quarta-feira, 1 de julho de 2009

Presidente Carlos César inaugurou Picadeiro da Graciosa



O presidente do Governo elogiou hoje a “iniciativa empreendedora da Associação Equestre Graciosense” para a concretização do Picadeiro António Maria da Cunha, um investimento apoiado em mais de 90 por cento pelo Executivo Regional.

Com a inauguração deste picadeiro, complementado com uma infra-estrutura multiusos que vai permitir a realização de outras iniciativas associadas ao desenvolvimento rural, Carlos César mostra-se convicto de que o desporto equestre será mais um complemento para a afirmação da Graciosa como destino turístico.

Para o Presidente do Governo açoriano, “este investimento assume, simultaneamente, um papel de carácter pedagógico e também, por outro lado, uma infra-estrutura com carácter económico e reprodutivo e de referenciação e requalificação da ilha”.

O espaço vai ser valorizado e complementado com a construção, nos terrenos anexos, do parque de exposições da Graciosa, que se vai apresentar como um espaço dinamizador das actividades económicas da ilha “que agora estão muito revigoradas com a diversidade de investimentos que estão a ser realizados quer na área turística quer no que respeita aos transportes e mesmo na área da cultura”, realçou o Presidente do Governo.

O Picadeiro da Graciosa conta com uma área de 1350 metros quadrados cobertos, apropriados ao ensino do cavalo, das práticas equestres e da promoção da economia equina, para além da sua potencialidade para receber concursos pecuários, quer de bovinos quer de outras espécies de interesse zootécnico, fomentando o melhoramento genético e o desenvolvimento rural na ilha.

O espaço dispõe de outros anexos cobertos de apoio directo, como sejam as 22 boxes individuais para cavalos, um bar-restaurante para cerca de 200 pessoas, um quarto apropriado aos arrumos de arreios e de selas, espaço para a alimentação animal, duas salas para lavagens de cavalos, uma enfermaria, um quarto para tratador, uma sala de reuniões e um gabinete para técnico.

Esta estrutura serve ainda para impulsionar, animar e desenvolver a educação e o acompanhamento dos jovens, estando já a movimentar diariamente cerca de 40 alunos de todas as idades, a partir dos sete anos, dando-lhes experiência, segurança e conhecimentos de vida para o futuro.


Fonte: GaCS

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário