quarta-feira, 19 de março de 2008

Pescadores do porto da Praia da Graciosa vão ter casas de aprestos, edifício de apoio e nova lota

Para ver a animação clique neste cartoon e aguarde uns segundos.
Carlos César presidiu, esta manhã, à cerimónia de lançamento da primeira pedra da obra de construção de vinte e oito casas de aprestos e de um edifico de apoio ao sector das pescas no porto da Praia, na ilha Graciosa.
O investimento, de cerca de meio milhão de euros, vem complementar as obras de infra-estruturação actualmente em curso, na sequência da construção do novo porto de pescas local, obras que consistem na instalação de cais flutuantes, assinalamento marítimo, redes de


águas e redes eléctricas.

Como salientou o presidente do Governo, com a empreitada de construção da nova lota – que irá ser lançada a concurso público até Junho do corrente ano – “investiremos mais de 7,5 milhões de euros nesta zona portuária do sector das pescas, que ficará num patamar de qualidade que não tem nada que ver com o que aqui existia quando assumimos responsabilidades governativas na nossa Região.”

Mas, no âmbito da infra-estruturação do sector das pescas graciosense, estão também previstos a construção de uma nova lota, na Praia, e a requalificação do porto de pescas de Santa Cruz, empreitada esta que será lançada a concurso público no segundo trimestre do corrente ano e que terá como objectivo também garantir a consolidação daquele cais para o futuro.

Frisando que os pescadores graciosenses merecem estes investimentos públicos, o presidente do Governo disse esperar que as obras possam contribuir para reforçar a atractividade da profissão e contribuir para o desenvolvimento da ilha.

Disse ainda Carlos César que “embora o esforço de infra-estruturação das nossas zonas piscatórias seja vastíssimo, visto que nesta legislatura interviremos em mais de 30 portos de pesca em todas as ilhas do nosso arquipélago, a nossa acção não se limitou, nem se limita, a esta vertente.”

O Governo, acrescentou o presidente, apoiou com grande intensidade nestes últimos anos a renovação da nossa frota regional de pesca, tendo entrado ao serviço 285 novas embarcações e, com isso, aumentado substancialmente os rendimentos do sector e melhoradas as perspectivas que quantos fazem da pesca a sua profissão.

Após a cerimónia, Carlos César visitou as obras, que decorrem a bom ritmo, de ampliação do porto comercial da Praia, e que vão permitir a criação de um cais acostável de 230 metros de comprimento, suficiente para a operação, em simultâneo, dois navios comerciais de médio porte.

Fonte da notícia: GaCS

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário