quinta-feira, 4 de setembro de 2008

“Madrugada das Cagarras” no Museu da Graciosa em Setembro



“Madrugada das Cagarras” é o título da exposição que o Museu da Graciosa recebe, entre 26 e 30 de Setembro, no pólo marítimo desta instituição da Presidência do Governo, localizado na Praia.

Da responsabilidade de Paulo Henrique Silva e de António Félix Flores Rodrigues, o trabalho retrata a ambiência na qual os cagarros nidificam, proporcionando, ao visitante, o conhecimento da vivência da espécie.

Trata-se de uma organização desenvolvida em conjunto com a Ecoteca da Graciosa.

Em termos de exposições, a agenda cultural de Setembro do Museu da Graciosa apresenta ainda as exposições de pintura de Gilberto Bernardo e a de fotografia de Reginaldo Silva, ambas patentes até final do mês, esta última na Casa do Povo de Guadalupe,

Nascido no Pico da Pedra, em São Miguel, Gilberto Bernardo, aluno dos escultores Canto da Maia, Soares Branco e Luísa Contantina, frequentou a Academia das Artes de Ponta Delgada, tendo já participado em diversas exposições colectivas nos Açores, Madeira, Continente, Estados Unidos e Canadá.

O fotógrafo Reginaldo Silva, natural da freguesia de Guadalupe, Graciosa, exerceu a profissão durante 29 anos, completando, com a presente exposição, a sua sétima apresentação pública. Além da paisagem, Reginaldo Silva opta pela temática da pessoa no colectivo, inserida em contextos sociais, culturais, religiosos, desportivos e recreativos.

Até dia 11, o Museu tem patente, igualmente, a exposição de registos do Senhor Santo Cristo, da autoria de Maria da Luz Ataíde.

Noutra vertente, o Museu da Graciosa e a Câmara Municipal de Santa Cruz promovem, dia 11, pelas 22:00 horas, um concerto Verão pela Sociedade Filarmónica União Praiense, na Praça Fontes Pereira de Melo

Além destes, a instituição desenvolve ao longo de todo o mês um atelier de informática.


GaCS

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário