quinta-feira, 9 de julho de 2009

Intervenção do PS-Graciosa no Parlamento dos Açores

Intervenção do PS-Graciosa no Parlamento dos Açores.

Senhor Presidente da Assembleia Senhoras e Senhores Deputados Senhoras e Senhores Membros do Governo .

Desde finais da década de noventa que a ilha Graciosa vem atravessando uma fase de desenvolvimento deveras significativo para os locais e para os que decidiram fazer opção de lá viver. Os investimentos feitos nas várias áreas, agricultura, pescas e economia já começaram a demonstrar que estavam correctos, aumentando assim o rendimento dos vários intervenientes.

Na semana passada o Governo Regional visitou a ilha Graciosa, pela primeira vez nesta legislatura, dando cumprimento ao Estatuto Político-Administrativo e continuando, através das decisões tomadas, a responder aos legítimos anseios dos Graciosenses, no prosseguimento de um caminho de desenvolvimento seguro e continuado.

Senhor Presidente da Assembleia

Senhoras e Senhores Deputados

Senhoras e Senhores Membro do Governo

No que diz respeito à área da Economia / Turismo foi inaugurada uma obra que terá uma importância considerável – falamos do novo Hotel de quatro estrelas e com 120 camas, cujo empreendimento teve início em Setembro de 2007, com um custo aproximado de sete milhões de euros, criando mais de duas dezenas de postos de trabalho, obra esta que vem colmatar uma lacuna existente na âmbito da oferta turística.

Devemos lembrar que ligado ao sector do Turismo da Saúde e do Lazer decorrem em bom ritmo as obras das Termas do Carapacho, obra no valor estimado em 1.5 milhões de euros as quais permitirão a reabilitação e certificação no tratamento terapêutico, melhorando as suas valências, virando-a para um nicho de mercado a explorar tendo sido lançado o processo de concessão da exploração das referidas Termas.

Ainda neste âmbito do turismo é de referir que já se iniciaram as obras de protecção do edifício das Termas, a requalificação das piscinas e aumento do solário, dignificando assim um espaço muito procurado na época estival. Também tiveram início recente as obras de melhoria dos acessos ao mar no Barro Vermelho, cujo valor da empreitada é de 150.000 mil euros.

Neste momento decorrem também as obras do Centro de Visitação da Caldeira, obra quer ultrapassará meio milhão de euros e que após a sua conclusão terá um papel muito especifico, na informação e divulgação do nosso monumento natural.

No espaço florestal de lazer na Caldeira estão em fase muito adiantada obras para o seu embelezamento, melhorando as suas infra-estruturas de apoio, um centro de divulgação florestal, sinalética e um percurso pedonal dando aos frequentadores deste espaço novas potencialidades paisagísticas e de conforto.

Senhor Presidente da Assembleia

Senhoras e Senhores Deputados

Senhoras e Senhores Membro do Governo

Na área agrícola continua a apostar-se no firme apoio às organizações de produtores, com o objectivo de diversificação dos vários serviços por elas prestados aos agricultores, nomeadamente na área da melhoria genética, contraste leiteiro, nutrição e alimentação animal.

Com o objectivo de melhorar o abastecimento de água à lavoura, far-se-á este ano um furo de captação e serão colocados novos reservatórios (Guadalupe) e substituídos outros já degradados (Luz e São Mateus).

Com vista a potenciar o crescimento de várias produções agrícolas foi decidido apoiar um projecto de modernização das instalações e equipamentos da Adega e Cooperativa Agrícola da Graciosa.

No âmbito da melhoria da rede de caminhos rurais foi aprovado o início dos procedimentos necessários às obras de beneficiação do caminho Barreiro/Vales, na freguesia de São Mateus, numa extensão de três km.

Durante esta visita Estatutária foi inaugurado o Picadeiro “António Maria da Cunha” cuja denominação vem homenagear postumamente um agricultor que na sua época foi inovador e apoiou os Graciosenses na área da medicina veterinária, apesar de ser apenas um curioso. Este empreendimento é propriedade da Associação Equestre Graciosense que contou com o apoio do Governo Regional e que prosseguirá o projecto para reforçar a sua actividade e infra-estruturar o espaço envolvente, criando um espaço multifuncional para as actividades produtivas da Graciosa.

Senhor Presidente da Assembleia

Senhoras e Senhores Deputados

Senhoras e Senhores Membro do Governo

Na área da Solidariedade Social foi apresentado o projecto de arquitectura da Creche, Jardim de Infância e Centro de Actividades Ocupacionais da Santa Casa da Misericórdia de Santa Cruz, cujas obras virão melhorar bastante o apoio às crianças e jovens com necessidades educativas especiais. Também foi decidido apoiar no montante de 150.000 euros a realização de obras de requalificação no actual Lar dos Idosos de Santa Cruz.

Ainda no âmbito do apoio à Terceira Idade vai ser apoiada a Santa Casa da Misericórdia da Paria na adaptação de quatro moradias para idosos menos dependentes.

Foi também autorizado a empreitada de construção de quatro habitações T3, duas no loteamento das Dores e duas no loteamento da Rua Barão da Fonte do Mato, todas destinadas a realojamentos.

Na área das estradas foi decidido dar os primeiros passos para a construção da ligação ao novo Centro de Saúde e o concurso para a empreitada de reabilitação da Estrada Regional Pedras-Brancas / Limeira, no montante estimado de um milhão de euros.

Senhor Presidente da Assembleia

Senhoras e Senhores Deputados

Senhoras e Senhores Membro do Governo

No sector das Pescas, devemos referir a inauguração do Porto e das Casas de Apresto, obras que muito beneficiarão os pescadores Graciosenses, para além do apoio na formação dos profissionais da pesca e da modernização da frota.

A pesca evoluiu de um total de capturas de 68 toneladas em 1996 para 148 toneladas em 2007, cujo valor passou de 111 mil euros para 1,2 milhões de euros, tornando esta área num importante veículo do desenvolvimento económico da Graciosa.

Sabemos que nem tudo está feito nesta área mas iniciar-se-á de imediato a construção da nova lota e mais Casas de Apresto para que todos os armadores sejam atendidos, assim como a colocação de um pórtico de varagem e de uma grua no Porto Afonso.

Com a continuação de todo este investimento para gerar riqueza e qualidade de vida, os Graciosenses estão convictos que o seu futuro será melhor.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário