terça-feira, 18 de março de 2008

Governo apoia projectos inovadores para a agricultura da Graciosa



Decorre na ilha Graciosa um projecto de transferência de embriões congelados em bovinos, uma iniciativa pioneira dos serviços da Secretaria Regional da Agricultura e Florestas, em colaboração com as associações de produtores, que visa garantir a excelência genética do gado de leite daquela ilha.

O secretário regional da Agricultura e Florestas, que integra a comitiva governamental que realiza uma visita estatutária de dois dias à ilha “Branca”, teve oportunidade de analisar com todas as partes envolvidas a evolução do processo.

Em declarasções aos jornalistas, Noé Rodrigues disse que está sendo criado “um núcleo de altíssima qualidade genética” e que o projecto “só é possível porque a Graciosa tem um dos melhores estatutos sanitários da Região e do mundo”, condição indispensável a uma iniciativa desta natureza.

Nesta primeira fase, de entre mais de uma centena de novilhas pré-seleccionadas e sujeitas a controlo do cio, foram transplantados embriões para 21 animais, sendo que 17 embriões são sexados, no caso para darem origem a crias fêmeas.

O processo vai dotar os produtores graciosenses de efectivos leiteiros de maior capacidade produtiva e maior qualidade sanitária, “numa altura em que a Graciosa regista um desenvolvimento acentuado na produção leiteira, com uma boa estrutura de explorações e com bons e jovens empresários no sector que, com esta ajuda, poderão atingir, de forma mais rápida, os melhores níveis da Região”, sublinhou o governante.

Ao longo destes dois dias, para além deste encontro com produtores de leite, Noé Rodrigues manteve também reuniões com as direcções da Adega e Cooperativa Agrícola e da Cooperativa de Lacticínios da ilha, para analisar projectos de investimento e outras matérias relacionadas com a produção e distribuição dos sectores em questão.

Entre outras decisões, ficou entendido que o Governo dos Açores vai apoiar a Adega e Cooperativa Agrícola na montagem de uma central horto-frutícola que vai receber calibrar e comercializar produtos dos seus associados, com principal destaque para o alho e a meloa.

No caso da Cooperativa de Lacticínios, esteve em destaque a análise do processo de aumento da quota leiteira.

Para além destas reuniões, Noé Rodrigues teve oportunidade de visitar diversas obras já realizadas ou em curso na ilha, nomeadamente no domínio da acessibilidade às explorações.


Fonte da notícia: GaCS

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário