quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Dia Nacional do Mar assinalado na Graciosa e restantes ilhas dos Açores


O Dia Nacional do Mar, que se comemora sexta-feira, dia 16, é este ano assinalado em todas as ilhas da Região, com atividades dinamizadas pelos Parques Naturais de Ilha ou entidades parceiras.

O mote comum às celebrações é a referência às áreas marinhas protegidas, especialmente tendo em atenção que os Parques gerem 44 áreas e que este item foi identificado num recente estudo como uma tipologia que ainda não merece o reconhecimento da comunidade açoriana. Será também dada ênfase ao balanço da “Campanha SOS Cagarro 2012”, que termina precisamente amanhã, dia anterior às comemorações.

Assim, no Corvo, realiza-se uma ação de sensibilização relativa à segurança no mar, numa parceria entre o Parque Natural do Corvo e a Capitania do Porto de Santa Cruz das Flores e feito um balanço da campanha SOS Cagarro 2012, no Centro de Interpretação Ambiental e Cultural do Corvo, às 21h00.

As turmas do 7º ano da Escola Básica e Secundária das Flores irão assinalar esta data com uma Visita de Estudo ao Centro de Interpretação Ambiental do Boqueirão nos dias hoje e amanhã. Nesta ilha será também realizada, pelas 14h30 do dia 16, uma limpeza costeira no Calhau da Dura, junto do Porto Comercial das Lajes das Flores. Toda a população está convidada a participar nesta ação.

Para assinalar o Dia Nacional do Mar, e inserido do Programa Parque Aberto 2012, o Parque Natural do Faial organiza, no dia 17, pelas 14h00, o circuito interpretativo “Caminho dos Baleeiros”. No mesmo dia, pelas 10 horas, com organização do Observatório do Mar dos Açores, será realizada uma limpeza subaquática no Porto da Horta.

Na Graciosa, também no âmbito do programa Parque Aberto, será inaugurada, pelas 14 horas do dia 16, a exposição "Ilhéu da Praia — a Terra dos Painhos de Monteiro". Durante a inauguração será feito um balanço da “Campanha SOS Cagarro 2012”. Esta exposição poderá ser visitada até ao dia 31 de dezembro no Centro de Visitantes da Furna do Enxofre, entre as 14h00 às 17h30.

Em São Jorge, são promovidas duas sessões de esclarecimento, uma amanhã, dia 15, na Escola Profissional de São Jorge e outra no dia seguinte, na Escola Secundária da Calheta. Estas sessões terão a colaboração da Delegação Marítima das Velas.

No Centro de Artes e Ciências do Mar, nas Lajes do Pico, será realizada uma atividade dirigida às crianças do 1º ciclo do concelho, entre as 09h00 e as 16h00 do dia 16. Esta iniciativa é organizada pelo Parque Natural do Pico e pela a CulturPico, e serão abordados os temas áreas protegidas marinhas e biodiversidade do Pico.

O Dia Nacional do Mar será também comemorado na ilha Terceira com a realização do Trilho Pedestre Costeiro Raminho-Fajã da Serreta. Durante este percurso, que se iniciará às 10 horas, serão abordadas temáticas relacionadas com o mar, como a poluição, as aves marinhas do arquipélago, especialmente focando a campanha SOS Cagarro. Esta atividade é dedicada às escolas.

Em São Miguel, o Dia Nacional do Mar será comemorado com um passeio pedestre no “Trilho interpretativo da Vigia de São Pedro”, percurso pedestre que percorre a orla costeira desde São Vicente até Calhetas. Durante este passeio, a iniciar às 10 horas, serão abordadas temáticas relacionadas com o mar, como a conservação da natureza, poluição e será feito o balanço da “Campanha SOS Cagarro 2012”.

Nesta atividade poderão participar as turmas do 3º Ciclo e Secundário, Escolas Profissionais e outras instituições. O ponto de encontro é nas piscinas naturais dos Poços de São Vicente e terá uma duração aproximada de três horas.

Na ilha de Santa Maria será exibida uma exposição fotográfica intitulada “Santa Maria Subaquática”, nno Clube Asas do Atlântico, composta por 15 fotografias da autoria de fotógrafos locais. A cerimónia de inauguração decorrerá às 21 horas e inclui um balanço da “Campanha SOS Cagarro 2012”.

O Dia Nacional do Mar evoca a “Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar”, que entrou em vigor a 16 de Novembro de 1994. Portugal ratificou o documento em 1997.

Esta Convenção é particularmente importante já que é a partir dela que são estabelecidos, entre outros, os limites marítimos inerentes à Zona Económica Exclusiva e à Plataforma Continental.



GaCS

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário