sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

Transferência de embriões em bovinos na ilha Graciosa realizada com sucesso


Graciosa, Azores, Açores, ilhas, natureza
Técnicos da Secretaria Regional da Agricultura e Florestas procederam nos dias 25 e 26 de Fevereiro às primeiras transferências de embriões em novilhas de explorações leiteiras da ilha Graciosa, de acordo com um programa experimental previamente definido.

Estas transferências ocorreram após um processo de execução de acções específicas de profilaxia médica e sanitária e avaliação ginecológica das novilhas leiteiras potenciais receptoras de embriões iniciado, há dois meses, nas explorações aderentes.

Os animais envolvidos foram previamente seleccionados e submetidos a um programa de sincronização de cios que contou com a colaboração dos produtores no registo dos mesmos.

A primeira transferência de embriões ocorreu num universo de 21 novilhas, devidamente preparadas, realçando-se a tecnologia de ponta utilizada através do uso de embriões congelados e sexados, sendo que o diagnóstico de gestação das novilhas será realizado no inicio do mês de Abril.

As entidades envolvidas neste programa, a que aderiram os produtores de leite da Graciosa, são a Secretaria Regional da Agricultura e Florestas e a Faculdade de Medicina Veterinária de Lisboa.

A Secretaria Regional da Agricultura e Florestas tem competências orgânicas na área do Melhoramento Genético, nomeadamente na definição de programas de melhoramento e na coordenação da aplicação de técnicas reprodutivas mais adequadas ao desenvolvimento dos efectivos pecuários.

Beneficiando do elevado estatuto sanitário que os Açores possuem, e sendo a Graciosa uma das ilhas que se encontram abrangidas pelo estatuto de “ilha oficialmente indemne de brucelose”, apresentando também todo o seu efectivo bovino oficialmente indemne à tuberculose e leucose é importante manter esse estatuto sanitário, fortalecendo e privilegiando o melhoramento genético destes efectivos bovinos através da técnica de transferência embrionária;

Nestequadro, o Governo dos Açores definiu um Programa Experimental de Transferência Embrionária destinado a produtores de bovinos de leite da ilha Graciosa, potenciando o estatuto sanitário que a ilha possui, fomentando a aplicação de tecnologias modernas em reprodução, como sejam a Transferência de Embriões em Bovinos, favorecendo a obtenção de futuras fêmeas de elite, adaptadas às condições ambientais e, que, contribuam para o melhoramento genético dos efectivos.

As primeiras 21 novilhas envolvidas referem-se a nove explorações leiteiras da Graciosa num universo de 38 explorações produtoras de leite com quota leiteira atribuída nesta ilha.

Além destas acções e actividades foram efectuadas, desde Novembro, quatro acções técnicas de formação e de preparação dos produtores para um melhor conhecimento e maior domínio da técnica, de forma a optimizar os resultados e, simultaneamente, formar profissionalmente os produtores de leite da ilha Graciosa, nomeadamente nas áreas de maneio reprodutivo da vaca leiteira, maneio alimentar das novilhas para 1ª gestação, técnicas de observação relativas aos primeiros sinais de parto e cuidados pós-parto, práticas a ter com a cria recém-nascida, recria adequada da vitela resultante de transferência de embriões com vista a futuros programas de superovulação e recolha embrionária.


Fonte da notícia: GaCS

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário