quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Governo dos Açores adjudica empreitadas de abastecimento de água à agricultura na Ilha Graciosa

A Secretaria Regional dos Recursos Naturais, através do IROA, SA, adjudicou três empreitadas previstas na Carta Regional de Obras Públicas para a execução de infraestruturas de abastecimento de água à agricultura nas ilhas do Faial, Graciosa e Flores que vão beneficiar mais de 300 explorações.

A construção da rede da Lomba do Cruz Bravo ao Largo Jaime Melo, na ilha do Faial, representa um investimento de 98.412 euros e contempla a execução de uma rede de distribuição de água numa extensão de 2.176 m, 32 ramais individuais e um ponto de distribuição que vai abastecer 16 explorações agrícolas e uma área aproximada de 600 hectares de pastagem permanente localizada na freguesia dos Flamengos.

Na Graciosa, a empreitada de construção do posto de distribuição de água à pecuária na Canada da Rosa e implementação do sistema de controlo nos postos de distribuição do Perímetro de Ordenamento Agrário (POA) de Santa Cruz/Guadalupe vai permitir a melhoria do fornecimento de água aos agricultores e facilitar uma gestão mais eficaz dos recursos hídricos existentes nesta ilha.

Trata-se de uma obra que representa um investimento de cerca de 33 mil euros e que vai beneficiar 258 explorações agrícolas e 942 ha de pastagem permanente.

Quanto à empreitada adjudicada na ilha das Flores, representa um investimento de cerca de 84 mil euros e vai beneficiar cerca de 30 explorações agrícolas e uma área aproximada de 180 hectares de pastagem permanente.

O reforço do abastecimento de água à lavoura na zona dos Cedros prevê a instalação de uma rede de distribuição, numa extensão de 2.228, a construção de dois reservatórios, dois pontos de distribuição e 20 ramais individuais.

O reforço do investimento ao nível dos caminhos agrícolas, abastecimento de água à lavoura e energia elétrica às explorações agropecuárias é uma das prioridades estabelecidas pelo Governo dos Açores com o objetivo de contribuir para a redução dos custos de produção e melhoria das condições de trabalho e rendimentos no setor.



GaCS

Publicado por: Jorge M. Gonçalves

1 comentário:

  1. Só mesmo na Ilha Graciosa, neste fim de mundo.....pelos vistos agora a política local também já quer mandar nas nossas casas

    ResponderEliminar

Obrigado pelo vosso comentário