terça-feira, 15 de outubro de 2013

Campanha SOS Cagarro arranca hoje em todas as ilhas dos Açores

A Secretaria Regional dos Recursos Naturais assinala hoje o início da 22.ª Campanha SOS Cagarro em todas as ilhas dos Açores com uma ação de sensibilização, promovida em conjunto com a GNR e os Escuteiros do Agrupamento 171.º, na Avenida 25 de Abril, na cidade da Horta.

O Governo dos Açores coordena e dinamiza esta campanha, que é operacionalizada pelos Parques Naturais de Ilha, com o apoio da Azorina, e envolve as direções regionais dos Assuntos do Mar e do Ambiente.

A iniciativa pretende incentivar a participação ativa das entidades e organizações locais e da população de todas as ilhas dos Açores, que têm contribuído há vários anos de uma forma decisiva para que a Campanha SOS Cagarro seja um exemplo de sucesso de participação cívica no âmbito da conservação da natureza.

Com o objetivo de apelar também à participação esclarecida da comunidade estrangeira residente e dos turistas nas atividades da Campanha SOS Cagarro, a Secretaria Regional dos Recursos Naturais e os seus parceiros disponibilizam toda a informação sobre esta iniciativa em inglês, no endereço eletrónico http://www.azores.gov.pt/Gra/dram-soscagarro/menus/secundario/english/ e em material de divulgação, como folhetos e cartazes.

Com esta iniciativa pretende-se que a Campanha SOS Cagarro se assuma como uma atividade participativa de eco-turismo, promovendo a sua sustentabilidade e a promoção da Região, através de ações inclusivas de conservação ambiental.

Nesse sentido, os agentes turísticos são todos convidados a divulgar esta campanha junto do seu público-alvo, permitindo desta forma que os turistas possam participar ativamente na campanha, contribuindo para a proteção desta emblemática ave marinha da Região.

Os Açores acolhem todos os anos quase 200 mil casais de cagarros, que procuram as zonas costeiras das ilhas para se reproduzirem.

Este número corresponde a mais de 60% da população mundial da espécie e a cerca de 75% da população mundial da sub-espécie Calonectris diomedea borealis.

Os cagarros começam a reproduzir-se, em média, com oito ou nove anos de idade e fazem uma postura de apenas um ovo por ano, sem possibilidade de efetuar postura de substituição no caso de fracasso durante a incubação ou período de alimentação da cria.

Durante os meses de outubro e novembro, os juvenis começam a abandonar os ninhos e, no seu primeiro voo, podem ser atraídos pelas luzes fortes, ficando desorientados e correndo o risco de cair em locais expostos, tornando-os assim vulneráveis a diversos perigos, onde se destaca o atropelamento por veículos em circulação.

A Campanha SOS Cagarro, que decorre até 15 de novembro, pretende minimizar o impacto das atividades humanas nos juvenis de cagarros, permitindo que eles possam fazer a sua migração de milhares de quilómetros para as zonas de invernagem e, um dia, regressarem às suas ilhas de origem, quando adultos, para se reproduzirem.



GaCS

Publicado por: Jorge M. Gonçalves

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário