quarta-feira, 20 de maio de 2009

A Ecoteca da Graciosa comemora o Dia Europeu do Mar


A Rede Regional de Ecotecas da Secretaria Regional do Ambiente e do Mar mobiliza-se esta semana para assinalar na Graciosa e em todas as restantes ilhas dos Açores o Dia Europeu do Mar, que se celebra hoje.

Instituída em 2008 através de declaração tripartida da Comissão Europeia, Parlamento Europeu e Conselho da União Europeia, a efeméride sublinha a “necessidade de promover uma maior consciencialização e notoriedade da importância dos oceanos, de uma economia marítima dinâmica e do rico património europeu, cujos benefícios devem ser celebrados todos os anos”.

A mesma declaração sugere ainda a organização de “actividades de sensibilização e de criação de redes” integradas nesta importante efeméride de cariz ambiental.

Nos Açores, várias iniciativas, espalhadas por diferentes ilhas, vão apelar à sensibilização da população para o potencial dos oceanos e dos mares europeus, que desempenham um papel crucial na vida quotidiana não só das comunidades costeiras como de todos os cidadãos da União Europeia

Do programa deste ano constam actividades como um passeio de barco na orla costeira de Vila Franca do Campo, destinada à comunidade em geral. Dinamizada pela Ecoteca da Lagoa, estar iniciativa é desenvolvida em parceria com a Câmara Municipal de Vila Franca do Campo e a colaboração do Comando da Polícia Marítima de Ponta Delgada e Marina de Vila Franca do Campo.

Por sua vez, a Ecoteca de Angra do Heroísmo assinala a efeméride com a realização do trilho pedestre costeiro “Tavares” abordando o tema “Aves marinhas”, destinado a alunos do 3.º ciclo do ensino básico.

Proporcionar às crianças uma visita emocionante aos ecossistemas marinhos dos Açores, através da exploração do DVD interactivo “Viagem ao fundo do mar dos Açores”, da autoria do Departamento de Oceanografia e Pescas, é a proposta da Ecoteca da Graciosa em colaboração com o Ecoclube da EB1/JI de Guadalupe.

Já na Ecoteca do Pico haverá “Histórias com Espinhas” na ‘hora de conto’ com histórias sobre biodiversidade marinha e sua protecção. Em Santa Maria, a Ecoteca local preparou um “Foto Paper” sobre as Áreas Marinhas daquela ilha do Grupo Oriental, o qual tem como destinatário a comunidade em geral.

A Ecoteca do Faial propõe a construção de animais marinhos a partir de diversos resíduos, precedido de uma conversa sobre a importância da biodiversidade marinha e as principais características que encerra.


Fonte: GaCS

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pelo vosso comentário