sexta-feira, 24 de julho de 2009

Navio Viking chega no próximo fim semana


O Viking, o segundo navio para a operação de transporte marítimo de passageiros e viaturas entre as ilhas açorianas, deverá chegar a São Miguel, nos Açores, no próximo fim-de-semana, anunciou hoje a Atlânticoline.

Uma fonte da empresa acrescentou à agência Lusa que o Viking "deverá iniciar a operação durante a próxima semana".

O início da operação do segundo navio tem vindo a ser sucessivamente adiada, tendo o último atraso sido provocado pela descoberta há duas semanas de uma fissura de 30 centímetros no tanque de combustível de longo curso, quando o Viking estava a ser abastecido em Liverpool para iniciar a viagem para os Açores.

Num comunicado, a Atlânticoline, empresa responsável pelo transporte marítimo de passageiros entre as ilhas, adianta que o navio saiu hoje do porto de Liverpool, no Reino Unido, às 13:30 locais (mais uma hora no continente) e a sua chegada a Ponta Delgada está prevista ocorrer na "noite de sábado para domingo".

"Na sequência das inspecções realizadas pela Maritime and Coastguard Agency (MCA), Registro Italiano Navale (RINA) e pelo Instituto Portuário e dos Transportes Marítimos (IPTM), o navio já iniciou a viagem entre o porto de Liverpool, no Reino Unido, e Ponta Delgada", refere.

A empresa acrescenta ainda que o Viking "operará sob o Sistema de Gestão de Segurança da Atlânticoline, recentemente certificado pela MCA".

O Viking deveria ter começado a operar a 22 de Junho, mas a data teve que ser adiada para 11 de Julho devido a atrasos nas obras de adaptação aos portos açorianos.

Depois, e na sequência de um acidente com o piloto que deveria trazer o navio de Liverpool para Ponta Delgada, o início da operação foi novamente adiado para 13 de Julho, uma data que também acabou por não ser cumprida, devido à descoberta do problema no tanque de longo curso.

A operação deste ano de transporte marítimo de passageiros deveria ter arrancado a 13 de Maio com o navio Atlântida, tendo a segunda fase início em meados de Junho com o navio Express Santorini.

O diferendo com os Estaleiros Navais de Viana do Castelo, que culminou com a recusa do Atlântida por parte do governo açoriano, obrigou a arrancar a operação com o Express Santorini, implicando a necessidade de encontrar um segundo navio para a segunda fase.

A Atlânticoline escolheu o Viking, contudo a sua utilização nos portos açorianos implicou adaptações, nomeadamente a colocação de uma porta lateral.

Construído em 1997, em Itália, o navio Viking tem cerca de 100 metros de comprimento e consegue atingir uma velocidade de 35 nós, com capacidade para transportar 690 passageiros e 140 viaturas.

Já o Express Santorini, que mede 117 metros, atinge uma velocidade máxima de 19,5 nós, tendo capacidade para 650 passageiros e 120 viaturas.


Fonte: Expresso

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário