quarta-feira, 4 de julho de 2012

Cláudia Cardoso garante que Governo está atento à educação na Graciosa

Cláudia Cardoso, Secretária Regional da Educação e Formação

A Secretária Regional da Educação e Formação afirmou hoje, na Assembleia Legislativa, que as respostas às necessidades do ensino profissional na Graciosa “terão de estar associadas” à escola básica e secundária desta ilha.


Em resposta a uma intervenção do deputado João Bruto da Costa, do PSD, Cláudia Cardoso acrescentou que “é isto que tem acontecido ininterruptamente”, naquela ilha “com a singular excepção do ano passado”.

Conforme explicou a governante, a Escola Básica e Secundária da Graciosa tinha sido autorizada pela Secretaria da Educação e Formação a arrancar, no último ano lectivo, com o curso de Técnico de Acção Social, mas tal foi inviabilizado pelo facto do Governo da República ter extinguido os cursos tecnológicos.

Uma decisão que a secretária lamentou por entender que “os cursos tecnológicos eram vias qualificadoras e importantes” de oferta da escola. Perante o sucedido, Cláudia Cardoso informou que foi sugerido àquela escola a abertura de um curso equiparado, nomeadamente de Animador Sócio-cultural ou de Técnico de Apoio à Infância.

Para Cláudia Cardoso, o Governo Regional “não fecha as portas” às aspirações dos graciosenses em matéria de ensino profissional mas entende que não há condições para abrir cursos associados à Academia Musical da Graciosa ou a outra instituição, tal como aconteceu no passado.

De resto, acrescentou a governante, ao abrigo das actuais regras do Fundo Social Europeu, que exigem um mínimo de 18 alunos por curso, seria hoje impossível abrir na ilha, tal como sucedeu no passado, cursos como o de Música e de Instrumentos.



Fonte: jornalacores9.net

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário