terça-feira, 31 de maio de 2011

Manual de apoio ao fumador chega a casa de todos os açorianos



O manual de apoio aos fumadores, intitulado “PARAR DE FUMAR - Um Guia de Apoio”, apresentado hoje na Direcção Regional de Prevenção e Combate às Dependências, no âmbito do Dia Mundial Sem Tabaco, vai ser distribuído em todas as residências da Região.

“O que pretendemos”, disse Paula Costa “é que se consigam ganhos em termos de saúde, não só para as gerações actuais como também para as próximas gerações”.
O guia, dividida em 4 capítulos, inclui testes e conselhos aos fumadores, bem como as vias onde podem procurar ajuda especializada.

Ao longo dos vários capítulos a pessoa é levada a reflectir, quando fumou o primeiro cigarro e porque é fumador de modo a tomar as medidas que forem necessárias para deixar de fumar.

O primeiro capítulo tem por título “Eu sou fumador”, o segundo “Ainda não decidi deixar de fumar”, o terceiro “Decidi parar de fumar” e o quarto “Parei de fumar”. A qualquer altura pode voltar ao capítulo anterior e seguir os passos recomendados.

O guia leva também a uma análise de quanto é que gasta e o que poderia fazer com o dinheiro que pouparia, de modo a constituir outro incentivo para deixar de fumar.

Este trabalho foi feito com a colaboração do INPES – Institut National de Prévention et d’Éducation pour la Santé (França) através da cedência do texto.

O Dia Mundial Sem Tabaco (31 de Maio) foi instituído pela OMS em 1987 por considerar o tabagismo um dos problemas de saúde mais preocupantes a nível mundial.

Desde então muitas iniciativas têm sido tomadas na tentativa de diminuir o número de fumadores. O caminho percorrido já evidencia alguns sucessos, como a proibição da publicidade de tabaco associada a eventos desportivos, a criação dos espaços sem fumo em todos os locais públicos, etc. No entanto, segundo uma recente previsão da OMS, o tabaco matará 6 milhões de pessoas em 2011.

A Direcção Regional de Prevenção e Combate às Dependências considera que a luta contra este problema de saúde deve ser travada em várias frentes. Além da prevenção primária feita às camadas mais jovens, no sentido de evitar ou adiar o início do consumo, é necessário também apoiar os fumadores que desejem abandonar este hábito.



GaCS/RC

Publicado por: Jorge Gonçalves

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário