terça-feira, 8 de outubro de 2013

Turismo subaquático cresce nos Açores

O turismo subaquático está a crescer em todas as ilhas dos Açores, registando-se subidas “consideráveis” resultantes da geração de um fluxo específico de estrangeiros, disse à Lusa José Toste, da Associação Regional de Turismo.



“De momento, ainda não há números oficiais que confirmem este registo, mas há o contacto com as empresas e centros de mergulho que nos revelam que, de ano para ano, tem vindo a crescer o setor, obviamente numas ilhas mais do que outras”, referiu José Toste, da Associação Regional de Turismo, uma das entidades organizadoras da Bienal de Turismo Subaquático.

A quarta edição do evento vai decorrer de 24 a 27 de outubro, na ilha Graciosa, contando com a presença de especialistas dos Açores, nacionais, de Espanha e agentes ligados ao setor.

Segundo José Toste, o objetivo é promover o encontro de vários agentes do setor para “debater as principais preocupações” e “estratégias de ação”, visando tornar o mergulho num produto com “interesse turístico” e dos principais dos Açores.

“A primeira bienal teve origem numa associação local, a Agraprome - Associação Gracioense de Promoção de Eventos, que teve como objetivo contribuir para a afirmação da ilha Graciosa como uma das principais ilhas para o mergulho nos Açores, dadas as condições que apresenta”, explicou.

José Toste referiu que em análise na próxima bienal estarão temas como o turismo e mergulho, empreendedorismo e qualidade associados ao mergulho, o mergulho como atividade sustentável e ambiente, saúde e segurança no mergulho, além de aspetos técnicos relacionados com esta atividade.

A primeira edição da Bienal de Turismo Subaquático dos Açores foi realizada de 19 a 23 de setembro de 2007 e foram então apresentadas as candidaturas das ilhas Graciosa e Corvo a reservas da biosfera da UNESCO, que foram depois aprovadas.


Fonte: Lusa / RTP

Publicado por: Jorge M. Gonçalves

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário