domingo, 26 de agosto de 2012

Morreu D. Aurélio Granada Escudeiro, antigo bispo dos Açores


Prelado de 92 anos faleceu na Casa Sacerdotal de Ponta Delgada

D. Aurélio Granada Escudeiro, antigo bispo de Angra, faleceu este sábado aos 92 anos de idade na Casa Sacerdotal de Ponta Delgada, ilha açoriana de São Miguel, adiantou hoje à Agência ECCLESIA fonte oficial da diocese.

O prelado, 37.º bispo de Angra e cidadão honorário da cidade de Angra do Heroísmo, precedeu no cargo ao atual responsável pela diocese, D. António de Sousa Braga.

D. Aurélio Granada Escudeiro foi eleito como titular de Drusiliana e coadjutor de Angra a 18 de março de 1974, tendo sido ordenado bispo a 26 de maio desse ano; a 30 de junho de 1979 foi nomeado bispo residencial da diocese açoriana.

O falecido prelado criou um secretariado para a Pastoral das Migrações e a Comissão Diocesana para a Comunicação Social, para além de uma comissão de ajuda aos refugiados, no pós-25 de abril.

Natural de Alcains, Castelo Branco, Aurélio Granada Escudeiro nasceu a 29 de maio de 1920 e fez os seus estudos nos Seminários de Gavião, Alcains e Olivais.

Ordenado padre em Portalegre, a 17 janeiro de 1943, desempenhou funções como pároco em Gavião (1943-44) e Ortiga, Mação (1944-48), e como professor de Religião, distinguindo-se no apoio dado à obra da Ação Católica (AC), a nível diocesano e nacional.


O prelado assumiu responsabilidades em órgãos de comunicação social da Igreja e foi responsável pela publicação de textos sobre doutrina da Igreja e pela tradução de obras de caráter teológico.

Em 1974, foi nomeado secretário da Comissão Episcopal de Migrações, participando em congressos e reuniões a nível internacional.

D. Aurélio Granada Escudeiro é apresentado como um impulsionador do culto ao Senhor Santo Cristo dos Milagres.

Enquanto bispo de Angra, o prelado recebeu o Papa João Paulo II, em abril de 1991, na visita às ilhas Terceira e de São Miguel.

Apresentou a renúncia em abril de 1996 e viu D. António de Sousa Braga suceder-lhe no cargo em junho desse ano.

D. Aurélio Granada Escudeiro regressou à sua terra natal, mas viria a fixar residência na Casa Sacerdotal da Cidade de Ponta Delgada, em maio de 2011, onde veio a falecer cerca das 20h00 locais (mais uma em Lisboa) deste sábado.

O funeral vai decorrer na Sé de Angra (ilha Terceira), estando ainda por definir a data da cerimónia.

Fonte: Agência Ecclesia
Publicado por: Jorge Gonçalves

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário