quinta-feira, 30 de abril de 2009

1 de Maio, dia do trabalhador na ilha Graciosa


quarta-feira, 29 de abril de 2009

Açores estão preparados para a gripe suína



A “Linha Saúde Açores” entrou em funcionamento às 12 horas de hoje, com o número 808 24 60 24.

Segundo o Secretário Regional da Saúde este serviço destina-se, exclusivamente, a dar resposta a eventuais casos de gripe suína.

As pessoas que tenham viajado recentemente para zonas afectadas ou que tenham estado em contacto com pessoas que se deslocaram nos últimos 10 dias e que sintam os sintomas de gripe, devem contactar esta linha.

Miguel Correia sublinhou que “não há razões para alarme, mas é importante estar alerta”

Além de prestar ajuda e esclarecimentos, a linha “Saúde-Açores” permitirá identificar eventuais casos suspeitos, evitando que se dirijam aos hospitais e centros de saúde.

Foi de igual modo, activado o nível de alerta 4 do Plano de Continência dos Açores, seguindo as orientações nacionais e da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Estão, também, identificados, em todas as unidades de saúde da Região, os procedimentos a tomar perante um caso suspeito.

Há uma ambulância em cada ilha para o respectivo transporte, com pessoal devidamente protegido e cada unidade de saúde tem uma porta separada para entrada dos casos suspeitos, em articulação com o Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores.


GaCS

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Medicamentos genéricos gratuitos para pensionistas nos Açores



Os pensionistas que residem na Região Autónoma dos Açores vão ter acesso gratuito a medicamentos genéricos, tal como acontece a nível nacional, desde que beneficiem de pensão inferior à remuneração mínima garantida nacional (450 euros), assegurou hoje o secretário Regional da Saúde.

Os pensionistas mais carenciados dos Açores beneficiam desde 2008 de uma comparticipação indirecta na compra de medicamentos – o Compamid - que prevê um reembolso das despesas com medicamentos sujeitos a receita médica até 236 euros, independentemente de serem ou não genéricos, sublinhou Miguel Correia.

A medida anunciada pelo Ministério da Saúde é mais abrangente, uma vez que prevê que todos os medicamentos genéricos sejam gratuitos para os pensionistas mais carenciados.

Em declarações aos jornalistas, Miguel Correia disse que, nestas circunstâncias, o regulamento do Compamid deverá ser reformulado, o que deverá acontecer até ao final do próximo mês.

A aplicação desta medida representará um custo anual de 1,5 milhões de euros e abrangerá mais de 18 mil pensionistas.


Novo pacote de apoios para a habitação da Graciosa



A Secretaria Regional do Trabalho e Solidariedade Social atribuiu um novo pacote de apoios à habitação no valor de um milhão de euros e que beneficiará famílias das ilhas Graciosa, São Miguel, Faial, e Pico.

Concedidos ao abrigo dos programas de apoio à recuperação de habitação degradada e à construção e aquisição de moradias, os novos financiamentos destinam-se a proporcionar melhores condições de segurança e de habitabilidade a moradias de famílias de baixos rendimentos.

No âmbito do programa de apoio à recuperação de habitação degradada foram apoiados 19 agregados familiares, um investimento superior a 259 mil euros, sendo concedidos outros 968 mil euros através do programa de apoio à construção e aquisição de habitação.


sexta-feira, 17 de abril de 2009

Série “As Ilhas Desconhecidas” estreia esta sexta-feira na RTP 1


A série documental “As Ilhas Desconhecidas”, realizada para televisão pelo jornalista, argumentista e cineasta Vicente Jorge Silva, com o apoio do Governo dos Açores e da SATA, estreia esta sexta-feira, dia 17, na RTP 1, às 23:20 horas (22:20, hora dos Açores).

As Flores, Corvo e Graciosa são tema do primeiro episódio duma série de quatro, “inspirada livremente” na obra homónima de Raul Brandão, que teve antestreia nacional em Ponta Delgada, com a presença do presidente do Governo dos Açores, Carlos César.

Nesta série de cerca de 200 minutos, o realizador procura “entrecruzar o percurso de Raul Brandão em 1924 com a actualidade, evocando a passagem do tempo entre o ontem e o hoje, as mudanças sociais oitenta anos depois, mas também aquilo que permanece essencialmente imutável na natureza das ilhas”.

Editado pela primeira vez em 1926, o livro “As Ilhas Desconhecidas” resulta da viagem que Raul Brandão realizou aos Açores e à Madeira em 1924, no âmbito das “visitas dos intelectuais” portugueses, organizadas pelos autonomistas insulares.

O realizador e autor da adaptação participa nesta série como narrador, seguindo umas vezes os passos originais de Brandão e outras distanciando-se deles, “num jogo permanente de contrastes e fusão”, como define

Os textos de Brandão são lidos pelo actor João Perry, a música é de Bernardo Sassetti e a imagem de Xavier Arpino.

O segundo episódio é dedicado ao Faial e Pico, o terceiro a São Jorge, Terceira e São Miguel, e o quarto a Santa Maria, Porto Santo e Madeira.


segunda-feira, 13 de abril de 2009

Ecoteca da Graciosa vai celebrar Dia Mundial da Terra



A Ecoteca da Graciosa vai celebrar este ano o Dia Mundial da Terra com a erradicação da exótica Hedychium gardneranum (conteira, roca-da-velha) nalguns pontos da ilha com o objectivo de instalar um pomar biológico no espaço que circunda a ecoteca.

A iniciativa, à qual foi dada a designação “Feliz Dia da Terra! Das Palavras às Acções”, decorrerá de 22 a 24 de Abril e conta com a participação da Associação Cultural Desportiva e Recreativa da Graciosa, dos Serviços Florestais da Graciosa, da EB1 da Luz e do Ecoclube das Pedras Brancas.

Pretende-se com esta actividade reduzir o lixo depositado em aterro, prevenir o avanço de infestantes em zonas naturais protegidas e sensibilizar a população em geral para a prática de uma agricultura ecológica, sustentável, sem nenhum tipo de pesticida, capaz de por si só satisfazer as exigências dos consumidores mais atentos e sensíveis.




GaCS

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Dia Mundial do Livro vai ser comemorado na Ilha Graciosa



A Biblioteca Municipal de Santa Cruz da Graciosa vai comemorar no dia 16 de Abril, pelas 21:30h, com uma palestra sobre esta temática, para a qual convida-se toda a população desta Ilha, com o escritor Álamo de Oliveira.


A 23 de Abril comemora-se o Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor, deliberado pela UNESCO, desde 1996. Tradição oriunda da Catalunha, segundo a qual neste dia os cavaleiros ofereciam às suas damas uma rosa vermelha de S. Jorge e recebiam em troca um livro.
Também neste dia se celebra o aniversário da morte de dois grandes nomes da literatura: SHAKESPEARE E CERVANTES.

sábado, 4 de abril de 2009

Governo Regional promove Temporada MusicAtlântico até Dezembro em todas as ilhas



A Temporada MusicAtlântico, promovida pela Presidência do Governo Regional dos Açores, através da Direcção Regional da Cultura, está a decorrer entre Março e Dezembro deste ano, em todas as ilhas, com uma programa cultural alargada a diversas expressões artísticas.

Mais de uma centena de concertos, debates, teatro, dança, música de câmara, exposições, workshops e ópera, incluindo concertos nos órgãos ibéricos dos Açores, realizam-se nas nove ilhas do arquipélago ao longo de 2009.

No âmbito destas actividades culturais, o executivo açoriano promove já nos próximos dias 8 e 11 de Abril, respectivamente, no Auditório das Velas, em São Jorge, e no Ginásio da Escola Básica e Secundária da Vila da Madalena, na ilha do Pico, dois concertos pela Orquestra Regional Lira Açoriana.

Criada em 1998, a Orquestra Regional Lira Açoriana, sob a orientação e direcção do Maestro António Melo, é um projecto da Presidência do Governo Regional, sendo constituída por mais de 100 jovens músicos, em representação das muitas dezenas de bandas filarmónicas existentes na Região Autónoma.

Ambos os concertos da Lira Açoriana, cujas actuações tanto em Portugal como no estrangeiro têm obtido assinalável sucesso, vão abranger as composições “Pilatus/Mountain of Dragons” de Steven Reineke, “Abertura de Rienzi em Ré Maior” Richard Wagner, e “Arquipélago”” de Antero Ávila, na primeira parte do espectáculo, sendo a segunda preenchida com a “March from 1941 de John Williams”, “Fate of the Gods” de Steven Reineke, “Pezinho Velho” e “Balho da Povoação” com arranjos musicais de Hélder Bettencourt, bem como “Saudade do Pico” e “O meu bem” com arranjos de Antero Ávila, e “Olhos Pretos” com arranjos de Hélder Bettencourt.

Nos dois concertos participam, ainda, como solistas, Ana Isabel Medeiros, voz, e Ricardo Melo e Rafael Carvalho, como executantes de violas da terra.


sexta-feira, 3 de abril de 2009

Novos apoios de Carlos César para combater a crise nos Açores



O presidente do Governo dos Açores anunciou hoje um novo conjunto de medidas de combate às dificuldades provocadas pela crise económica internacional.

Assim, o Governo vai criar uma nova linha de apoio às empresas açorianas, no valor de 20 milhões de euros, destinada exclusivamente ao financiamento do pagamento entre empresas, permitindo, cumulativamente, que outras empresas com créditos a receber vejam satisfeitos os valores em dívida dos seus clientes e assim se gerem efeitos multiplicadores e positivos.

Por outro lado, e tendo em vista a reestruturação dos endividamentos bancários das empresas, o executivo decidiu reforçar, com mais 40 milhões de euros, a linha de apoio já em vigor, através da qual, até agora, foram disponibilizados financiamentos no montante de 97 milhões de euros.

Carlos César, que falava, na Assembleia Legislativa, no final dos debates sobre as Orientações de Médio Prazo e o Plano e Orçamento da Região para 2009, revelou também que vai passar a ser feito o pagamento antecipado da totalidade dos subsídios ao investimento, de forma a evitar que as empresas paguem primeiro os investimentos realizados e só depois recebam os respectivos subsídios.

No sector da habitação, a anunciada compra, pelo Governo, de 390 habitações novas, disponíveis no mercado, para posterior venda em regime de propriedade resolúvel, num investimento superior a 35 milhões de euros, vai ser complementada com outras medidas.

Segundo anunciou o presidente do Governo, anunciou “um novo, inovador e ambicioso programa irá proporcionar o financiamento, através de empréstimo, de 10 a 20% do valor total do custo de aquisição da habitação”, de forma a suprir financiamento que a banca deixou de contratar, ao mesmo tempo que se reduz, de forma efectiva, os encargos financeiros suportados pelas famílias.

Paralelamente, vai ser reduzido para três anos o prazo de eficácia das garantias bancárias das empresas que efectuaram obras para a administração regional, com o que o sector da construção civil diminui, de forma significativa, os seus custos financeiros decorrentes da realização de obras públicas.

Outra medida anunciada foi a do financiamento, até 50%, e durante períodos de cinco meses, do vencimento dos funcionários das empresas nas actividades económicas com sazonalidade, incluindo o comércio tradicional.

Com esse programa, as empresas continuarão a ter os seus funcionários todo o ano, sendo que, nas épocas de menor actividade, os trabalhadores poderão frequentar, em parte do seu horário laboral, acções de formação, e com os seus vencimentos pagos, na mesma, mas pelo Governo.

Carlos César revelou, por fim, que vai ser generalizado o acesso, no âmbito da legislação em vigor, à possibilidade de regularização, através do pagamento máximo em 60 prestações, das dívidas das empresas à Segurança Social, ficando desse modo necessário um pagamento inicial de apenas 1,6% da dívida para poderem beneficiar da declaração de situação regularizada, permanecendo obviamente as empresas obrigadas ao cumprimento integral do novo plano de pagamentos estabelecido.

“Todas estas medidas, e outras que as circunstâncias revelem ser indispensáveis ou adequadas, ilustram bem o nosso inconformismo batalhador e a nossa atenção permanente. Como já tive a ocasião de afirmar, conseguimos que a crise chegasse mais tarde aos Açores, estamos a conseguir que ela tenha efeitos menos gravosos entre nós e vamos, estou certo, conseguir que ela se vá embora mais cedo. É esse o desafio que temos pela frente. É esse o desafio que queremos vencer”, sublinhou o presidente do Governo.

Carlos César, que, ao longo do seu discurso, foi dizendo que os avanços registados pela Região, nos últimos anos, terão continuidade na determinação governamental plasmada nos documentos em análise na Assembleia – e que é reforçada pelas referências positivas que lhes foram feitas por representantes de quase todos os sectores económicos e sociais consultados –, frisou que, por isso, o Governo não está desacompanhado e lamentou que “instituições isoladas, em que pontuam interesses partidários, como a Associação de Municípios”, se limitem a denegrir as opções em análise.
Ao invés, louvou a oposição que, à esquerda e à direita do espectro parlamentar, apesar de naturais divergências, demonstrou ser responsável e construtiva, dialogando, propondo alterações e alcançando o apoio da maioria a essas alterações.


quinta-feira, 2 de abril de 2009

Governo apoia viabilização financeira da Academia Musical da Graciosa



O Governo dos Açores decidiu atribuir um subsídio especial de 100 mil euros à Academia Musical da Ilha Graciosa para garantir a viabilização financeira do estabelecimento no ano lectivo em curso.

O financiamento do Executivo é assegurado por contrato assinado entre a Direcção Regional da Educação e Formação e a academia graciosense.

A concessão do apoio enquadra-se na legislação que abrange o ensino particular, cooperativo e solidário e tem em conta os objectivos estabelecidos para o sistema educativo.