quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Ilha Graciosa vai ter Pólo Local de Prevenção e Combate à Violência Doméstica



A Directora Regional da Igualdade de Oportunidades, Natércia Gaspar, celebrou hoje um protocolo de cooperação com diversas entidades, para a criação do Pólo Local de Prevenção e Combate à Violência Doméstica da ilha Graciosa.

A iniciativa, que vai, ainda, abranger as ilhas do Pico, São Jorge e Flores, insere-se no âmbito do Plano Regional de Prevenção e Combate à Violência Doméstica, o qual prevê a criação de respostas organizadas em rede, ao nível de ilha ou de concelho, particularmente nas ilhas onde ainda não existem respostas especializadas para esta problemática.

Com a constituição destes pólos locais, Natércia Gaspar considera que “a Região está a fazer história” no âmbito das estratégias de prevenção e combate à violência doméstica.

“Na Região está a acontecer um movimento sem precedentes de co-responsabilização social e de tomada de consciência cívica relativamente à urgência de combater o fenómeno da violência doméstica, que para além de ser um crime, é um flagelo social, sobretudo para as vítimas, que são na sua maioria mulheres”, acrescentou.

Na ocasião, a Directora Regional apelou, ainda, à sociedade para a importância da denúncia de situações de violência, recordando que se trata de um crime público.

Aproveitando a cerimónia de assinatura do protocolo para a criação do Pólo Local na ilha Graciosa, Natércia Gaspar anunciou a implementação de Núcleos de Atendimento e Apoio a Vítimas de Violência Doméstica naquela ilha, aos quais será associada uma valência de acolhimento de emergência para vítimas, num esforço conjunto entre o Governo dos Açores e o Centro Social e Paroquial Nossa Senhora da Luz.

Recorde-se, ainda, que recentemente foi celebrado um protocolo com diversas entidades para a criação de um Pólo Local em Santa Maria.


GaCS/SM

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário