau de precisão, necessitam de ser actualizadas.

O levantamento costeiro está feito desde os 1 300 metros de profundidade até aos 100 metros.

O navio, que se encontra em campanha oceanográfica nos Açores, está a utilizar, pela primeira vez, meios totalmente portugueses para actualizar as referidas cartas.

Por outro lado, os Açores estão a reforçar a sua posição de excelência no Mundo, para o estudo do clima e para a previsão meteorológica.

Um fenómeno submarino nos mares do arquipélago, por exemplo, com a potência de um reactor nuclear modifica a corrente do Golfe do México e influencía o clima, fenómeno que os cientistas locais lamentam que a Região Autónoma continue sem tirar proveito desta sua localização de excelência.

Luís Branco / Armando Mendes / Carlos Tavares .


Fonte: RTP

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário