terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Projeto "Por Favor Não Caia” chegou a mais de mil idosos


O Secretário Regional da Saúde realçou hoje os resultados positivos e a projeção internacional do programa “Por Favor Não Caia”, implementado em colaboração com o Inatel e com as Câmaras de Angra e de Santa Cruz da Graciosa.



Este programa, desenvolvido nos Açores, começou por um projeto-piloto na freguesia de S. Mateus, depois alargou-se ao concelho de Angra e à Graciosa, envolvendo cerca de 20 técnicos e chegando a mais de mil pessoas, nestas duas ilhas.


Mas os resultados alcançados com a técnica, designada por PNF-CHI, que é na prática uma ginástica de movimentos simples especialmente concebida para desenvolver o equilíbrio para idosos, de modo a evitar quedas, foram já apresentados em conferências internacionais e despertaram a atenção de várias entidades.


Está nessas circunstâncias, Marilyn Moffat, presidente da Confederação Mundial de Fisioterapia, que teve conhecimento do projeto numa conferência realizada no Chile e que agora se deslocou, propositadamente, dos Estados Unidos aos Açores para estar presente na cerimónia de encerramento, presença que Miguel Correia registou e agradeceu na medida em que constitui o reconhecimento da importância desta iniciativa.


O mesmo projeto vai agora ser apresentado, na Índia, num Congresso Internacional de Fisioterapia.


No discurso proferido na cerimónia de encerramento da edição 2010/2011 do projeto, que decorreu hoje em Angra, Miguel Correi lembrou que “desde o início o Governo Regional colocou grande empenho, neste programa pelo pioneirismo e carácter inovador”.


O objetivo central do projeto é a atividade física, mas na prática esta iniciativa é bem mais do que isso, é também o acompanhamento das consultas de rotina com o controlo regular da tensão arterial, peso e diabetes e os aconselhamentos por médicos e enfermeiros.


Essas consultas são importantes quer no campo da saúde quer no campo social, pelo acolhimento e pelo apoio prestado.


Ou seja, para além dos benefícios da saúde, este programa tornou-se também num programa de inclusão social, envolvendo as comunidades em torno de um projeto de educação para a saúde, com maior proximidade das pessoas e de grande humanismo.


O projeto conta com a colaboração de fisioterapeutas, de nutricionistas, enfermeiros, e até de médicos dentistas, constituindo portanto “um investimento na prevenção e na saúde e autonomia das pessoas” frisou o Secretário da Saúde.


A próxima edição, já hoje anunciada, contará também com a participação de jovens, constituindo um contributo da Região Autónoma dos Açores para o Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e da Solidariedade entre Gerações, que se assinala neste ano de 2012.



GaCS

Publicado por: Jorge Gonçalves

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário