sexta-feira, 1 de julho de 2011

Governo faz balanço positivo de seis meses de comemorações do Ano Internacional das Florestas



O Secretário Regional da Agricultura e Florestas faz um balanço positivo dos primeiros seis meses das comemorações do Ano Internacional das Florestas durante os quais foram plantadas cerca de 83 mil plantas endémicas e algumas ornamentais em todas as ilhas da Região, contando com a colaboração de entidades públicas e privadas.

Noé Rodrigues mostrou-se satisfeito com a concretização dos objectivos que o Governo dos Açores se propôs para as comemorações deste evento, reconhecendo, no entanto, que ainda “existe um longo caminho a percorrer com a sensibilização da população em geral e de uma forma em particular dos jovens, porque sabemos que a juventude de hoje está desperta para as questões da defesa da natureza e do meio ambiente”, destacando ainda o trabalho feito por todos os docentes das escolas açorianas na colaboração com esta iniciativa.

Declarações do titular da pasta da Agricultura e Florestas nas Portas do Mar, onde foi ainda inaugurada a “Parada de árvores” que, após a distribuição de moldes de árvores para serem decorados por alunos de escolas da Região e por entidades interessadas, estão agora expostas em cada uma das ilhas, com o objectivo de serem leiloadas, e o respectivo valor entregue a instituições de solidariedade locais.

A votação e análise de todas as árvores, poderá ser efectuada no site da Direcção Regional dos Recursos Florestais (http://drrf.sraf.azores.gov.pt).

As várias iniciativas vão decorrer até ao final do ano e pretendem também fomentar o espírito de cidadania, nomeadamente na protecção dos recursos naturais, promover o envolvimento activo dos cidadãos em prol da valorização e defesa da floresta, em especial dos mais novos e promover o conhecimento científico e a inovação tecnológica no sector florestal.

O Governo dos Açores mantém o objectivo de plantar uma árvore por cada açoriano (cerca de 250 mil), preferencialmente das espécies endémicas dos Açores, produzidas com respeito pela biodiversidade, nos viveiros dos Serviços Florestais, existentes em praticamente todas as ilhas dos Açores.

A Secretaria Regional da Agricultura e Florestas pretende também lançar, em 2011, o concurso público para a elaboração do Plano Regional de Ordenamento Florestal da Região Autónoma dos Açores, documento este que definirá a longo prazo as metas e objectivos da estratégia e política florestal Regional.

A Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), declarou 2011 como o Ano Internacional das Florestas, dando assim continuidade a um dos objectivos já traçados anteriormente pelo Ano Internacional da Biodiversidade (2010).



GaCS/MS

Publicado por: Jorge Gonçalves

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário