quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Preço máximo de venda dos combustíveis atualizado nos Açores

As alterações registadas no preço do petróleo durante as últimas semanas nos mercados internacionais vão levar a uma atualização do preço máximo de venda dos combustíveis na Região Autónoma dos Açores.
Esta atualização consiste na descida em três cêntimos por litro no preço máximo das gasolinas e do gasóleo rodoviário, dois cêntimos por litro no preço dos gasóleos agrícola e pescas e um cêntimo por quilograma no preço do fuelóleo.

A gasolina de 95 octanas passa a ter um preço de 1,42 euros por litro, enquanto o litro da gasolina de 98 octanas passa a custar 1,49 euros.

O gasóleo rodoviário passa a custar 1,26 euros por litro, o gasóleo agrícola terá um preço de 0,82 euros por litro e o gasóleo pescas de 0,63 euros por litro.

O fuelóleo passa a custar 0,62 euros por quilograma.

Os novos preços entram em vigor às 00h00 desta sexta-feira, 1 de novembro.



GaCS
Publicado por: Jorge M. Gonçalves

Atividades no Museu da Graciosa para o mês de Novembro

Peça do mês Canhão
 
1 a 30 Novembro, Museu da Graciosa  
Data de fabrico: desconhecida
Ferro
c. 138 cm x d boca 22 cm x d culatra 30 cm

Proveniência: abandonado e recolhido pelo Museu, 1983
Inventário: MG 7195


A descrição completa da “Peça do Mês” é objeto de uma divulgação específica



Exposição “ Filarmónica Recreio dos Artistas. Um século de história”
1 a 27 Novembro, Museu da Graciosa 


Ao longo de 100 anos, a Filarmónica Recreio dos Artistas tem tido um papel muito importante na divulgação musical, bem como na concretização de atividades culturais e recreativas. Até 31 de Outubro de 2013, contínua patente ao público no Museu da Graciosa a exposição “Filarmónica Recreio dos Artistas. Um século de História”. A longevidade e história desta filarmónica sugerem uma visita a esta exposição que poderá ser contemplada no horário normal desta instituição.





Coleção do 2º Semestre- Luminária
1 Novembro a 31 Dezembro, Museu da Graciosa

Antigamente, a iluminação das casas era feita de forma artesanal, recorrendo a materiais disponíveis na ilha. Utilizava-se o azeite proveniente de origem animal e o petróleo. A coleção de luminária do Museu da Graciosa apresenta vários utensílios que foram utilizados na antiga casa graciosense, destacando-se candeias, castiçais, palmatórias, candeeiros de petróleo, petromax e lanternas. 





Teatro - Peça “Cordel – Uma viagem pela cultura popular”
19 Novembro, 20h30, Centro Cultural Ilha Graciosa

Comédia de Filipe Henrique Silva
 CIA Teatral Procênio, S. Paulo, Brasil

Trabalho que já recebeu vários prémios. No “Cale-se-Festival Internacional de Teatro de Vila Nova de Gaia”, recebeu o prémio de melhor espetáculo


Viver o património. Diálogos e filmes
20 a 22 Novembro, Lar S. Cristo e Lar S. Mateus

Com o recurso a um filme que trata de questões ligadas à etnografia graciosense, pretende-se promover e valorizar o resgate de memórias dos idosos, garantindo uma riquíssima fonte de conhecimento bem como promover a valorização de identidades e saúde mental dos mesmos.



Workshop de teatro
23 Novembro, Casa do Povo da Praia

A realização deste workshop será uma oportunidade de aperfeiçoamento das capacidades performativas e de expressão.







Museu da Graciosa
Largo Conde de Simas 17
9880-345 Santa Cruz da Graciosa
Tel. 295 71249
Email: museu.graciosa.info@azores.gov.pt

Publicado por: Jorge M. Gonçalves

Proteção Civil alerta para agravamento do estado do tempo em todo o arquipélago dos Açores

O Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) informou que, de acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), uma superfície frontal fria com ondulações, deslocamento para nordeste e atividade moderada a forte, associada a uma depressão centrada a nordeste do arquipélago dos Açores, vai provocar um agravamento do estado do tempo.

Assim, emite-se:

PARA O GRUPO OCIDENTAL

Aviso AMARELO referente a:
PRECIPITAÇÃO
No período entre as 21UTC de 31-10-2013 e as 12UTC de 01-11-2013.

PARA O GRUPO CENTRAL

Aviso AMARELO referente a:
PRECIPITAÇÃO
No período entre as 06UTC de 01-11-2013 e as 21UTC de 01-11-2013.

PARA O GRUPO ORIENTAL

Aviso AMARELO referente a:
PRECIPITAÇÃO
No período entre as 18UTC de 01-11-2013 e as 06UTC de 02-11-2013.

O SRPCBA recorda que o eventual impacto destes efeitos pode ser minimizado, sobretudo através da adoção de comportamentos adequados, pelo que, em particular nas zonas mais vulneráveis, recomenda-se a observação e divulgação das principais medidas de autoproteção para estas situações, nomeadamente:

Garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas e a retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento.

Não despejar lixo ou entulho nas ribeiras, nem as obstruir com troncos ou ramadas.

Adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo cuidado com a possível formação de lençóis de água nas vias.

Estar atento às informações e indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.



GaCS
Publicado por: Jorge M. Gonçalves

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Proteção Civil alerta para previsão de chuva forte nos grupos Ocidental e Central

O Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) divulgou que, de acordo com informação do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), uma superfície frontal fria com ondulações irá atravessar o arquipélago nas próximas horas, provocando precipitação que poderá ser forte nos grupos Ocidental e Central.

Assim emite-se:

Para o Grupo Ocidental

Aviso AMARELO referente a:
PRECIPITAÇÃO
No período entre as 12UTC de 29-10-2013 e as 21UTC de 29-10-2013.

Para o Grupo Central

Aviso AMARELO referente a:
PRECIPITAÇÃO
No período entre as 18UTC de 29-10-2013 e as 06UTC de 30-10-2013.

O SRPCBA recorda que o eventual impacto destes efeitos pode ser minimizado, sobretudo através da adoção de comportamentos adequados, pelo que, em particular nas zonas mais vulneráveis, recomenda-se a observação e divulgação das principais medidas de autoproteção para estas situações, nomeadamente:

Garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas e a retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento.

Não despejar lixo ou entulho nas ribeiras, nem as obstruir com troncos ou ramadas.

Adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo cuidado com a possível formação de lençóis de água nas vias.

Estar atento às informações e indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.



GaCS

sábado, 26 de outubro de 2013

Muda a hora na próxima madrugada

Portugal passa para a chamada hora de inverno. Quando for uma hora da madrugada nos Açores os ponteiros dos relógios devem andar para trás 60 minutos. Em Portugal Continental e na Madeira, o mesmo procedimento deve ser feito às duas horas da madrugada deste domingo.



Publicado por: Jorge M. Gonçalves

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Responsável da Alzheimer Portugal apela a maior atenção aos sinais da doença

O coordenador da Comissão Científica da Alzheimer Portugal defendeu hoje a necessidade de as pessoas estarem mais atentas aos sinais da doença não só para que seja diagnosticada a tempo, mas também para que sejam tomadas "as providências necessárias".


"É preciso que a doença seja diagnosticada a tempo para que depois se tomem as providências necessárias, não só em relação ao tratamento, mas também para que se tomem outras decisões importantes que têm que ver com o próprio doente e com os cuidadores e a família", disse o neurologista.

Celso Pontes falava à Lusa a propósito da Conferência Alzheimer Portugal, que se realiza sexta-feira no Centro de Congressos da Ordem dos Médicos, no Porto, para assinalar os 25 anos da associação.
"Quem lida habitualmente com os problemas destes doentes verifica que as famílias e os cuidadores ficam perplexos com a situação de dependência de uma pessoa que até ali tinha capacidades cognitivas e era capaz de resolver os seus assuntos. E essa perplexidade leva a que as pessoas não saibam efectivamente o que fazer", sustentou.

Assim, o neurologista apela às pessoas "no sentido de estarem atentas, não alarmadas, mas atentas".
"Sempre que se aperceberem que um dos seus próximos que até então demonstrava grandes capacidades e que a pouco e pouco começa a ter dificuldades de memória, desinteresse pelas coisas, que anda aparentemente mais deprimido e mais irritável, devem procurar apoio médico. Não devem confiar que estes problemas de declínio cognitivo são apenas relacionados com a idade", sublinhou.
O especialista referiu que "a idade, só por si, não justifica isso, é de facto um factor de risco, mas não é a idade que determina. O caso deve ser sempre investigado e avaliado para tentar determinar qual a causa. Há várias causas e uma das mais importantes é a doença de Alzheimer".

Celso Pontes defendeu ainda a necessidade de investir na criação de "respostas locais" para ajudar estes doentes e os seus cuidadores.

Da mesma maneira que "existem infantários para os bebés, também são precisas estruturas para este tipo de pessoas. É uma maneira de as ajudar e uma maneira também de libertar outra população activa que tem de cuidar deles, no caso, os familiares", disse o neurologista.

"E embora hoje em dia haja muitíssimas mais respostas, a ideia é que ainda é preciso muito mais, porque era quase necessário que em todas as terras existissem respostas locais para ajudar estas pessoas", frisou.

A Alzheimer Portugal foi fundada em 1988 com o objectivo de promover a qualidade de vida dos doentes, dos seus familiares e cuidadores, contando actualmente com cerca de dez mil associados. Tem sede em Lisboa e delegações em Matosinhos, Pombal, Funchal e Almeirim e, ainda, um gabinete em Coimbra e em Aveiro.

A Doença de Alzheimer provoca a neurodegeneração e o consequente agravamento, progressivo e irreversível, das funções cerebrais culminando na total perda de autonomia.

Os sintomas iniciais da doença incluem perda de memória, desorientação espacial e temporal, confusão e problemas de raciocínio e pensamento, provocando alterações no comportamento, na personalidade e na capacidade funcional da pessoa, dificultando a realização das suas actividades de vida diária.

Estima-se que, em Portugal, mais de 90 mil pessoas sofrem desta doença que atinge, 
maioritariamente, pessoas com mais de 65 anos.


Lusa/SOL
Publicado por: Jorge M. Gonçalves

Campanha SOS Cagarro 2013

S.O.S. Cagarro
Publicado por: Jorge M. Gonçalves

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Campanha SOS Cagarro arranca hoje em todas as ilhas dos Açores

A Secretaria Regional dos Recursos Naturais assinala hoje o início da 22.ª Campanha SOS Cagarro em todas as ilhas dos Açores com uma ação de sensibilização, promovida em conjunto com a GNR e os Escuteiros do Agrupamento 171.º, na Avenida 25 de Abril, na cidade da Horta.

O Governo dos Açores coordena e dinamiza esta campanha, que é operacionalizada pelos Parques Naturais de Ilha, com o apoio da Azorina, e envolve as direções regionais dos Assuntos do Mar e do Ambiente.

A iniciativa pretende incentivar a participação ativa das entidades e organizações locais e da população de todas as ilhas dos Açores, que têm contribuído há vários anos de uma forma decisiva para que a Campanha SOS Cagarro seja um exemplo de sucesso de participação cívica no âmbito da conservação da natureza.

Com o objetivo de apelar também à participação esclarecida da comunidade estrangeira residente e dos turistas nas atividades da Campanha SOS Cagarro, a Secretaria Regional dos Recursos Naturais e os seus parceiros disponibilizam toda a informação sobre esta iniciativa em inglês, no endereço eletrónico http://www.azores.gov.pt/Gra/dram-soscagarro/menus/secundario/english/ e em material de divulgação, como folhetos e cartazes.

Com esta iniciativa pretende-se que a Campanha SOS Cagarro se assuma como uma atividade participativa de eco-turismo, promovendo a sua sustentabilidade e a promoção da Região, através de ações inclusivas de conservação ambiental.

Nesse sentido, os agentes turísticos são todos convidados a divulgar esta campanha junto do seu público-alvo, permitindo desta forma que os turistas possam participar ativamente na campanha, contribuindo para a proteção desta emblemática ave marinha da Região.

Os Açores acolhem todos os anos quase 200 mil casais de cagarros, que procuram as zonas costeiras das ilhas para se reproduzirem.

Este número corresponde a mais de 60% da população mundial da espécie e a cerca de 75% da população mundial da sub-espécie Calonectris diomedea borealis.

Os cagarros começam a reproduzir-se, em média, com oito ou nove anos de idade e fazem uma postura de apenas um ovo por ano, sem possibilidade de efetuar postura de substituição no caso de fracasso durante a incubação ou período de alimentação da cria.

Durante os meses de outubro e novembro, os juvenis começam a abandonar os ninhos e, no seu primeiro voo, podem ser atraídos pelas luzes fortes, ficando desorientados e correndo o risco de cair em locais expostos, tornando-os assim vulneráveis a diversos perigos, onde se destaca o atropelamento por veículos em circulação.

A Campanha SOS Cagarro, que decorre até 15 de novembro, pretende minimizar o impacto das atividades humanas nos juvenis de cagarros, permitindo que eles possam fazer a sua migração de milhares de quilómetros para as zonas de invernagem e, um dia, regressarem às suas ilhas de origem, quando adultos, para se reproduzirem.



GaCS

Publicado por: Jorge M. Gonçalves

domingo, 13 de outubro de 2013

Peça de teatro "É urgente o Amor" Domingo, 20 de Outubro de 2013, no Centro Cultural da Ilha Graciosa


No dia 20 do corrente mês de Outubro de 2013 (Domingo), pelas 21h00, no Centro Cultural da Ilha Graciosa, o Teatro Experimental de Mortágua (TEM), do Distrito de Viseu, levará à cena a peça "É Urgente o Amor", de Luís Francisco Rebelo, Advogado lisboeta, nascido em 1924, com adaptação de Fernando Giestas e encenação de Rafaela Santos.

Este espectáculo encontra-se inserido na Temporada de Teatro da Ilha Graciosa 2013, é uma iniciativa do Grupo de Teatro A Semente - Associação Cultural da Ilha Graciosa e tem o apoio das Direcções Regionais da Cultura e da Juventude, do Museu da Graciosa, da Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa e da Associação Cultural, Desportiva e Recreativa da Graciosa.


Publicado por: Jorge M. Gonçalves

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Proteção Civil alerta para previsão de chuva no Grupo Central

O Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) informou que o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) emitiu o seguinte aviso:

Para o Grupo Central

Aviso AMARELO referente a:
PRECIPITAÇÃO
No período entre as 07UTC de 09-10-2013 e as 16UTC de 09-10-2013

O SRPCBA recorda que o eventual impacto destes efeitos pode ser minimizado, sobretudo através da adoção de comportamentos adequados, pelo que, em particular nas zonas mais vulneráveis, recomenda-se a observação e divulgação das principais medidas de autoproteção para estas situações, nomeadamente:

Garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas e a retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento.

Manter limpos os sistemas de drenagem e consolidar telhados, portas e janelas.

Não despejar lixo ou entulho nas ribeiras, nem as obstruir com troncos ou ramadas.

Adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo cuidado com a possível formação de lençóis de água nas vias.

Garantir uma adequada fixação de estruturas soltas, como andaimes, placards e outras estruturas montadas ou suspensas.

Ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas.

Não praticar atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar.

Estar atento às informações e indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.



GaCS
Publicado por: Jorge M. Gonçalves

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Turismo subaquático cresce nos Açores

O turismo subaquático está a crescer em todas as ilhas dos Açores, registando-se subidas “consideráveis” resultantes da geração de um fluxo específico de estrangeiros, disse à Lusa José Toste, da Associação Regional de Turismo.



“De momento, ainda não há números oficiais que confirmem este registo, mas há o contacto com as empresas e centros de mergulho que nos revelam que, de ano para ano, tem vindo a crescer o setor, obviamente numas ilhas mais do que outras”, referiu José Toste, da Associação Regional de Turismo, uma das entidades organizadoras da Bienal de Turismo Subaquático.

A quarta edição do evento vai decorrer de 24 a 27 de outubro, na ilha Graciosa, contando com a presença de especialistas dos Açores, nacionais, de Espanha e agentes ligados ao setor.

Segundo José Toste, o objetivo é promover o encontro de vários agentes do setor para “debater as principais preocupações” e “estratégias de ação”, visando tornar o mergulho num produto com “interesse turístico” e dos principais dos Açores.

“A primeira bienal teve origem numa associação local, a Agraprome - Associação Gracioense de Promoção de Eventos, que teve como objetivo contribuir para a afirmação da ilha Graciosa como uma das principais ilhas para o mergulho nos Açores, dadas as condições que apresenta”, explicou.

José Toste referiu que em análise na próxima bienal estarão temas como o turismo e mergulho, empreendedorismo e qualidade associados ao mergulho, o mergulho como atividade sustentável e ambiente, saúde e segurança no mergulho, além de aspetos técnicos relacionados com esta atividade.

A primeira edição da Bienal de Turismo Subaquático dos Açores foi realizada de 19 a 23 de setembro de 2007 e foram então apresentadas as candidaturas das ilhas Graciosa e Corvo a reservas da biosfera da UNESCO, que foram depois aprovadas.


Fonte: Lusa / RTP

Publicado por: Jorge M. Gonçalves

Governo apresenta um esclarecimento sobre a falta de medicamentos na Ilha Graciosa

Responsáveis pela Farmácia da Graciosa foram multados

Na sequência de notícias hoje divulgadas pela Comunicação Social sobre a falta de medicamentos na ilha Graciosa, a Secretaria Regional da Saúde entende ser necessário esclarecer o seguinte:

1 - Desde dezembro de 2012 já se realizaram duas ações de fiscalização da Inspeção Regional de Saúde à Farmácia da Graciosa, uma das quais seguida de uma ação de seguimento.

2- Na primeira destas ações, iniciada a 14-12-2012 e terminada a 28-12-2012, não foi possível concluir pela violação do dever de dispensa de medicamentos. Foram efetuadas recomendações aos responsáveis da farmácia fiscalizada e agendada uma nova ação de fiscalização, com verificação presencial e sem aviso prévio.

3 - A segunda ação de fiscalização iniciou-se a 04-01-2013. A ação de verificação presencial, sem notificação prévia, foi efetuada no dia 27 de março, juntamente com o Delegado da Ordem dos Farmacêuticos, tendo em vista verificar o cumprimento do dever de dispensa de medicamentos. Desta ação resultou a evidenciação da violação desse dever por parte da farmácia, bem como dos deveres do diretor técnico, tendo sido aplicada uma coima ao gerente e substituto do diretor técnico, no valor de 4.500 euros, e à diretora técnica e proprietária da farmácia, no valor de 1.500 euros.

4 - Apesar destas ações, mantiveram-se as reclamações/exposições sobre a dificuldade de acesso aos medicamentos. Por essa razão, foi realizada uma ação de seguimento, com abertura de processo a 03-07-2013 e ação de verificação presencial, sem notificação prévia, no dia 02 de setembro.

5 - A informação recebida está a ser analisada e cruzada com os dados dos armazenistas. Existem indícios que atestam problemas com os armazenistas, tal como tem sido amplamente anunciado a nível nacional, podendo a dificuldade de acesso aos medicamentos não se dever apenas à farmácia.

6 - A Secretaria Regional da Saúde está a acompanhar o processo, de forma a garantir que os utentes da ilha Graciosa não sejam prejudicados no acesso à medicação.

7 - O recurso à medicação por ‘empréstimo’ por parte do Centro de Saúde apenas é necessário nos casos em que se verifica factualmente que há indisponibilidade de um determinado medicamento e está condicionado às marcas e à medicação existentes no formulário da unidade de saúde.



GaCS

Publicado por: Jorge M. Gonçalves

sábado, 5 de outubro de 2013

Proteção Civil alerta para precipitação forte nos grupos Ocidental e Central dos Açores

O Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) informou que o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) emitiu o seguinte aviso:

Condições de forte instabilidade associada a uma depressão localizada a sul do arquipélago poderão provocar precipitação forte nos grupos Ocidental e Central dos Açores.


Para o Grupo Ocidental:

Aviso AMARELO referente a:
PRECIPITAÇÃO
No período entre as 11UTC de 05-10-2013 e as 18UTC de 05-10-2013.

Para o Grupo Central:

Aviso AMARELO referente a:
PRECIPITAÇÃO
No período entre as 11UTC de 05-10-2013 e as 18UTC de 05-10-2013.

O SRPCBA recorda que o eventual impacto destes efeitos pode ser minimizado, sobretudo através da adoção de comportamentos adequados, pelo que, em particular nas zonas mais vulneráveis, recomenda-se a observação e divulgação das principais medidas de autoproteção para estas situações, nomeadamente:

Garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas e a retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento.

Manter limpos os sistemas de drenagem e consolidar telhados, portas e janelas.

Não despejar lixo ou entulho nas ribeiras, nem as obstruir com troncos ou ramadas.

Adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo cuidado com a possível formação de lençóis de água nas vias.



GaCS
Publicado por: Jorge M. Gonçalves

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Secretaria Regional dos Recursos Naturais promove na Graciosa e Flores ações de formação para caçadores

A Secretaria Regional dos Recursos Naturais, através das direções regionais dos Recursos Florestais e da Agricultura e Desenvolvimento Rural, promove, de 5 a 9 de outubro, duas ações de formação para caçadores das ilhas Graciosa e Flores.

Trata-se de formação específica em sanidade e higiene, tendo em vista habilitar os caçadores com os conhecimentos necessários para a realização de um exame inicial dos animais, conforme previsto na portaria que regulamenta na Região a colocação no mercado de espécies cinegéticas abatidas no exercício da caça.

Esta portaria obriga a que todos os caçadores que comercializem grandes quantidades de peças de caça para consumo humano (mais de 10 peças, no caso do coelho-bravo), possuam esta formação.

Por essa razão, é fundamental a realização e frequência do curso “Exame inicial de caça menor abatida em zonas de caça”, de forma a que o processo de comercialização possa ser realizado dentro dos preceitos estabelecidos na lei, nomeadamente nas ilhas com elevadas densidades populacionais de coelho-bravo, onde se pretende fomentar a caça a esta espécie como forma de reduzir o seu impacto negativo na agricultura local.



GaCS
Publicado por: Jorge M. Gonçalves

Preço máximo de venda dos combustíveis atualizado nos Açores

As alterações registadas no preço do petróleo durante as últimas semanas nos mercados internacionais vão levar a uma atualização do preço máximo de venda dos combustíveis na Região Autónoma dos Açores.

Esta atualização consiste na descida em três cêntimos por litro no preço máximo das gasolinas e dois cêntimos por litro no preço dos gasóleos.

A gasolina de 95 octanas passa a ter um preço de 1,45 euros por litro, enquanto o litro da gasolina de 98 octanas passa a custar 1,52 euros.

O gasóleo rodoviário passa a custar 1,29 euros por litro, o gasóleo agrícola 0,84 euros por litro e o gasóleo pescas 0,65 euros por litro.

Os novos preços entram em vigor às 00h00 de sábado.

GaCS
Publicado por: Jorge M. Gonçalves

A Marinha recuperou um veleiro que tinha sido roubado nas Bermudas, a 08 de agosto, e que estava à deriva a 20 milhas náuticas, cerca de 37 quilómetros, da ilha Graciosa, Açores.

A Marinha recuperou um veleiro que tinha sido roubado nas Bermudas, a 08 de agosto, e que estava à deriva a 20 milhas náuticas, cerca de 37 quilómetros, da ilha Graciosa,  Açores.

Foi o próprio tripulante e autor do roubo, um homem de 61 anos, que pediu ajuda por o veleiro se encontrar à deriva, «com avaria na máquina e em vários equipamentos de navegação», segundo um comunicado da Marinha hoje divulgado.

O alerta chegou na quarta-feira de manhã ao Centro Coordenador de Busca e Salvamento Marítimo de Ponta Delgada (MRCC Delgada), através da associação de pescadores Porto de Abrigo, que informou que o veleiro HOKU KEA, registado na Finlândia, «havia solicitado apoio».

O barco foi rebocado para o porto da Praia da Graciosa, tendo o homem sido detido.


Fonte: tvi24.iol.pt
Publicado por: Jorge M. Gonçalves

quarta-feira, 2 de outubro de 2013