segunda-feira, 15 de outubro de 2012

PS venceu em oito das nove ilhas, na Graciosa ganhou o PSD


O PS foi o grande vencedor das eleições regionais de domingo nos Açores ao conquistar oito das nove ilhas, tendo apenas a ilha Graciosa votado em maioria no PSD.

O Partido Socialista elegeu 31 dos 57 deputados, o PSD 20, o CDS-PP três e o Bloco de Esquerda (BE), PCP e o PPM ¿ Partido Popular Monárquico um deputado cada um.

Na ilha de São Miguel o PS elegeu 12 dos 19 deputados do círculo, tendo os restante sete sido eleitos pelo PSD, enquanto na Terceira os socialistas conseguiram seis deputados contra três do PSD e um dos CDS-PP.

Na ilha do Pico, os quatro mandatos foram repartidos entre o PS e o PSD, com os socialistas a conseguirem uma ligeira vantagem com 3.332 dos votos, enquanto os sociais-democratas obtiveram 2.759.

O mesmo aconteceu no Faial, com os dois deputados do PS a serem eleitos com 3.052 votos e os dois do PSD com 2.629.

O PS conquistou dois deputados pela ilha de São Jorge, contra um do PSD e um do CDS-PP. Em Santa Maria o PS elegeu também dois deputados e o PSD um, cenário que se repetiu nas Flores.

No Corvo, o PS e o Partido Popular Monárquico (PPM) vão dividir os dois mandatos eleitos por aquela ilha.

A Graciosa foi a única a dar a vitória ao PSD, que elegeu dois deputados contra um do PS.

Pelo círculo da compensação, cada uma das cinco principais forças políticas elegeu um deputado.

A distribuição dos deputados é feita consoante a população de cada ilha, mas também garantindo um mínimo de representatividade em cada círculo.

Por isso, apesar de a sua população corresponder a 55% dos 246 mil habitantes no arquipélago, a ilha de São Miguel tem apenas um terço (19) dos deputados no parlamento regional.

Por outro lado, a ilha do Corvo, a menor do arquipélago e com o concelho mais pequeno do país, tem dois deputados eleitos, apesar de ter somente 430 habitantes, que representam 0,18% da população açoriano.

Os círculos de ilha elegem 52 deputados regionais e os votos que, através do método de Hondt, não são aproveitados para essa eleição entram no círculo regional da compensação, uma solução que favoreceu nas últimas eleições a CDU (um) e o BE (dois), que elegeram por aí os seus representantes.

O PS ganhou com a maioria absoluta dos deputados eleitos no parlamento regional.

O Partido Socialista obteve 52.793 votos, que correspondem a 48,98%, com 31 eleitos para o parlamento regional, que tem 57 lugares.



Resultados totais oficiais:

Inscritos: 225.112

Votantes: 107.783 votos (47,88%)

Abstenção: 117.329 votos (52,12%)

Brancos: 3.460 votos (3,21%)

Nulos: 1.388 votos (1,29%)

Votos:

PS: 52.793 votos (48,98%) - 31 mandatos

PSD: 35.550 votos (32,98%) ¿ 20 mandatos

CDS-PP: 6.106 votos (5,67%) ¿ 3 mandatos

PCP-PEV: 2.041 votos (1,89%) ¿ 1 mandato

BE: 2.437 votos (2,26%) ¿ 1 mandato

PPM: 86 votos (0,08%) ¿ 1 mandato

PDA: 530 votos (0,49%)

PCTP/MRPP: 347 votos (0,32%)

PTP: 470 votos (0,44%)

PPM/PND: 1.064 votos (0,99%)

MPT: 833 votos (0,77%)

PAN: 678 votos (0,63%)


Fonte: TVI.iol.pt
Publicado por: Jorge M. Gonçalves

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário