sexta-feira, 30 de julho de 2010

Cerimónia de inauguração das empreitadas de remodelação das termas do Carapacho



O Secretário Regional da Economia disse quinta-feira à tarde, na ilha Graciosa, que o investimento público que o Governo realiza nos Açores potencia a iniciativa privada em diversos sectores.

Vasco Cordeiro falava na cerimónia de inauguração das empreitadas de remodelação das termas, da responsabilidade da Secretaria que tutela, e de requalificação da zona balnear do Carapacho, a cargo da Secretaria Regional do Ambiente e do Mar, um investimento global na ordem dos 3,5 milhões de euros.

O governante deu como exemplo a obra acabada de inaugurar, numa infra-estrutura “que marca não só a História da ilha Graciosa, mas que tem lugar cativo nos afectos e na memória colectiva do povo desta ilha”, que encontrou nos investidores graciosenses interesse na sua exploração, após esta remodelação e modernização.

A sua reactivação, dise também, vem enriquecer a oferta turística da ilha, a par dos percursos pedestres, da actividade vitivinícola ou do património natural, mas, também, “enriquecer as potencialidades do sector turístico da Região”, sendo, por isso, “um contributo da Graciosa” para o desenvolvimento do todo regional.

“O Governo está orgulhoso da obra que aqui faz, mas está também orgulhoso da resposta que os graciosenses dão a esses impulsos”, disse Vasco Cordeiro, acrescentando ser “importante reconhecer” que o executivo “poderia criar muitos sistemas de incentivos, variadas infra-estruturas, mas se os graciosenses não agarrassem essas oportunidades para construir o seu futuro, não valia a pena nada disso”.

Entre os bons exemplos a que aludia, o secretário Regional apontou o caso da exploração do hotel da ilha, construído pelo Governo, mas explorado com a participação de empresários locais, “que estão a construir, de forma crescente, o sucesso desta aposta pública”.

Outro exemplo, é a realização, por uma associação da Graciosa, do Open Internacional de Fotografia Subaquática, um evento de grande projecção, que “só resulta da forma como resulta porque há um verdadeiro trabalho de parceria entre os graciosenses e o Governo dos Açores, no sentido de levar por diante essas iniciativas com sucesso”.

Vasco Cordeiro salientou, ainda, que é essa parceria entre o investimento do Governo dos Açores e o empenho dos graciosenses que permite que “os números dêem conta de crescimentos nunca vistos”, como é o caso do número de dormidas na hotelaria da Graciosa: “de Janeiro a Maio deste ano, cresceram 60%, em termos homólogos”, sublinhou.

O Secretário Regional falou ainda no empenhamento do Governo em melhorar os transportes aéreos e marítimos, e referiu que, apesar dos contratempos conhecidos por falha de cumprimento das obrigações de serviço público contratadas com uma empresa de transporte marítimo de passageiros, foram dadas orientações à empresa pública de transporte marítimo sazonal, no sentido de reorganizar os seus horários, para minimizar os inconvenientes daí resultantes.

“No mês de Julho, tivemos 16 rotas alteradas ou reforçadas, das quais nove foram para ou da Graciosa, sendo seis delas novas ligações”, disse o governante, acrescentando que em Agosto há alterações em 13 rotas, cinco delas relativas à ilha. No total, os navios da Atlânticoline escalam a Graciosa 24 dias, em Julho, e 23, em Agosto, sublinhou Vasco Cordeiro.

As termas do Carapacho reiniciam a sua actividade, após as obras, na próxima segunda-feira, com diversas terapias, sob orientação de médicos especialistas e de fisioterapeutas.





GaCS/FA

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário