sábado, 8 de junho de 2013

O Secretário Regional da Saúde afirmou, em Santa Cruz da Graciosa, que a proposta de reestruturação do setor, que está em debate, “só avançará quando estiver garantida a resposta dos novos serviços”

O Secretário Regional da Saúde afirmou, em Santa Cruz da Graciosa, que a proposta de reestruturação do setor, que está em debate, “só avançará quando estiver garantida a resposta dos novos serviços”.

“Nós não faremos qualquer alteração sem que existam os respetivos serviços de resposta complementar e após verificar que essa alternativa funciona", disse Luís Cabral, numa sessão de esclarecimento sobre a Proposta de Reestruturação do Serviço Regional de Saúde (SRS), realizada sexta-feira na Graciosa, por iniciativa do Conselho de Ilha.

Nesse sentido, apontou o caso do 'call center' da Saúde, que permitirá o correto encaminhamento dos utentes e garantirá uma alternativa aos serviços de atendimento dos centros de saúde, frisando que é necessário ouvir as pessoas e saber “se é essa a sua expetativa”.

O Secretário Regional reafirmou que o documento em discussão pública “não foi feito a pensar na sustentabilidade financeira”, exatamente para não condicionar objetivos, frisando que se pretende “uma sustentabilidade funcional”.

Luís Cabral salientou que a questão da dívida é um aspeto que preocupa o Governo, na qual trabalha “diariamente”, acrescentando existir uma expetativa de “boas notícias” nas próximas semanas sobre esta matéria.

Relativamente à Unidade de Saúde da Graciosa, Luís Cabral salientou que não se colocam problemas especiais, referindo que, por ser a única na ilha, é classificada como unidade de saúde avançada, com serviço de atendimento permanente.

Os constrangimentos de pessoal médico que existem estão em vias de resolução, já que existem 3 médicos, dois dos quais em contrato de prestação de serviço, mas vai ser aberto concurso para mais um médico.

“Espera-se que apareçam candidatos para que se possa dar maior estabilidade à resposta dos serviços de saúde a quem vive na Graciosa”, afirmou, que frisou também o facto de estar "ultrapassada" a preocupação que existia relacionada com a deslocação de especialistas.


Anexos:
2013.06.07-SRS-ReestruturaçãoSRS.mp3


GaCS

Publicado por: Jorge M. Gonçalves

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário