quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Graciosa vai exportar para Moçambique


Um grupo de empresários das ilhas Terceira, Graciosa e S. Jorge deslocou-se numa missão empresarial a Moçambique. A acção foi promovida pela Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo.

A missão a Moçambique de 15 empresários das ilhas Terceira, Graciosa e S. Jorge deu origem ao estabelecimento de negócios na área do turismo, promovidos com a Associação de Agentes de Viagens local. Este foi o resultado da acção levada a cabo pela Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo (CCAH) àquele país.


O presidente daquele organismo diz ter-se deparado com uma loja gourmet com queijo açoriano “que saiu da Região a quatro euros e estava a ser vendido a 33 euros o quilograma”, revelando que os moçambicanos têm uma enorme vontade para adquirir produtos distintos.


Os empresários açorianos que se deslocaram àquele país abrangiam várias áreas, tais como, equipamentos, electrodomésticos, arquitectura, turismo, agro-alimentar, mobiliário, construção civil e energias renováveis, tendo feito vários acordos para a exportação de alguns produtos regionais. Desta forma, as conservas açorianas irão ser levadas por via marítima, enquanto que o queijo de S. Jorge será por via aérea, uma vez que as companhias aéreas de Moçambique estão disponíveis para oferecer condições especiais, disse Sandro Paim. O presidente da CCAH frisou que esta é uma oportunidade de negócio entre os agentes de viagem como, também, uma abertura de mercado para os excedentes dos Açores, continuando, no primeiro semestre do próximo ano, o trabalho até aqui realizado.


Entretanto, a Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo celebrou um memorando de entendimento com a AVITUM (Associação de Agentes de Viagens e Operadores Turísticos de Moçambique), para garantir aos associados da CCAH do sector do turismo um acesso privilegiado ao mercado moçambicano. O memorando foi acordado no final do segundo dos três dias da Missão Empresarial da CCAH a Maputo.


No encontro com a AVITUM, foi demonstrado um grande interesse em colaborar em tudo o que seja necessário para estabelecer novas parcerias ente Portugal e Moçambique e foi abordada a dificuldade em encontrar recursos humanos qualificados no mercado moçambicano. Neste âmbito, foi formalizado um memorando de entendimento de forma a potenciar uma parceria de formação e-learning, ministrada pela CCAH, bem como a promoção de oportunidades de trabalho na área do turismo em Moçambique, por via do projecto Bolsa de Emprego da CCAH, que será lançado brevemente.


De referir que no âmbito da missão, o primeiro dia foi preenchido com um seminário de apresentação do mercado, em que os empresários puderam contactar directamente com a realidade moçambicana. O final do dia foi preenchido com visitas a lojas gourmet, nas quais foi possível encontrar alguns produtos açorianos, demonstrando a abertura e potencialidade de comercialização dos artigos regionais. A manhã do segundo dia foi dedicada a reuniões individuais entre empresários açorianos e locais, cujo feedback foi muito positivo, havendo já intenções de negócios.

Conhecer as oportunidades de negócio

A missão empresarial a Moçambique foi organizada pela Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo, tendo contado com a representação de 15 empresas, e integrou uma iniciativa da Associação Karingana àquele país, contando com o apoio do AICEP. O objectivo fundamental foi desenvolver e afirmar as ligações económicas entre os Açores e Moçambique, proporcionando às empresas açorianas um conhecimento no terreno das oportunidades de negócio naquele país.


PEDRO BOTELHO pedrobotelho9@gmail.com


Fonte: Expresso das Nove

Publicado por: Jorge Gonçalves

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário