sábado, 2 de fevereiro de 2013

Graciosa vai beneficiar do Projeto SuperDARN, defendeu Vitor Fraga, Secretário Regional do Turismo e Transportes


O Secretário Regional do Turismo e Transportes enalteceu hoje a “conjugação de esforços e a cooperação entre as várias entidades internacionais, regionais e locais”, que tornou possível a concretização do Projeto SuperDARN na ilha Graciosa.

Vítor Fraga, que falava na cerimónia de assinatura do contrato de arrendamento dos terrenos para instalação das infraestruturas deste projeto internacional, salientou que, de facto, “este é o caminho para o desenvolvimento”, uma vez que “só com o trabalho e empenho de todos poderá tornar-se possível o cabal desenvolvimento do nosso arquipélago”.

O Secretário Regional considerou que a implementação do Projeto SuperDARN na ilha Graciosa é mais “um bom exemplo de que, quando se trabalha em conjunto em prol de um objetivo comum, tudo se torna mais fácil e todos beneficiam”.

Neste caso, “beneficia a Fundação Nacional para a Ciência dos Estados Unidos e os seus parceiros associados, que terão na Graciosa um novo e privilegiado ponto de monitorização e de obtenção de dados para aprofundar o seu conhecimento”, e “beneficia também a Universidade dos Açores, que, sendo parceira deste projeto, terá acesso não só aos dados recolhidos como a futuras colaborações diretas com a sua congénere norte-americana”.

Para além disso, salientou Vítor Fraga, beneficia também a ilha Graciosa “e com ela a Região, uma vez que aqui serão investidos cerca de 250 mil euros, 150 mil dos quais representam investimento local, através da construção de infraestruturas próprias, aluguer dos terrenos e criação de infraestruturas públicas ao nível das telecomunicações e da energia”.

Este projeto irá ainda criar um fluxo de visitantes à Graciosa, com a inerente utilização das unidades hoteleiras, de restauração e outros serviços disponíveis, assumindo-se como mais um contributo direto para a dinamização da economia local.

Mas, para Vítor Fraga, uma das maiores, “se não mesmo a maior das mais-valias em termos locais, é a criação de postos de trabalho, uma das grandes prioridades do Governo dos Açores”.

“São iniciativas como esta que dinamizam a nossa economia e criam por isso condições para o nosso desenvolvimento económico sustentável, representando também este investimento uma forte mensagem de confiança aos empresários da ilha Graciosa e um sinal forte do empenho que o Governo dos Açores tem na criação de emprego e que convida todos os agentes dinamizadores a envolverem-se, a persistirem, a juntarem-se ao Governo dos Açores para alcançarmos em conjunto os objetivos desejados”, afirmou o governante.

Para Vítor Fraga, só assim “chegaremos todos ao mais amplo consenso sobre as políticas económicas mais adequadas para a criação de emprego e riqueza, dando continuidade ao desenvolvimento trilhado durante os últimos anos e do qual a Graciosa fez parte integrante, como aqui está bem patente”.

O projeto Super Dual Auroral Radar Network (SuperDARN) resulta de uma colaboração financiada pela Fundação Nacional para a Ciência dos Estados Unidos da América, envolvendo quatro instituições com sede nos EUA: o Instituto Politécnico e Universidade Estadual da Virgínia, a Universidade de Dartmouth, a Universidade do Alaska, Fairbanks, e o Laboratório de Física Aplicada da Universidade Johns Hopkins.

Este projeto, que conta com a colaboração do Governo dos Açores e da Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa, consiste na construção de uma cadeia de radares de alta frequência, a latitudes médias, para a medição do plasma na alta atmosfera.


Anexos:
2013.02.02-SRTT-SuperDARN(1).mp3 
2013.02.02-SRTT-SuperDARN(2).mp3


GaCS
Publicado por: Jorge M. Gonçalves

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário