quinta-feira, 14 de março de 2013

O mundo dá as Boas-Vindas ao Papa Francisco I


Papa Francisco vai renovar a Igreja Católica, nada ficará como está.


Esta era uma mudança desejada mas que muitos não acreditavam que fosse possível, o novo Papa, eleito ontem, tornou-se no 1º Papa da América Latina, o 1º oriundo de fora da Europa desde Gregório III, no século VIII e ainda o 1º Papa jesuíta. Escolheu ainda o nome Francisco, nome que representa a simplicidade. Para o padre João Vila-Chã, da Diocese de Braga, desde 2008 professor de Filosofia na Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma, o Papa Francisco vai trazer uma grande onda de renovação à Igreja Católica.

"Simples, um homem do povo que gosta de estar no meio do povo, sobretudo entre os pobres por quem tem um carinho e uma dedicação particular, um homem que sabe ler os sinais dos desfavorecidos", (...) "característica dos jesuítas que são formados para servir a igreja, o mundo e as pessoas, para estarem onde está o povo", salienta o padre João Vila-Chã.

Na imagem em anexo, observa-se justamente Jorge Mario Bergoglio, arcebispo de Buenos Aires, em 2008, a lavar os pés a pobres e toxicodependentes nas celebrações de quinta feira santa.

Para o padre João Vila-Chã, o cardeal Bergoglio tornou-se o Papa Francisco e vai querer trazer "ao coração da cristandade, à igreja universal, o espírito de renovação, criatividade e empenho."

O então arcebispo, em entrevista ao jornal La Stampa, afirmou que "o mal da igreja é o carreirismo e a vaidade", "palavras fortes e que correspondem à realidade" confirma o padre João Vila-Chã, que acredita que a curia vá sofrer grandes alterações, "as coisas não vão ficar na mesma", e adianta, o Papa Francisco, apesar dos 76 anos de idade, "promete ser um líder exigente que dará ar novo e fresco à Igreja Católica".


Fonte: RTP
Publicado por: Jorge M. Gonçalves

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário