terça-feira, 2 de setembro de 2008

Propostas para obras nas piscinas do Carapacho com valores entre 298 e 372 mil euros



Os dois concorrentes admitidos ao concurso para as obras de protecção e valorização das piscinas naturais das Termas do Carapacho, na ilha Graciosa, propõem-se executar o empreendimento por valores que variam entre os 298 e 372 mil euros.

Lançada a concurso público pela Secretaria Regional do Ambiente e do Mar, a empreitada tem um prazo de execução oito meses e visa a requalificação das piscinas naturais e a protecção marítima do acesso marginal ao edifício das termas.

A um outro concurso recentemente aberto pelo Governo para a empreitada de recuperação e requalificação das Termas do Carapacho foram apresentadas seis propostas, com valores de investimento que oscilam entre os 1,39 e os 1,86 milhões de euros.

Esta intervenção pretende dotar o aproveitamento termal de novos equipamentos e serviços que consolidem a sua notoriedade, melhorando as respectivas valências, nomeadamente o duche escocês, hidromassagem individual, semicúpio duche lombar, enteroclise e massagem electroterapia.

Localizadas na freguesia da Luz, as Termas do Carapacho têm registado, nos últimos anos, algumas dificuldades devido a intempéries invernais que provocaram a degradação do respectivo imóvel.


Fonte da notícia: GaCS

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário