segunda-feira, 17 de março de 2008

Carlos César diz que novo Centro de Saúde da Graciosa será um importante benefício para a ilha



No momento em que presidia ao acto público de apresentação do projecto do novo Centro de Saúde da Graciosa, Carlos César lembrou que o Serviço Regional de Saúde apresenta mais apoios e níveis de gratuitidade do que os congéneres serviços públicos de saúde da Madeira e do Continente e, possivelmente, também, do que os dos restantes países da União Europeia.

O presidente do Governo dos Açores voltava, assim, a frisar que “temos um bom serviço regional de saúde, prestando bons cuidados e servido por bons profissionais”, ao mesmo tempo que manifestava muita satisfação pelo cumprimento de mais um compromisso e considerava que a construção do Centro de Saúde e o seu posterior reequipamento constituirão um importante benefício para os graciosenses, tendo em conta o crescimento do número de actos médicos verificado na ilha.

“A descentralização dos serviços de saúde nos Açores insere-se não apenas na opção de aproximar a prestação dos cuidados de saúde aos utentes, mas, naturalmente, dadas as condicionantes de descontinuidade territorial, que geram constrangimentos à mobilidade e à acessibilidade, na necessidade de as compensar”, disse Carlos César, para quem “a concepção deste novo Centro de Saúde é a prova dessa perspectiva de funcionamento, a que se juntam as diligências planeadas para a vinda de médicos e técnicos de saúde à ilha e os apoios à prestação de cuidados na deslocação das pessoas aos hospitais referenciados.”

O presidente disse estar o Governo em condições de lançar proximamente o concurso de empreitada desta obra – que orça em quatro milhões de euros e com início de construção no segundo semestre deste ano – e revelou outros projectos que considerou essenciais no sector da saúde.

O projecto de informatização do Serviço Regional de Saúde, por exemplo, vai estar concluído este ano e vai proporcionar uma mudança e uma evolução significativas na qualidade dos serviços públicos de saúde, garantindo uma evolução simultânea dos níveis de eficiência operacional das diversas unidades que o compõem.

Por outro lado, será disponibilizado o módulo do recenseamento dos utentes, em todo o SRS, durante o próximo mês de Abril, estando já em testes finais o módulo de recursos humanos, ao qual se segue o módulo de recursos financeiros na Saudaçor.

Nesta nova geração informática do Serviço Regional de Saúde, o primeiro centro de saúde piloto será instalado já em Maio próximo, e, no contexto hospitalar, os primeiros módulos serão disponibilizados em Julho.

Garantindo que o Governo está continuamente empenhado em fazer sempre melhor, Carlos César apontou a Saúde como um bom exemplo. “Há, a cada ano que passa, mais atendimentos, mais consultas, mais cirurgias e mais exames complementares de diagnóstico, o que quer dizer que há mais açorianos com a consciência da necessidade e com acesso aos cuidados de saúde preventivos e curativos”, concluiu.


Fonte da notícia: GaCS

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário