sexta-feira, 22 de julho de 2016

Programa de festas de Nossa Senhora do Livramento e Santa Quitéria (Fonte do Mato, Graciosa 2016)





Publicado por:  George Correia

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Museu da Graciosa inaugura exposição "Mestre João Alberto - no reino dos barcos"

A Direção Regional da Cultura, através do Museu da Graciosa, promove hoje a inauguração da exposição intitulada "Mestre João Alberto – no reino dos barcos", organizada pelo Museu do Pico.

Na senda da tradição e da herança dos grandes construtores navais dos Açores, Mestre João Alberto das Neves assume-se como a sua última grande referência em Santo Amaro do Pico, a capital açoriana da construção naval em madeira no século XX.

Com esta homenagem a Mestre João Alberto revisita-se também a memória de todos os mestres, contramestres, carpinteiros e restantes trabalhadores que participaram na epopeia da construção naval em Santo Amaro e na ilha do Pico.

Esta exposição, que estará patente até 11 de outubro, pretende dar a conhecer a obra notável de um Açoriano genial, o Mestre João Alberto das Neves, um homem comum, dotado de uma excecional capacidade de trabalho e de uma extraordinária capacidade de gestão, autor de uma obra invulgar absolutamente impressionante, quer pela qualidade rara do seu trabalho, quer pela sua dimensão.


A Direção Regional da Cultura informa que estes e outros eventos estão disponíveis para consulta na Agenda Cultural do Portal CulturAçores, no endereço eletrónico www.culturacores.azores.gov.pt.



GaCS

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Governo dos Açores vai intervir na orla costeira dos Fenais, na Graciosa

O Diretor Regional dos Assuntos do Mar afirmou hoje, na Graciosa, que está acompanhar a evolução da erosão da orla costeira dos Fenais, na freguesia de São Mateus, assegurando que “a obra de proteção necessária vai ser executada”.

Filipe Porteiro falava durante uma visita ao local, acompanhado pelos presidentes da Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa e da Junta de Freguesia de São Mateus, para avaliar a extensão e a gravidade das derrocadas registadas recentemente.

“Existe a necessidade de intervir no local, dado que a erosão está a pôr em risco algumas casas”, frisou o Diretor Regional, acrescentando que “a intervenção na zona mais afetada, junto a uma moradia, está a ser preparada pela Direção Regional dos Assuntos do Mar, em conjunto com a Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa”.

No seguimento da derrocada que fez com que “a crista da falésia recuasse consideravelmente”, os técnicos do Parque Natural de Ilha e da Câmara Municipal de Santa Cruz já se haviam deslocado ao local, tendo a Direção Regional dos Assuntos do Mar solicitado também ao Laboratório Regional de Engenharia Civil (LREC) uma vistoria, que decorrerá quinta-feira, para avaliar a sua estabilidade.

Filipe Porteiro salientou que “o projeto de intervenção para o local terá em consideração a informação técnica que será produzida perante esta nova derrocada”, que ocorreu num local adjacente a um enrocamento existente na base desta falésia.

O Diretor Regional afirmou ainda que, para além da vulnerabilidade natural da falésia dos Fenais à erosão, existem várias condutas de descargas de águas pluviais que “estão a afetar a estabilidade desta falésia”, considerando-se, por isso, “necessário construir descarregadores que levem a água até à base”.

Anexos:




GaCS

Publicado por: George Correia

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Campanha de sensibilização sobre Segurança no Mar realiza-se quinta-feira na Graciosa

A Direção Regional das Pescas participa quinta-feira, na ilha Graciosa, numa ação de sensibilização sobre Segurança no Mar, através da disponibilização de formadores e da embarcação FORMAR, de apoio à formação profissional do setor das pescas.

Esta ação, promovida pela Associação de Pescadores Graciosenses, decorre entre as 14h00 e as 18h00, no cais comercial e no porto de pescas da Praia, com um programa que inclui a simulação de salvamento no mar, a demonstração da utilização de material pirotécnico e de coletes de salvação, a demonstração do abandono do navio em caso de acidente e o uso da balsa salva-vidas.

“A segurança no mar é crucial para a sobrevivência dos pescadores”, afirmou o Diretor Regional das Pescas, frisando que “estas ações são importantes para a atualização de conhecimentos adquiridos pelos profissionais da pesca aquando da realização das suas formações, quer no acesso à categoria de Pescador, quer no acesso à categoria de Arrais de Pesca”.

Luís Costa salientou ainda que “a Direção Regional das Pescas está a preparar um plano, a implementar no início do próximo ano, com ações de divulgação e de sensibilização em todas as ilhas do arquipélago sobre Segurança no Mar”.

Segundo a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), atualmente existem em todo o mundo cerca de 30 milhões de pescadores a trabalhar a bordo de cerca de quatro milhões de embarcações de pesca, das quais 98% têm um comprimento inferior a 24 metros.

A Organização Internacional do Trabalho estima que, a nível mundial, se registem no setor da pesca cerca de 24 mil vítimas mortais por ano.



GaCS

George Correia