quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Combustíveis mais baratos a partir de sábado




O Governo dos Açores decidiu baixar, de novo, a partir de sábado, os preços das gasolinas, do gasóleo agrícola e de pescas, do gás doméstico e do fuel para a indústria.

As novas reduções são de três cêntimos por litro para as gasolinas, de dois e um por quilograma no fuel e no gás doméstico, respectivamente, e de um cêntimo por litro no gasóleo agrícola e de pescas.

Os novos preços a praticar nos Açores, que resultam de acertos face à descida da cotação do petróleo nos mercados internacionais, passam a ser de 51 e 39 cêntimos para os gasóleos agrícola e pescas, respectivamente, de 1,24 e 1,28 euros para as gasolinas de 95 e 98 octanas, e de 1,03 euros por quilograma de gás doméstico, no revendedor.

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

II Música Açores de 30 de Outubro a 30 de Novembro em seis ilhas


As ilhas Santa Maria, S. Miguel, Terceira, Graciosa, Faial e Pico recebem, a partir de dia 30, o festival de música contemporânea “II Música Açores”, cujos concertos se prolongam por um mês.

Patrocinado pela Direcção Regional da Cultura da Presidência do Governo, a iniciativa tem produção da Juventude Musical Portuguesa e o seu programa contempla concertos na Ribeira Grande, Praia da Vitória, Horta, Ponta Delgada, Vila Franca do Campo, Santa Cruz da Graciosa, Lajes do Pico, Lagoa e Vila do Porto.

Remix Ensemble, Trio Max Bruch, Oficina Musical, Trio Cage e Rafael Aguirre são as bandas e artistas que integram o II Musica Açores.

O festival arranca a 10 de Outubro com concertos em Santa Cruz da Graciosa (Trio Max Bruch) e Vila do Porto (Rafael Aguirre) e encerra a 30 de Novembro na Ribeira Grande (Remix Ensemble).


GaCS

A grande vitória do Presidente Carlos César

Para ver a animação clique neste cartoon e aguarde uns segundos


O líder do PS/Açores destacou a grande vitória obtida pelo seu partido nas eleições regionais açorianas. Carlos César lembrou que os socialistas venceram pela primeira vez em todas as ilhas, atribuindo parte do triunfo à participação de José Sócrates na campanha.

O líder do PS/Açores congratulou-se, este domingo, pela «grande vitória» alcançada pelo seu partido nas regionais deste domingo e pelo facto de os socialistas açorianos terem ganho pela primeira vez em todas as ilhas.

No Teatro Micaelense, Carlos César destacou que «vencer com a maioria absoluta, vencer com cerca de 20 pontos de vantagem para o segundo partido mais votado é, em qualquer região e país, uma grande vitória».

No seu discurso de vitória, César destacou o facto de o seu partido ter vencido pela primeira vez na ilha de São Jorge, tradicionalmente social-democrata, e atribuiu «parte da vitória» do PS/Açores à participação por duas vezes de José Sócrates na campanha.

«O PSD perdeu no Pico – lá se foi uma estrela – e perdeu no concelho de Ponta Delgada com o PS por mais ou menos 20 por cento», acrescentou Carlos César, que disse já prever uma vitória folgada do seu partido nestas eleições.

A abstenção foi também outro tema deste discurso, com Carlos César a considerar que o recorde 53,2 por cento neste particular não se justificam apenas pela desactualização dos cadernos eleitorais.

«A abstenção foi elevada e houve uma quebra significativa de mobilização e de motivação nestas eleições em virtude da presunção de vitória que havia à volta do PS», disse.

Carlos César aproveitou ainda para dizer que este será o seu último mandato como presidente do Governo Regional dos Açores e que o pretende cumprir até ao fim.


Fonte da notícia: TSF Sapo

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Domingo é dia das eleições legislativas regionais


Com o dia da votação a chegar no domingo, a sondagem conhecida na noite de quinta-feira dá a maioria absoluta ao socialista Carlos César com quase 56 por cento dos votos.
Segundo a Eurosondagem, para a SIC, Costa Neves, do PSD, recolhe apenas 32 por cento das intenções de voto, seguido do CDS com 5%, 2,7% para o BE e quase dois por cento para a CDU.

Para ver a animação clique nesta imagem e aguarde uns segundos.
A campanha para as eleições regionais entra assim na recta final com o PSD a fazer um comício de encerramento em Ponta Delgada para pedir a «mudança sem risco e necessária», que traga «mais e melhor oportunidades». Porque «há vida para além de César nos Açores», Costa Neves acusou o Governo regional socialista de ter «falhado» nos últimos 12 anos de governação.

«Estamos no caminho errado. Aos problemas da economia este governo deita cimento para cima. Aos problemas sociais este governo atira o Rendimento Social de Inserção (RSI) para cima. No cimento 85 por cento do dinheiro gasto torna a sair dos Açores. Em relação ao RSI, mal gerido, está a perpetuar a pobreza nos Açores», referiu Costa Neves, para concluir que «o governo socialista e Carlos César estão esgotados».

Media nacionais perverteram campanha

Com os partidos a gastarem os «últimos cartuchos», o PCP apontou às televisões, acusando os media nacionais de perverteram a campanha. Atrás do Bloco de Esquerda na sondagem divulgada pela SIC, o coordenador regional do PCP culpa a comunicação social de «introduzir factores de perversão», o que seria espectável da parte das «televisões privadas», o mesmo «já não se esperava da televisão pública».

Líderes nacionais não visitam todas as ilhas

Já as críticas do CDS-PP foram para «os líderes nacionais dos partidos portugueses que nas eleições nos Açores nunca visitam as nove ilhas», ficando-se apenas pelos maiores centros. «Sou o único líder nacional que em campanha visita todas as ilhas do arquipélago apesar das dificuldades meteorológicas, do mar encapelado e até do cancelamento súbito dos voos», frisou Paulo Portas.

O líder democrata-cristão apelou aos militantes do partido para «aproveitarem o último dia de campanha para ir de porta em porta incitar as pessoas a votar» e explicar que a segurança e utilidade do voto está no CDS/PP. «Porque o nosso partido é a cara nova nestas eleições, representa o voto viável com que podemos e devemos travar as maiorias absolutas».

César pede apoio expressivo para apoiar mais açorianos

O líder do PS/Açores, Carlos César, pediu um apoio expressivo aos eleitores nas legislativas regionais de domingo, alegando que, desta forma, poderá apoiar um maior número de açorianos. «Quanto maior for o apoio que tiver, maior será o apoio que posso dar a todos os açorianos», afirmou Carlos César, perante alguns milhares de pessoas que compuseram o pavilhão multiusos de Vila Franca do Campo, na Ilha de São Miguel.


Fonte da notícia: IOL Diário

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Exposição de Natália Correia no Museu da Graciosa



O Museu da Graciosa recebe, a partir de quarta-feira, a exposição “O Itinerário é Interior” dedicada à poetisa, artista plástica e política açoriana Natália Correia.

Mostrar ao público as diferentes facetas da escritora é o objectivo da exposição que vai estar patente neste organismo da Presidência do Governo dos Açores até dia 31 de Outubro.

A agenda cultural do Museu da Graciosa mantém, ao longo do corrente mês, a exposição “Madrugada das Cagarras”, uma instalação de som e imagem, montada no pólo marítimo desta instituição, na Praia, da autoria de Paulo Henrique Silva e de António Félix Flores Rodrigues que retrata o ambiente dos cagarros nos Açores.

O pólo marítimo do museu está aberto, de terça a sexta-feira, entre as 14:30 e as 17 horas, decorrendo sobre esta temática, promovido pelo serviço educativo do Museu da Graciosa, uma sessão de esclarecimento com a directora da Ecoteca da Graciosa.

Paralelamente, o Museu disponibiliza um atelier de informática ao longo de todo o mês na Associação Cultural da Graciosa.


Fonte: GaCS

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Descoberta na Graciosa uma nova espécie de ave



O Departamento de Oceanografia e Pescas da Universidade dos Açores e a Royal Society for the Protection of Birds descobriram na Graciosa uma nova espécie de ave.

Trata-se do painho-das-tempestades-de-Monteiro, assim nomeado em homenagem ao investigador Luís Monteiro, falecido no acidente com um avião da SATA, em Dezembro de 1999, na ilha de S. Jorge.

Apenas existente nos ilhéus da Graciosa, esta espécie endémica apresenta ligeiras diferenças em relação à espécie painho-das-tempestades, mas suficientes, no entanto, para não se conseguirem reproduzir entre si.

Tamanhos e vocalizações são algumas das características que incompatibilizam as duas populações agora tornadas espécies, graças à certificação efectuada por análise genética.

Os trabalhos que permitiram identificar a nova espécie começaram na década de 90 e foram inicialmente conduzidos por Luís Monteiro.

Com apoio do Governo dos Açores, através das secretarias regionais do Ambiente e do Mar e da Educação e Ciência, foram entretanto desenvolvidos os trabalhos que o investigador Mark Bolton e colegas publicaram agora na revista científica “Ibis”.


GaCS

Governo quer manter Açores como Região produtiva e laboriosa




O secretário regional da Agricultura e Florestas reuniu-se segunda-feira, na Graciosa, com a Direcção da Federação Agrícola dos Açores para um balanço às iniciativas desenvolvidas pelo Executivo em conjunto com as organizações de produtores e aos seus impactos no rendimento.

No final do encontro, Noé Rodrigues destacou a vontade do Governo em manter os Açores como uma Região produtiva e laboriosa, alertando, por isso para a necessidade “de se continuar a confrontar os agentes da agricultura açoriana com novas e mais práticas de referência, reivindicando maior valorização das produções regionais”.

O governante reafirmou a disponibilidade do Executivo para continuar a partilhar com as organizações de produtores as ideias, informações e recursos, de forma a serem bem aplicados e que continuem a ter repercussão nos rendimentos dos agricultores.

Na deslocação àquela ilha do Grupo Central, Noé Rodrigues visitou ainda as instalações da Adega e Cooperativa da Graciosa, reunindo com os seus responsáveis.




Fonte da notícia: GaCS