quarta-feira, 18 de junho de 2008

Furna do Enxofre deve encerrar


A Protecção Civil dos Açores recomendou o encerramento da Furna do Enxofre, um dos principais pontos turísticos da ilha Graciosa, face aos níveis de dióxido de carbono «muito acima do admissível em termos de saúde pública», noticia a Lusa.

Para ver a animação clique neste cartoon e aguarde uns segundos.

O presidente do Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores adiantou esta quarta-feira à agência Lusa que o alerta foi dado pelo Centro de Vulcanologia da Universidade, que tem instalado no local um sistema de monitorização, com sensores para medir, continuamente, a concentração do CO2.
Segundo António Cunha, os níveis estão mais do dobro do valor permitido, o que levou a Protecção Civil a sugerir de imediato à Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa o encerramento da Furna, desaconselhando visitas ao local, até estarem estabilizados os valores.

António Cunha explicou que se trata, porém, de um fenómeno que acontece, sobretudo, durante os meses de Verão, quando a ventilação é menor devido ao calor. A Furna do Enxofre, um dos principais pontos turísticos da Graciosa, encontra-se localizada na base da caldeira do vulcão central da ilha, a cerca de 80 metros abaixo do nível do solo.

De acordo com o Centro de Vulcanologia da Universidade dos Açores, o dióxido de carbono (CO2) é um dos principais constituintes dos gases vulcânicos e, na Furna do Enxofre, é libertado através da fumarola ali existente. O centro explicou ainda que concentrações de CO2 superiores a 10 por cento podem produzir inconsciência em poucos minutos e, a partir de 25 por cento, podem ocorrer convulsões e morte.


Fonte da notícia: IOL Diário

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário